Geena Davis completa 66 anos de idade





Na década de 1950, quando a atriz italiana Gina Lollobrigida foi para Hollywood, o agente publicitário sugeriu que ela mudasse seu nome para algo mais americanizado, e sugeriu um novo nome artístico. Gina ao ver a sugestão, prontamente respondeu: "onde já se viu uma atriz chamada Geena Davis?"

Anos mais tarde, uma atriz chamada Geena Davis brilharia em Hollywood, sendo considerada pela revista Empire uma das 100 maiores estrelas de todos os tempos.




Virginia Elizabeth Davis nasceu em Wareaham, Massachusetts, em 21 de janeiro de 1956. Seu pai era diácono da igreja. Muito jovem, Geena se interessou pela música, e aprendeu piano, tornando-se a organista da igreja de seu pai. 

No ensino médio, fez intercâmbio em uma escola na Suécia, onde aprendeu a falar sueco fluentemente. O apelido Geena foi retirado de um programa infantil do país.

De volta aos Estados Unidos, formou-se como atriz na Universidade de Boston em 1979, e depois mudou-se para Nova York, onde arrumou um emprego como modelo.


Geena Davis como modelo

O diretor Sydney Pollack viu uma foto da modelo em um catálogo de moda, e mandou chamá-la para um teste para seu novo filme, Tootsie (Idem, 1982). O filme tornou-se o segundo mais assistido do ano, e recebeu diversas indicações ao Oscar.


Geena Davis e Dustin Hoffman em Tootsie

Geena então foi escalada para atuar na série Buffalo Bill (1983-1984), que teve curta duração. Ela então apareceu como convidada em diversas séries de TV, e estrelou Sara (1985), um programa de sua autoria, que só durou 13 episódios.




Em 1984 ela fez teste para Sarah Connor em O Exterminador do Futuro (The Terminator, 1984), mas perdeu o papel para Linda Hamilton. Ela retornou ao cinema na comédia Assassino Por Encomenda (Fletch, 1985), ao lado de Chevy Chase.


Chevy Chase e Geena Davis em Assassino Por Encomenda


Em 1985 ela também interpretou uma vampira na comédia Transilvânia - Hotel do Outro Lado do Mundo (Transiylvania 6-5000, 1985), onde conheceu o ator Jeff Goldblum, com quem ela se casaria no ano seguinte. A união do casal durou até 1991.

Com Goldblum ela também faria seu filme seguinte, o grande sucesso A Mosca (The Fly, 1986). O casal ainda contracenaria mais uma vez em Meu Amante é De Outro Mundo (Earth Girls Are Easy, 1988).


Jeff Goldblum e Geena Davis em A Mosca

O sucesso de A Mosca levou o diretor Tim Burton a convidar Davis para a comédia Os Fantasmas Se Divertem (Beetlejuice, 1988), onde a atriz fazia um fantasma que assombrava a sua antiga residência ao lado do também falecido marido, vivido por Alec Baldwin. O filme também fez um enorme sucesso nas bilheterias.


Michael Keaton, Geena Davis e Alec Baldwin em Os Fantasmas Se Divertem

A consagração de Geena Davis no drama O Turista Acidental (The Accidental Tourist, 1988), ao lado de William Hurt e Kathleen Turner. O filme fez bastante sucesso nas bilheterias e foi elogiado pela imprensa especializada, e rendeu a Davis um Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.



Katlheen Turner, William Hurt e Geena Davis em O Turista Acidental


Geena Davis e seu Oscar



Geena fez outra comédia, Não Tenho Troco (Quick Change, 1990), antes de estrelar, ao lado de Susan Sarandon o grande sucesso Thelma & Louise (Idem, 1991), de Ridley Scoot. O filme home tornou-se uma obra cult, e é aclamado pela sua temática feminista e libertária.

Thelma & Louise rendeu a Geena Davis uma segunda indicação ao Oscar, agora na categoria principal.


Susan Sarandon e Geena Davis em Thelma & Louise


Ao lado de Madonna e Tom Hanks, Geena interpretou uma jogadora de beisebol em Uma Equipe Muito Especial (A League of Their Own, 1992), que também foi muito bem nas bilheterias, e rendeu a atriz uma indicação do Globo de Ouro. Mas seu filme seguinte, Herói Por Acidente (Hero, 1992), fracassou nas bilheterias.



Geena Davis, no auge da fama, fez escolhas erradas e atuou em filmes que tiveram pouca repercussão, como Angie (Idem, 1994) e Apenas Bons Amigos (Speechleess, 1994), que apesar das críticas negativas rendeu a atriz outra indicação ao Globo de Ouro.

Em 1996 ela estrelou uma super produção dirigida por seu novo marido Renny Harlin, A Ilha da Garganta Cortada (Cutthroat Island, 1996), uma aventura sobre piratas. O filme foi um enorme fracasso de bilheteria, e deu muito prejuízo para o estúdio que o produziu.


Mathew Modine e Geena Davis em A Ilha da Garganta Cortada



Em seguida ela atuou em Despertar de Um Pesadelo (The Long Kiss Goodnight, 1996), também dirigido por Harlin. O filme também não foi muito bem sucedido, e arranhou a carreira de Geena Davis. Em 1998 ela se separou de Renny Harlin.

Com 2 fracassos seguidos, e agora com 40 anos de idade, Geena Davis viu os convites desaparecerem. Ela retornou ao cinema apenas 2 anos depois, como Eleanor Little no infantil O Pequeno Stuart Little (Stuart Little, 1999). Ela repetiria o papel nas sequências de 2002 e 2005.


Geena Davis em O Pequeno Stuart Little


Nestes 2 anos que ficou sem atuar, Geena Davis quase se classificou para representar a equipe olímpica de Arco e Flecha norte-americana nos Jogos Olímpicos de Sidney. Ela ficou em 24º lugar entre 28 semifinalistas.




Sem muitas oportunidades no cinema, passou a atuar com mais frequência na televisão, e estrelou sua própria série, The Geena Davis Show (2000-2001), que só durou uma temporada. Depois, interpretou a presidente dos Estados Unidos na série Commander in Chief (2005-2006), que também não teve longa duração.


The Geena Davis Show


Em 2009 ela atuou no filme australiano Accidents Happen (2009), mas foi na TV em que ela fez mais papéis no período. Em 2016 ela viveu Angela Race, umaa versão adulta da jovem Regan na série O Exorcista (The Exorcist).



Geena Davis em O Exorcista


Ela também viveu a Dra. Nicole Herman em Grey's Anatomy, entre 2014 e 2018 e em 2019 esteve na série Glow. No mesmo ano dublou a personagem Huntara no remake da animação She-Ra.

E em 2020 esteve no filme Ava (2020), seu último trabalho como atriz até o momento.


Geena Davis em Grey's Anatomy

Personagem de Geena Davis em She-Ra


Em 2007 Geena Davis lançou o Instituto Geena Davis, uma fundação que batalha para acabar com o estereótipo de gênero na mídia, em especial nas produções voltadas para crianças. O foco do instituto é aumentar a presença de personagens femininas e reduzir uma imagem machista na indústria do entretenimento, um campo muito dominado pelos homens. Sua fundação denúncia a desigualdade de trabalho em Hollywood, onde as atrizes em sua grande maioria ganham salários menores que os homens.

Por seu trabalho ela recebeu o Prêmio Humanitário Jean Hersholt e um Oscar Honorário, em 2019.


Geena Davis recebendo o Oscar Honorário, em 2019


Mãe de 3 filhos, a atriz deu à luz pela primeira vez aos 46 anos de idade.


Geena Davis e os seus filhos


Geena Davis atualmente







Veja também: As Mais Belas Atrizes dos Anos 80, Antes e Depois

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil