Ana Paula Arósio, a estrela reclusa


Considerada uma das mais belas atrizes de sua geração, Ana Paula Arósio começou a trabalhar ainda criança, como modelo, e tornou-se uma premiada atriz do cinema, teatro e televisão, onde deixou trabalhos marcantes, como a protagonista da série Hilda Furacão (1998).

Mas no auge da fama, assim como Greta Garbo, a atriz preferiu se afastar dos holofotes, vivendo uma vida simples desde então.



Ana Paula Arósio nasceu em São Paulo, em 16 de junho de 1975. Quando ela tinha 12 anos de idade, foi descoberta por uma agente de talentos enquanto fazia compras com sua mãe em um super mercado. Ela logo tornou-se uma requisitada modelo, estampando diversas capas de revistas e fazendo comerciais para a televisão.



Aos 18 anos de idade ela estreou no cinema, atuando em Forever (1993), de Walter Hugo Khouri. No filme, ela atuava ao lado do veterano ator norte-americano Ben Gazzara.


Ana Paula Arósio e Ben Gazzara em Forever

No ano seguinte estreou na televisão, atuando em seis episódios da novela Éramos Seis (1994), no SBT. Ana Paula Arósio interpretava Amanda, uma jovem bonita por quem Carlinhos se apaixonava.


Ana Paula Arósio em Éramos Seis

Na emissora, ela também faria Razão de Viver (1996), Os Ossos do Barão (1997), além de atuar em diversos Teleteatros produzidos pelo SBT na época.


Rubens Caribé e Ana Paula Arósio em Os Ossos do Barão

Nesta época ela também atuou no teatro, fazendo Batom (1995) e em uma montagem de Fedra (1997), onde chamou a atenção do diretor Wolf Maya, que a levou para a Globo.

A atriz ainda estava sob contrato com o SBT, mas a emissora liberou a atriz para gravar a minissérie Hilda Furacão (1998), onde Ana Paula vivia a protagonista, uma jovem da alta sociedade mineira que se tornou prostituta, e acabou apaixonada por um frade (vivido por Rodrigo Santoro).


Rodrigo Santoro e Ana Paula Arósio em Hilda Furacão

A série fez um enorme sucesso, e a atriz recebeu diversos elogios da critica, além de receber diversos prêmios pelo papel, inclusive o Troféu Imprensa de atriz revelação.

Ana Paula também se tornou a garota propaganda dos comerciais da Embratel, popularizando o bordão "faz um 21".



Em 1999 Ana Paula Arósio assinou contrato com a TV Globo, estreando nas novelas como a Giuliana Splendore em Terra Nostra (1999), outro grande sucesso do canal, que lhe rendeu seu segundo Troféu Imprensa.


Thiago Lacerda e Ana Paula Arósio em Terra Nostra

No ano seguinte ela viveu a Maria Eduarda em outra minissérie bem sucedida, Os Maias (2001), baseado na obra de Eça de Queiróz.


Ana Paula Arósio e Fábio Assunção em Os Maias

Ela ganharia um terceiro Troféu Imprensa pela novela Esperança (2002). Na TV, Ana Paula Arósio ainda atuou em uma participação nos capítulos finais de Celebridade (2003), e foi Yolanda Penteado na minissérie Um Só Coração (2004), além de atuar na minissérie Mad Maria (2005).


Reinaldo Gianechinni e Ana Paula Arósio em Esperança

Ela ainda fez Páginas da Vida (2006), Ciranda de Pedra (2008) e a série Na Forma da Lei (2010). E em 2010 estava escalada para ser a protagonista da novela Insensato Coração (2011). Porém, a atriz não apareceu nas filmagens, abandonando o projeto e causando um verdadeiro escândalo na época.

A atriz Paolla Oliveira assumiu o papel, fazendo a primeira protagonista de sua carreira. Em dezembro de 2011 a atriz pediu demissão da Rede Globo, e teve seu contrato rescindido.


Ana Paula Arósio em Na Forma da Lei

No cinema ainda atuou em Os Cristais Debaixo do Trono (1999). Ela ganhou o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival de Cinema de Varginha pelo filme Celeste & Estrela (2005), e no mesmo ano atuou em O Coronel e o Lobisomem (2005).



Ana Paula ainda participou do filme Como Esquecer (2010) e Anita & Garibaldi, lançado em 2013 mas filmado entre 2005 e 2010. Após deixar a Globo, ela ainda atuou em A Floresta que Se Move (2015), seu último trabalho como atriz.

Em 2018 foi lançado o filme Primavera (2018), uma produção gravada em 2005.


Ana Paula Arósio em Primavera

A vida pessoal da atriz foi marcada por uma tragédia, quando o seu noivo (o empresário Luis Carlos Leonardo Tjurs) cometeu suicídio, dando um tiro na cabeça em frente da própria atriz. Sua morte afetou a vida de Ana profundamente.

Em 2099 ela conheceu o arquiteto e cavaleiro Henrique Plombon Pinheiro, com quem se casou em uma cerimônia discreta em um sítio em Santa Rita do Passa Quatro, interior de São Paulo, no ano de 2010.

Desde então a atriz tem vivido uma vida discreta ao lado do marido, evitando qualquer tipo de exposição pública. Ela e o marido se dividem entre suas casas na pequena cidade inglesa de Swindon, e no sítio em Santa Rita do Passa Quatro, onde cria cavalos.

Em 2014 Ana Paula Arósio recusou uma oferta milionária para atuar na novela Vitória, da TV Record, mas em 2020 estrelou um comercial de um banco.


Ana Paula Arósio em 2020 no comercial de um banco




Ana Paula Arósio atualmente








0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil