O triste fim de Amanda Peterson, a estrela de Namorada de Aluguel, morta aos 43 anos de idade


O crítico de cinema Leonard Maltin escreveu uma vez "Amanda Peterson é excelente". No cinema desde os 9 anos de idade, a atriz tinha um jeito doce e meigo, personificando a menina da casa do lado, que mexia com o coração dos adolescentes. O papel da popular Cindy Mancini, de Namorada de Aluguel (Can't Buy Me Love, 1987), fez dela uma estrela inesquecível.



Phyllis Amanda Peterson nasceu no Colorado, em 08 de julho de 1971. Quando ela tinha 9 anos de idade, ela soube que havia uma seleção de atrizes mirins para protagonizar Annie (Idem, 1982), dirigido pelo lendário diretor John Huston.

Mais de 8000 mil meninas se inscreveram para o papel, e Amanda ficou entre as 10 finalistas, mas perdeu o papel da pequena órfã Annie para a menina Aileen Quinn. Mas Huston gostou da Amanda, e a escalou como uma das meninas do orfanato.


Amanda Peterson em Annie


Pouco tempo depois, Amanda apareceu em séries de televisão como convidada, até ganhar um papel regular na série Boone (1983-1984), e atuou no telefilme Por Trás de Um Segredo (Best Kept Secrets, 1984), ao lado da veterana Patty Duke.

Mas foi em 1985 que ela ganhou seu primeiro destaque no cinema, quando atuou em Viagem ao Mundo dos Sonhos (Explorers, 1985), de Joe Dante. Aos 14 anos de idade, Amanda Peterson contracenou com dois jovens promissores atores: Ethan Hawke e River Phoenix.


Amanda Peterson e Ethan Hawke em Viagem ao Mundo dos Sonhos


Amanda seguiu trabalhando em séries de televisão, e participou de mais de 50 comerciais feitos para a televisão, mas só retornou ao cinema 2 anos depois, quando estrelou o clássico da Sessão da Tarde Namorada de Aluguel (Can't Buy Me Love, 1987), onde viveu Cindy Mancini, a líder de torcida que aceita fingir namorar um nerd (vivido por Patrick Dempsey), em troca do pagamento de uma dívida.

O filme fez da dupla de protagonistas dois novos astros promissores de Hollywood.


Patrick Dempsey e Amanda Peterson em Namorada de Aluguel


A atriz então estrelou a ficção cientifica Nas Garras do Futuro (The Lawless Land, 1988), que ainda tinha no elenco sua irmã Ann-Marie Peterson (em seu único trabalho no cinema), e atou na série A Year in the Life (1987-1988). Depois esteve no drama Desencontros (Listen to Me, 1989).




Mas apesar do sucesso inicial, sua carreira não decolou como se esperava. Com convites escassos, a atriz atuou em telefilmes, como Charme Fatal (Fatal Charm, 1990), no qual contracenou com Christopher Atkins (antigo astro de A Lagoa Azul) e A Lente do Desejo (Posing: Inspired by Three Real Stories, 1991).


Amanda Peterson e Christopher Atkins em Charme Fatal

Após atuar em Windrunner, o Vencedor (Windrunner, 1994), Amanda Peterson abandonou o cinema. A atriz lutava contra o vício das drogas, iniciado quando ela foi estuprada, aos 14 anos, por um produtor de 27 anos de idade.

Ela foi presa por pequenos furtos e posse de drogas diversas vezes entre 2000 e 2012. Amanda também teve um filho, mas perdeu a guarda da criança para o pai.


Fotos tiradas nos momentos das prisões de Amanda Peterson


Mas em 2012 ela conseguiu deixar o vício em drogas, e retomou os estudos, iniciando um mestrado. Porém, com dificuldades para dormir, a antiga estrela do cinema recaiu no vício, agora em morfina, que ela usava para conseguir dormir.


Amanda Peterson em seu último ensaio fotográfico



Em 03 de julho de 2015 a atriz morreu de uma overdose acidental de morfina, com apenas 43 anos de idade.





Veja também: As Mais Belas Atrizes dos Anos 80, Antes e Depois





Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil