Kim Basinger Completa 68 Anos de Idade



Vencedora de um Oscar, a atriz Kim Basinger é considerada uma das mais belas e talentosas estrelas de sua geração, sendo a única atriz que interpretou o interesse amoroso de dois ícones do cinema: James Bond e Batman.




Kimila Ann Basinger nasceu na cidade de Athens, na Georgia, em 08 de dezembro de 1953. Ela era filha de Donald Wade Basinger, um músico que teve sua própria Big Band, e da modelo de campeão de nado sincronizado Ann Lee Cordell, que apareceu em diversos filmes como uma das nadadoras que acompanhavam Esther Williams em seus balés aquáticos na MGM.

Kim foi criada na Igreja Metodista, e era uma criança muito tímida, ao ponto de desmaiar quando precisava falar na sala de aula. Esta timidez excessiva acabou marcando toda a sua vida. Para que a menina se soltasse um pouco, sua mãe a inscreveu no curso de balé aos 3 anos de idade, e ela permaneceu até a adolescência.

Com a confiança adquirida, ela se tornou líder de torcida, e começou a entrar em concursos de beleza, e foi coroada Miss Athens aos 17 anos de idade. Kim ganhou projeção, e começou a fazer publicidade. Seu primeiro anúncio foi ao lado de sua mãe.





Basinger então assinou um contrato com a Ford Models, chegando a ganhar mais de 1000 dólares por dia como modelo, embora odiasse a carreira no mundo da moda. Morando em Nova York, ela começou a tomar aulas de interpretação.

Em 1976 ela estreou em uma série de televisão, chamada Gemini Man. No mesmo ano, fez uma icônica participação em As Panteras (Charlie's Angels), e foi convidada para ingressar o elenco como uma personagem fixa, mas sem sentir-se confiante para aceitar o desafio, declinou, dando oportunidade de Cheryl Ladd assumir o papel.



Kim Basinger em As Panteras

Após aparecer como convidada em diversas séries de TV, Kim finalmente aceitou um papel fixo em From Here to Eternity (1979-1980), e em 1981 estreou no cinema, atuando em Terra Indomável (Hard Country, 1981). No mesmo ano, ela havia sido capa da revista Playboy.


Kim Bassinger e Jan-Michael Vicent em Terra Indomável

Após atuar em Morte Suspeita (Killjoy, 1981) e A Montanha do Ouro (Mother Lode, 1982), Kim Basinger chamou a atenção de Hollywood quando foi escalada para viver a Bond Girl Domino Petachi em 007 - Nunca Mais Outra Vez (Never Say Never Again, 1983), um filme não oficial do agente 007, mas estrelado por Sean Connery.


Sean Connery e Kim Basinger em 007 - Nunca Mais Outra Vez


Basinger fez sucesso com o filme, e voltou a estampar a capa da Playboy, em 1983. Em evidência na mídia, ela foi convidada pelo lendário Blake Edwards para atuar na comédia Meus Problemas Com As Mulheres (The Man Who Loved Women, 1983), onde contracenou com os veteranos Julie Andrews e Burt Reynolds.


Burt Reynolds e Kim Basinger em Meus Problemas Com As Mulheres


Kim chamou a atenção não só pela beleza, mas pelo seu desempenho, e foi então convidada por Barry Levison para atuar em Um Homem Fora de Série (The Natural, 1984), onde contracenava com o ator Robert Redford. O papel lhe rendeu uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante.



Kim Basinger e Robert Redford em Um Homem Fora de Série


Kim ainda estrelou Louco de Amor (Fool for Love, 1985), do consagrado diretor Robert Altman, antes de protagonizar o thriller sensual 9 1/2 Semanas de Amor (Nine 1/2 Weeks, 1986), ao lado de Mickey Rourke. O filme fez um enorme sucesso, e elevou Kim Basinger a uma das maiores "sexy symbols" do cinema da época.



Mickey Rourke e Kim Basinger em 9 1/2 Semanas de Amor


Elevada a estrela do primeiro time de Hollywood, Kim recebeu muitos convites para o cinema. Kim estrelou Sem Perdão (No Mercy, 1986), Encontro às Escuras (Blind Date, 1987), Nadine - Um Amor à Prova de Bala (Nadine, 1987) e Minha Noiva é Uma Extraterrestre (My Stepmother Is An Alien, 1988), que fizeram sucesso, e ajudaram a estabelecer sua carreira como atriz.

Mas a maior bilheteria de sua carreira foi em Batman (Idem, 1989), do diretor Tim Burton, que arrecadou mais de 400 milhões de dólares na época. Kim interpretava a jornalista Vicki Vale, que se envolve com o milionário Bruce Wayne enquanto escreve sobre a sua vida, sem suspeitar que ele também o Homem Morcego.

Incialmente o papel era da atriz Sean Young, que teve que ser substituída após se machucar durante as filmagens.


Kim Basinger em Batman


Após o sucesso de Batman ela atuou na comédia Uma Loira em Minha Vida (The Marrying Man, 1991), onde conheceu o ator Alec Baldwin, com quem contracenava. Eles começaram a namorar, e se casaram em 1993.

A união durou até 2002, e gerou uma filha (e uma longa briga judicial pela guarda dela após o divórcio).



Kim Basinger e Alec Baldwin em Uma Loira em Minha Vida


Com Richard Gere, ela estrelou Desejos (Final Analysis, 1992), que assim como Uma Loira em Minha Vida, fez um sucesso moderado. Ainda em 1992 ela gravou uma versão de Shake Your Head, junto com o cantor Ozzy Osbourne, e a música chegou ao Top 5 das paradas de sucesso do Reino Unido.





Ainda em 1992 Kim fez seu único trabalho como dubladora, na animação O Mundo Proibido (Cool World, 1992), emprestando a sua voz para uma sensual personagem animada que desejava se tornar humana na vida real. Misturando atores reais com desenhos animados, ela também aparecia no filme, após ter seu sonho realizado.



Brad Pitt e a personagem de Kim Basinger em Mundo Proibido


A atriz seguiu atuando em O Grande Assalto (The Real McCoy, 1993), Quanto Mais Idiota Melhor 2 (Wayne's World 2, 1993) e A Fuga (The Geteway, 1994), onde contracenava novamente com o marido Alec Baldwin.

Ainda em 1994 ela viveu uma repórter com problemas financeiros em Prêt-à-Porter (Idem, 1994), contracenando com um elenco de astros e sob nova direção do lendário Robert Altman.


Kim Basinger em Prêt-à-Porter


Após este trabalho, ela afastou-se por alguns anos das telas. Em 1995 Kim deu à luz a sua filha, Ireland Baldwin (que também é atriz), e passou a recusar convites para dedicar-se a maternidade.

Ela só retornou às telas em 1997, no papel magistral de uma prostituta de alta classe no neo-noir Los Angeles: Cidade Proibida (L.A. Confidential, 1997). A atriz recusou o papel 2 vezes antes de aceitar, por não se sentir segura a interpretar uma personagem tão desafiadora em seu retorno ao cinema. O diretor Curtis Hanson insistiu em Kim, devido a semelhança com a atriz Veronica Lake, e ela enfim aceitou o convite.

Los Angeles: Cidade Proibida rendeu a Kim Basinger um Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, além de um Bafta, um Globo de Ouro e um Screen Actor's Guild Award, na mesma categoria. Mas apesar do sucesso e das premiações, Kim Basinger voltou para sua semi aposentadoria, fazendo apenas uma dublagem em Os Simpsons (ao lado de Alec Baldwin), em 1998.


Kim Basinger e seu Oscar

Kim Basinger em Los Angeles: Cidade Proibida


Kim Basinger em Los Angeles: Cidade Proibida


Kim Basinger e Alec Baldwin em Os Simpsons


Em 2000 a atriz voltou a atuar, agora mais madura, e escolhendo melhor seus papéis. Ela queria novos desafios, e aceitou voltar em África dos Meus Sonhos (I Dreamed of Africa, 2000), que ela considerou um de seus melhores papéis.

No mesmo ano atuou no terror A Filha da Luz (Bless de Child, 2000).


Kim Basinger em África dos Meus Sonhos



Sob direção de Curtis Hanson, novamente, ela atuou em 8 Mile: Rua das Ilusões (8 Mile, 2002), onde interpretou a mãe alcoólatra do rapper Eminen, em uma cine biografia adaptada. Kim novamente ganhou muitos elogios da critica, que agora a consideravam uma atriz completa.


Kim Basinger em 8 Mile: Rua das Ilusões


Ela seguiu atuando em O Articulador (People I Know, 2002), Provocação (The Door in the Floor, 2004), Elvis Ainda Não Morreu (Elvis Has Left the Building, 2004) e A Última Aposta (Even Money, 2006). Kim Basinger também estrelou dois thrillers que fizeram grande sucesso de bilheteria, Celular: Um Grito de Socorro (Cellular, 2004) e Sentinela (The Sentinel, 2006).


Kim Basinger em Celular: Um Grito de Socorro


Ela ainda atuou em A Sereia e o Monge (The Mermaid Chair, 2006), Vidas que Se Cruzam (The Burning Plain, 2006) e estrelou e produziu o independente Enquanto Ela Está Fora (While She Was Out, 2008), que não conseguiu muita distribuição, mas gerou boas críticas.




Cartaz de Enquanto Ela Está Fora 



Seus créditos mais recentes incluem Informers - Geração Perdida (The Informers, 2008), A Morte e Vida de Charlie (Charlie St. Cloud, 2010), Black November (Idem, 2013), Terceira Pessoa (Third Person, 2013), Ajuste de Contas (Grudge Match, 2013), A Corrida da Superação (One Square Mile, 2014), A Qualquer Preço (I Am Here, 2014) e Dois Caras Legais (The Nice Guys, 2016).


Kim Basinger e Zac Effron em A Morte e a Vida de Charlie


Sylvester Stallone e Kim Basinger em Ajuste de Contas


Em 2017 ela interpretou Elena Lincoln, a sócia de negócios e ex-amante de Christian Grey na adaptação cinematográfica de Cinquenta Tons Mais Escuros (Fifty Shades Darker, 2017). O filme recebeu críticas negativas, fez um enorme sucesso de bilheterias. Kim Basinger repetiu o papel em Cinquenta Tons de Liberdade (Fifty Shades Freed, 2018), que até o momento é seu último trabalho no cinema.

Kim Basinger é vegetariana, e é uma grande ativista dos direitos dos animais. 


Kim Basinger e Jamie Dornan em  Cinquenta Tons Mais Escuros


Kim Basinger e a filha Ireland Baldwin


Kim Basinger atualmente




Veja também: As Mais Belas Atrizes dos Anos 80, Antes e Depois

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil