Por Onde Anda? Melissa Gilbert, a Laura Ingalls da série Os Pioneiros


Com suas trancinhas e um jeito doce e meigo, Melissa Gilbert encantou gerações como Laura Ingalls na série Os Pioneiros (Little House on the Praire, 1974-1983).



Melissa Ellen Gilbert nasceu em Los Angeles, Califórnia, em 08 de maio de 1964. Melissa foi entregue para a adoção após o parto, e foi adotada com 2 dias de vida pelo ator e comediante Paul Gilbert e pela atriz e dançarina Barbara Crane. E ganhou também um avô famoso, o roteirista Harry Crane.

Mais tarde o casal adotou um menino, Jonathan Gilbert, que também atuou em Os Pioneiros. Ele interpretava Willie Oleson, o filho dos donos da venda, e irmão da insuportável Nellie Oleson (papel de Alison Arngrim).

Seus pais se separaram quando Melissa tinha 8 anos de idade, e sua mãe teve uma filha de seu novo casamento. Sara Rebeca Abeles nasceu em 1975, e adotou o nome artístico de Sara Gilbert, por causa da irmã famosa. Sara Gilbert é mais lembrada como a Leslie Winkle em The Big Bang Theory.


Sara Gilbert, Alison Arngrim e Jonathan Gilbert

Seu pai morreu quando ela tinha 11 anos de idade. Na época, foi dito a atriz que ele havia sofrido um derrame, mas aos 57 anos de idade ela descobriu que na verdade ele havia se suicidado, devido as contates dores que ele sofria por causa de uma doença que o acometia há anos.

Melissa começou a trabalhar em comerciais para a televisão ainda muito jovem, tendo inclusive feito um comercial de ração para cachorro ao lado de Lorne Greene (que interpretou o pai de Michael Landon em Bonanza).



Melissa estreou no cinema em um pequeno papel em Um Astronauta Fora de Órbita (The Reluctant Astronaut, 1967), uma comédia estrelada por Don Knotts.

Ela fez também algumas participações em séries de televisão, até que sua amiga e colega de escola Leslie Landon (filha de Michael Landon) avisou que estavam procurando uma atriz mirim para a nova série de seu pai,  Os Pioneiros (Little House on the Praire, 1974-1983).

Melissa fez o teste e foi aprovada, principalmente pela semelhança física com o ator Landon, que interpretou seu pai na série. Foi Leslie Landon quem avisou a amiga que ela havia passado no teste.

Também atriz, Leslie Landon teve um pequeno papel em Os Pioneiros, entre 1981 e 1983, interpretando uma professora.


Leslie Landon em Os Pioneiros


Melissa gravou o piloto da série em 1973, e sua exibição na televisão foi um sucesso. No ano seguinte a série começou a ser produzida pela NBC, e durou 10 anos, sempre obtendo grande audiência. Os Pioneiros era uma adaptação livre dos livros de Laura Ingalls Wilder, com o mesmo título.


Os Pioneiros

Melissa começou a gravar com 9 anos de idade, e atuou na série até os 19, crescendo em frente a televisão. Ela foi indicada a um Globo de Ouro pelo seu papel no programa, em 1981.

Após perder o pai, em  1974, Melissa Gilbert teve em Michael Landon uma figura paterna. Em 2015, durante uma entrevista, Gilbert disse que Landon foi seu segundo pai, que a protegia e a aconselhava, e que quando não estava gravando, passava os finais de semana na casa do ator, brincando com os filhos dele. Landon dizia para ela que dinheiro e carreira nunca seriam mais importante que a família.

Em 1995 ela batizou seu filho de Michael, em homenagem ao ator.


Melissa Gilbert e Michael Landon


Melissa Gilbert na primeira e na última temporada de Os Pioneiros

Enquanto gravava a série, a atriz atuou em alguns telefilmes, fazendo personagens reais. Ela foi indicada ao prêmio Emmy pelo papel de Helen Keller em O Milagre de Annie Sullivan (The Miracle Worker, 1979). Patty Duke, que havia ganho um Oscar pelo filme de 1962, agora interpretava Annie Sullivan

Gilbert também fez Anne Frank em um telefilme de 1980.


Patty Duke e Melissa Gilbert em O Milagre de Annie Sullivan

Melissa ainda fez três telefilmes baseado em Os Pioneiros, depois que a série foi cancelada. Em 1985 ela estrelou o drama Sylvester (1985), ao lado de Michael Schoeffling (o galã de Gatinhas e Gatões, 1984).


Melissa Gilbert e Michael Schoeffling em Sylvester

Mas sua carreira não decolou. Ela conseguiu outros papéis em filmes feitos para a televisão, como Escândalos em Família (Choices, 1986), Uma Questão de Confiança (Whithout Her Consent, 1990) e O Coração de Joshua (Joshua's Heart, 1990). Mas problemas com álcool e drogas, como relatou em sua biografia (publicada em 2009), limitaram os convites para o cinema.


Melissa Gilbert em O Coração de Joshua


Entre 1992 e 1994 ela também dublou a personagem Batgirl em Batman: A Série Animada (Batman: The Animated Series).

Em 1988, Melissa Gilbert se casou com o ator Bo Brinkman (primo de Dennis e Randy Quaid). Eles tiveram um filho, e se divorciaram em 1994.

Em 1995 ela voltou a se casar, com o também ator Bruce Boxleitner. Com quem teve outro filho. A união durou até 2011, e eles contracenaram juntos na série Babylon 5, em 1996.


 Bruce Boxleitner e Melissa Gilbert em Babylon 5

Nos anos seguintes, limitou-se a aparições em série de TV, como Estética (Nip/Tuck) e Fat Actress. Também atuou no filme Gente Famosa (Lisa Picard is Famous, 2000).


Melissa Gilbert em Estética, 2006

Em 2002 Melissa foi eleita presidente do Screen Actors Guild, e permaneceu no cargo até 2005. E entre 2008 e 2009 ela interpretou a mãe em em uma adaptação de Os Pioneiros, no teatro. E durante a turnê, após sentir muitas dores nas costas, ela descobriu que estava trabalhando com uma fratura na coluna há meses, e precisou a se submeter a primeira (de muitas), cirurgias na coluna.


Melisssa Gilbert, como a mãe Caroline no teatro, 2008

Em 2012 ela participou do reality Dancing With the Stars (o Dança Com Famosos americano). Mas durante uma apresentação, ela caiu e bateu a cabeça, sofrendo uma concussão. Mas a atriz se recuperou, e voltou para a competição, ficando em quinto lugar.



Em 2015 ela anunciou sua candidatura ao Congresso norte-americano, mas desistiu das eleições pouco tempo depois, para cuidar de sua saúde. Casada desde 2013 com o ator Timothy Busfield, Melissa Gilbert já é avó, e mora em Nova York.

Seu último trabalho no cinema, até o momento, foi no drama When We Last Spoke (2019), ao lado de Cloris Leachman.




Timothy Busfield e Melissa Gilbert

Melissa Gilbert atualmente


Atriz Tawny Kitaen, de A Última Festa de Solteiro, morre aos 59 anos de idade


A atriz Tawny Kitaen, que estrelou a comédia A Última Festa de Solteiro (Bachelor Party, 1984), ao lado de Tom Hanks, morreu no dia 07 de maio, aos 59 anos de idade. A causa da morte ainda não foi divulgada.


Tawny Kitaen e Tom Hanks

Julia Kitaen nasceu em San Diego, Califórnia, em 05 de agosto de 1961. Ela decidiu que seria artista aos 14 anos de idade, após conseguir um passe VIP para o camarim de Peter Frampton, após um show.

Em 1976 ela participou de um Game Show, e após o programa recebeu alguns convites para atuar. Ela estreou no filme Malibu - Sonho de Verão (Malibu, 1983). Depois, estrelou As Aventuras de Gwendoline no Paraíso (Gwendoline, 1984), e teve seu melhor papel na comédia A Última Festa de Solteiro (Bachelor Party, 1984).



Mas sua carreira teve altos e baixos. Ela também é conhecida no mundo do rock por ter sido modelo de duas capas da banda Out of the Cellar e por ter aparecido em alguns clipes da banda Whitesnake como Is This Love e Here I Go Again.






Em 1989 ela se casou com David Coverdale, vocalista do Whitesnake, com quem ficou casada dois anos. Depois se casou com o astro do beisebol Chuck Finley, com quem teve duas filhas. O casamento durou de 1997 a 2002, e acabou após o jogador acusá-la de violência doméstica.


David Coverdale e Tawny Kitaen


No cinema ainda fez Espírito Assassino (Witchboard, 1986), As Amantes (Three of Hearts, 1993) e Malícia em Videoteipe (Playback, 1996). E interpretou Deianeira no filme Hércules e o Círculo de Fogo (Hercules: The Legendary Jorneys - Hercules and the Circle of Fire, 1994), estrelado por Kevin Sorbo. ela apareceu em outros dois filmes de Hércules, além de repetir a personagem na série de televisão.


Tawny Kitaen e Kevin Sorbo


A atriz foi presa algumas vezes por posse de drogas e participou de alguns reality shows onde expôs sua vida, como The Surreal Life (2006) e Celebrity Rehab With Dr. Drew (2008). Seu último trabalho como atriz foi na série Moms Anonymous (2017-2018).






Veja também: As Mais Belas Atrizes da Década de 1980, Antes e Depois



Cantor e compositor Cassiano, autor de Primavera e a Lua e Eu, morre vítima da Covid-19



O cantor e compositor Cassiano, de 77 anos, morreu no dia 07 de maio, vítima da Covid-19. Cassiano estava internado desde abril. 




Genival Cassiano dos Santos nasceu em Campina Grande, na Paraíba, em 16 de setembro de 1943. Ele mudou-se com a família para o Rio de Janeiro, e começou a cantar na noite aos 21 anos de idade. Criador do estilo vocal conhecido como Brazilian Soul, ele gravou poucos discos como cantor.

Mas como compositor é autor de diversos sucessos da MPB. Seu amigo Tim Maia imortalizou alguns de seus maiores sucessos como Primavera e Eu Amo Você. Outras composições suas incluem A Lua e Eu, Coleção, Mister Samba e Morena.










Por Onde Anda? O Elenco de Alf, o Eteimoso





Criada em 1986, a série ALF, o Eteimoso (ALF, 1986-1990) foi uma das mais bem sucedidas séries da televisão, fazendo sucesso mundial. No Brasil, ela estreou em 1987, e era exibida aos domingos, no horário do almoço, pela TV Globo.

ALF, que na verdade se chamava Gordon Shumway, era um alienígena do planeta Melmac, cuja aeronave caiu sobre a garagem da família Tanner. Impossibilitado de voltar, ele se torna um membro da família, aprontando muitas confusões.


A série Alf terminou sem um final, após se cancelada abruptamente. Em 1996 o filme Projeto Alf (ALF, 1996), deu o desfecho para a trama, mas nenhum membro do elenco original participou do filme.




Veja Por Onde Anda o Elenco de Alf, O Eteimoso


Anne Schedeen (1949)



A matriarca Kate Tanner estreou na televisão em 1974, e participou como convidada de diversas séries de TV. Alf, o Eteimoso foi o papel mais marcante de sua carreira. Após a série atuou pouco, aparecendo no filme Prisioneiro do Passado (Heaven's Prisioners, 1996) e na série A Juíza (Judging Amy), em 2001. Seu último trabalho como atriz foi na série Tiny Nuts, em 2014.

Anne engravidou na última temporada, e a família Tanner ganhou o bebê Eric Tanner nos últimos 16 episódios do programa.

Atualmente trabalha como designer de joias.




Benji Gregory (1978)

O pequeno Brian Tanner começou a trabalhar como modelo no começo da década de 1980, e fez algumas participações em séries de TV antes de Alf, o Eteimoso. Quando a série acabou, ele declarou que sentiu um alívio, pois não queria mais atuar. Ele ainda fez algumas participações em seriados e trabalhou como dublador até 1993. Depois, foi para a faculdade e se casou e seguiu a carreira militar na Marinha.






Andrea Elson (1969)



A adolescente Lynn Tanner também não teve muitas oportunidades, aparecendo ocasionalmente em algumas séries de TV. Ela se casou em 1998 e teve uma filha, e hoje é dona de casa.

Em entrevistas, Andrea disse que sofria de bulimia durante os anos em que trabalhou na série.







Max Wright (1943–2019)




O patriarca Willie Tanner já tinha uma longa carreira de trabalhos na televisão. Após a série foi o único ator do elenco principal a continuar efetivamente na carreira, e atuou em filmes como O Sombra (The Shadow, 1994) e Neve Sobre os Cedros (Snow Falling on Cedars, 1999). Entre 1999 e 2001 também esteve no elenco de The Norm Show. Enquanto gravava esta série, uma revista vazou fotos do ator usando drogas e fazendo sexo com dois homens, o que abalou sua carreira. Ele se retirou definitivamente em 2005, e morreu de câncer em 2019, aos 75 anos de idade.





Mihaly 'Michu' Meszaros (1939-2016)


Era o ator que vestia a fantasia de Alf, quando o personagem aparecia de corpo inteiro (nas outras cenas ele era um fantoche manipulado pelo criador da série, Paul Fusco). Leia mais sobre ele aqui.






John LaMotta (1939–2014)



O vizinho Trevor Ochmonek já atuava desde 1960 e era sobrinho do boxeador Jake LaMotta. Após a série fez pequenos papéis em filmes como O Pancada (The Scout, 1994), O Poderoso Chefão Por Acaso (The Godson, 1998) e Despedida de Solteiro (Five Aces, 1999). Ele morreu em 2014, aos 75 anos de idade.





Liz Sheridan (1929)


A vizinha intrometida Raquel Ochmonek começou a trabalhar como dançarina na década de 1950, e em sua biografia disse que namorou James Dean neste período. Após a série, atuou muito e é mais lembrada como a mãe de Seinfeld na série de sucesso da década de 1990 (produzida entre 1990 a 1998). Se aposentou após atuar em Um Avô Sedutor (Play the Game, 2009) e Trim (2010).





Josh Blake (1975)



O vizinho Jake, sobrinho dos Ochmonek, ainda atuou em na série The Famous Teddy Z (1989-1990) e apareceu como convidado em programas como Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira (Sabrina the Teenage Witch) e em filmes como Receita Para a Confusão (Recipe for Disaster, 2003). Deixou a carreira em 2006, e hoje é corretor de imóveis.





Anne Meara (1929–2015)



Anne Meara apareceu em alguns episódios, como a psicóloga cega de Alf. Ela era casada com o ator Jerry Stiller, e é mãe de Ben Stiller. Anne morreu em 2015, aos 85 anos de idade.









Veja Também:



A breve Danna Hill, de Férias Frustradas II


A atriz Danna Hill é mais lembrada por ter interpretado a jovem Audrey, a filha adolescente da família Griswold na comédia Férias Frustradas II (National Lampoon's European Vacation, 1985). Também dubladora, ela faleceu com apenas 32 anos de idade.


Férias Frustradas II 

Dana Lynne Goetz nasceu em Los Angeles, em 06 de maio de 1964. Filha do diretor de comerciais Ted Goetz, ela queria ser atleta, e aos 10 anos de idade ficou em terceiro lugar em uma maratona dos Estados Unidos. Mas pouco tempo depois, ela desmaiou enquanto treinava e durante uns exames foi diagnostica com diabetes tipo I.

A doença impediu sua carreira no atletismo, e também afetou seu crescimento (na fase adulta, ela media apenas 1,52 de altura). Sob influência do pai, ela começou a fazer publicidade, em 1973. Mas para evitar problemas e acusação de nepotismo, adotou o sobrenome de solteira de sua mãe, Hill.


Dana Hill em seu primeiro comercial

Ela estrelou na televisão em 1978, atuando em um episódio de Morky & Mindy (Idem). E fez algumas aparições na televisão até sua estreia no cinema, no telefilme Fallen Angel (1981), onde interpretava uma menina vítima de abuso sexual. A atriz tinha 17 anos na época, mas seu tipo físico fazia com que ela aparentasse ser mais nova.

Por este trabalho ela ganhou o Young Artist Award, destinado a atores mirins.



Em seguida ela atuou nos filmes A Chama que Não Se Apaga (Shoot the Moon, 1982), Retratos de Uma Realidade (Cross Creek, 1983) e Silêncio do Coração (Silence of the Heart, 1984). Ela também fez parte do elenco da série The Two of Us (1981-1982). Ela interpretava uma menina de 12 anos neste programa.


Dana Hill e Diane Keaton em A Chama que Não Se Apaga


Depois veio seu filme mais famoso, Férias Frustradas II (National Lampoon's European Vacation, 1985). Hill não havia atuado no primeiro filme, feito em 1983. A primeira atriz a interpretar Audrey Griswold foi Dana Barron. Mas Michael Anthony Hall, o primeiro ator a interpretar o filho dos Griswold, se recusou a fazer a sequência para atuar em Mulher Nota Mil (Weird Science, 1985), e os produtores resolveram reformular a produção, e mudar o elenco juvenil.





A atriz ainda fez uma participações na série Duro na Queda (The Fall Guy) entre 1982 e 1986, e ainda atuou na comédia Academia de Combate (Combat High, 1986), feito pelos mesmos produtores de Loucadêmia de Polícia. O filme marcou a estreia de George Clooney nos cinemas.



Dana Hill em Academia de Combate


Aos 22 anos de idade, ela viu os papéis cessarem, e migrou para a dublagem, onde fez diversos trabalhos entre 1987 e 1996. Ela inclusive dublou o personagem Max em A Turma do Pateta (Goof Troop, 1992-1993) e foi a voz do ratinho Jerry em Tom e Jerry: O Filme (Tom and Jerry: The Movie, 1992).

Em maio de 1996 a atriz entrou em coma devido a complicações da diabetes. Ela sofreu um forte derrame no mês seguinte, e em 15 de julho de 1996 Dana Hill acabou falecendo, com apenas 32 anos de idade.





Leia também:  Por onde anda? Kelly LeBrock, de A Dama de Vermelho e Mulher Nota 1000




Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil