Há 85 anos nascia a cantora a Maysa



Uma das mais consagradas cantoras e compositoras do cenário musical brasileiro, Maysa marcou a cena musical do país em sua breve e intensa e breve vida, interrompida bruscamente quando ela tinha apenas 40 anos de idade.





Maysa Figueira Monjardim, mais conhecida como Maysa Matarazzo, ou simplesmente Maysa, nasceu Rio do Janeiro em 06 de junho 1936. Neta do Barão de Monjardim, ela nasceu em uma tradicional família vinda do Espírito Santo.

Maysa foi criada em uma enorme mansão no bairro carioca de Botafogo, mas mudou-se com a família para São Paulo, e depois foi enviada colégio interno Sacré-Coer de Marie, em Paris.


Maysa e seu irmão Cibidinho, quando criança

Desde criança Maysa sonhava em ser cantora, e se apresentava cantando e tocando violão para os familiares. Ele foi uma jovem a frente do tempo, e chocava a alta sociedade ao fumar e beber em público, além usar cabelos curtos e calças compridas, hábitos masculinos na época.

Aos 18 anos de idade ela se casou com empresário André Matarazzo, que era 17 anos mais velho que ela. Em 1956 Maysa deu à luz a seu filho, Jayme Monjardim Matarazzo, hoje diretor e de cinema e televisão. No mesmo ano, ela gravou seu primeiro disco.



Mas o casamento durou pouco, de 1954 a 1957, pois o marido não aceitava que ela seguisse na carreira de cantora. Para ele, uma Matarazzo tinha de ser apenas uma dona de casa, e não trabalhar, muito menos a noite. Maysa retornou a casa dos pais após o desquite, o que foi um grande escândalo na época.

Em 1957 ela foi contratada pela TV Record, onde começou a apresentar um programa patrocinado pela Bombril. A televisão fez de Maysa uma artista muito popular e premiada.






No ano de 1958 ela recebeu o Troféu Roquette Pinto de Melhor Cantora, no ano anterior ela já havia recebido o prêmio de cantora revelação de 1957 e ganhou o Disco de Ouro de cantora revelação pelo Jornal O Globo.

Em 1958 ela se mudou par ao Rio de Janeiro, e lá foi contratada pela TV Rio


Maysa e Léo Batista na TV Rio

Maysa na TV Rio

Foi nessa época que ela gravou um de seus maiores sucessos, a canção Meu Mundo Caiu, que foi um dos maiores hits musicais do ano. Seus discos se tornaram campeões de venda.

Morando no Rio de Janeiro, então Capital Federal, e muito popular junto ao público, Maysa também estreou no cinema, cantando no filme O Batedor de Carteiras (1958). No mesmo ano, apareceu nos filmes O Cantor e o Milionário (1958) e O Camelô da Rua Larga (1958).


Maysa Cantando Meu Mundo Caiu em O Batedor de Carteiras



Maysa em O Cantor e o Milionário


Maysa em O Camelô da Rua Larga



Ela ainda apareceria nos filmes Matemática Zero, Amor Dez (1960), Pequeno Por Fora (1960) e Esse Rio Que Eu Amo (1962). A partir da década de 1960 a cantora fez diversas excursões pelo mundo, apresentando-se em vários países, como Argentina, Uruguai, Caracas, Venezuela, Colombia, Porto Rico, México e Japão.

Ela também cantou em Portugal, Espanha, Estados Unidos, Itália, Marrocos, e Angola. Ela gravou discos nos EUA, e teve sua turnê internacional consagrada com uma temporada no Olympia de Paris, em 1963.




Maysa era conhecida pelo seu comportamento temperamental. Ela sofria de depressão, e tinha problema com álcool. Além disto, havia ficado viciada em remédios para dormir, devido a constante insônia. Vaidosa, ela também precisava lutar contra o excesso de peso.




Na década de 1970 ela aventurou-se como atriz de novela, atuando em nas novelas O Cafona (1971) e Bel Ami (1972), na TV Tupi. Ela ainda fez uma participação na novela Bravo! (1975), que era estrelada pelo ator Carlos Alberto, com quem a atriz teve um longo relacionamento.





Maysa e Carlos Alberto



A partir de 1972 a cantora passou a viver reclusa em uma casa de praia em Maricá. Sua depressão havia piorado, e a levou ao isolamento social. Ela e Carlos Alberto estavam brigando muito, devido as crises de ciúmes da cantora. Sua depressão se agravou em 1974, devido ao conturbado relacionamento com o filho, que a acusava de ter o abandonado em um colégio interno na infância.

Em 22 de janeiro de 1977, dia em que seu filho estava se casando, Maysa morreu em um acidente automobilístico na Ponte Rio-Niterói, aos 40 anos de idade. A autopsia revelou que a cantora estava sóbria.

Em seu diário, ela havia escrito sua última mensagem: "Sou viúva, tenho 40 anos de idade e sou uma mulher só. O que dirá o futuro?"

Em 2009 seu filho dirigiu a minissérie Maysa: Quando Fala o Coração (2009), tendo a atriz Larrissa Maciel no papel de Maysa.


Veja também: A História do Ator Carlos Alberto




0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil