Kay Aldridge, a rainha dos seriados e estrela de Nyoka, a Filha das Selvas



Katharine Gratten Aldridge nasceu em 09 de julho de 1917, em Tallahassee, Flórida. Kay começou a atuar em peças escolares quando adolescente. Em 1934 entrou para uma agência de modelos, e tornou-se uma das mulheres mais fotografadas da década de trinta. Em 1937 foi contratada pela 20th Century Fox, e fez sua estreia no filme Vogas de New York (Vogues of 1938), onde apareceu como uma espécie de "estátua viva", sem falas, embelezando o filme, assim como outras modelos famosas da época que também apareceram no filme.







Durante seu contrato com a Fox, até 1941, esta foi basicamente sua carreira no cinema, enfeitar as fitas, permanecendo praticamente calada em quase todos os seus trabalhos. Ela apareceu em filmes como Serenata Tropical (Down Argentine Way, 1940), Chutando Alto (Shotting Hing, 1940), Sucedeu no Carnaval, (Louisiana Purchase, 1941) e Pode Ser... Ou Está Difícil? (You're in the Army Now, 1941).






Da esquerda pra direita: Ruth Martin, Dorothy Day, Frances Joyce, Kay Aldridge, Olive Cawley, Elizabeth Harbon e Ida Vollyer em Vogas de New York.

Kay, Jane Withers e Gene Aytry em Chutando Alto


Da direita para a esquerda: Marguerite Chapman, Georgia Caroll, Alix Talton, Jane Wyman, Kay Aldridge, Leslie Brooks e Peggy Diggins em Pode Ser... Ou Está Difícil?


Kay foi uma das muitas atrizes a fazer teste para Scarlet O'Hara, de ...E o Vento Levou (Gone With the Wind, 1939), mas como é sabido ela não ficou com o papel. Após ser demitida da Fox foi convidada pela Republic Pictures para estrelar seu próximo seriado. A princípio ela não gostou do convite, mas o salário era bom, e ela acabou aceitando, tornando-se a estrela de Perigos de Nyoka (Perils of Nyoka, 1942).

Kay interpretou Nyoka Gordon, uma exploradora que procurava pelo pai durante uma missão de busca ao tesouro na África.







Os seriados cinematográficos eram muito populares na época. Eram produções de baixo orçamento, com 15 capítulos, exibidos a cada semana, sempre com um gancho para o episódio seguinte. Nyoka era baseada na personagem dos livros Jungle Girl, pulps escritos por Edgar Rice Burroughs (o criador de Tarzan).

A Republic havia feito um seriado da Jungle Girl anos antes, com o nome de A Filha das Selvas (Jungle Girl, 1941), estrelado por Frances Gifford. O seriado fez um grande sucesso e o estúdio quis repetir a história, mas desta vez "criando" uma nova personagem, para não pagar direitos autorais. Nyoka Meredith, a original, tornou-se Nyoka Gordon e assim "criou-se" uma nova história.

A vilã do seriado era interpretada por Lorna Gray e o mocinho era Clayton Moore, que futuramente tornaria-se astro como o Cavaleiro Solitário (Lone Ranger). Nas cenas de ação mais violentas, Aldridge foi substituída por David Sharpe, o dublê tradicional do estúdio.


Kay e Clayton Moore em Nyoka


Com Lorna Gray em Nyoka


Dave Sharpe como Capitão Marvel, que era interpretado por Tom Tyler


O sucesso da série fez com que a personagem ganhasse sua própria história em quadrinhos, e até Kay Aldrige protagonizou algumas HQ's como Nyoka. Foi uma das primeiras heroínas femininas dos quadrinhos.




Após Nyoka, Kay ainda fez mais um seriado na RepublicPorto Fantasma (Haunted Harbor, 1944), ao lado de Kane Richmond.


Kane Richmond, Rico de Montez e Kay Aldridge em Porto Fantasma


Mas Kay Aldridge não tornou-se uma estrela. Ela fez pequenos papéis em filmes importantes como Canta, Coração (Something to Shout About, 1943) e Du Barry Era um Pedaço (Du Barry Was a Lady, 1943). E estrelou filmes de baixo orçamento como Homem Solitário (The Man Who Walked Alone, 1945) e Fantasma da Rua 42 (The Phantom of 42nd Street, 1945), que foi seu último filme. Depois, ela abandonou o cinema, dedicando-se a família.

Ela faleceu em 12 de janeiro de 1995, aos 77 anos, vítimas de um ataque cardíaco.


Com Lucille Ball em Du Barry era Um Pedaço


Cartaz de Fantasma da Rua 42

Ensaio como Pin Up para Alberto Vargas

Com James Stewart, que foi seu namorado

Leland Hayward e sua esposa Margaret Sullavan e o tentene James Stewart e Kay Aldridge,
na estréia de Rosa da Esperança (Mrs. Miniver, 1942).

Com Allan "Rocky" Lane em A Tribo Misteriosa (Daredevils of the West, 1943)

Com Ruth Gordon e Philip Loeb na peça Over 21 (1944), na Broadway

Com Don 'Red' Barry e um "gorila" em uma convenção para fãs, em 1979




0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil