Cantora Helena de Lima Completa 95 Anos


Dona de uma voz potente, Helena de Lima brilhou nos tempos áureos do rádio nacional, e tornou-se uma das mais populares cantoras brasileiras da década de 1950. Helena também consagrou-se como uma das maiores cantoras das boates chiques do Rio de Janeiro e São Paulo.



Helena de Lima nasceu no Rio de Janeiro, em 17 de maio de 1926. E como muitos cantores, suas primeiras apresentações foram em reuniões familiares, cantando para amigos.

Incentivada a cantar profissionalmente, ele participou de alguns programas radiofônicos de calouros, até vencer o programa de César de Alencar, em 1945. E em 1948 tornou-se profissional ao ser contratada pela boate carioca Pigalle, transferindo-se para o Goldem Room do Copacabana Palace pouco tempo depois.


1949

Dois anos depois, foi contratada pela Rádio Globo, e depois foi para a Rádio Tupi, do Rio de Janeiro.



Gozando de vários elogios entusiásticos feitos pela crítica especializada, ela logo conquistou o seu espaço no rádio, e da Tupi carioca foi contratada para tornar-se crooner da orquestra de Djalma Ferreira, na Boate Oasis, em São Paulo.



Nesta época Helena de Lima estreou no cinema, cantando no filme Agüenta Firme, Isidoro (1951), uma produção da Cinédia estrelada por Nicolay Guzzardi (o Totó) e pela trágica vedete Zaquia Jorge.

O filme era uma comédia carnavalesca, e Helena recebeu as melhores críticas pela sua participação, embora o filme não tenha sido muito bem sucedido. Ela apenas aparecia cantando um número musical, Um Pedaço do Brasil, de J. Jr. e Luiz Antônio. Infelizmente, ela nunca chegou a gravar a canção em disco, e Agüenta Firme, Isidoro foi seu único trabalho no cinema.


Correio Paulistano, 11-02-1951



A bem sucedida temporada em São Paulo fez com que a cantora estendesse sua estada na cidade. Ela passou a cantar no Captain's Bar, que ficava no Hotel Comodoro. E foi contratada pela Rádio Nacional Paulista, e passou a cantar também na TV Paulista, que era vinculada a Nacional.

Helena de Lima se tornou um grande cartaz também na televisão, permanecendo alguns anos em São Paulo.


Helena de Lima na Televisão

Em 1958 ela ingressou no casting de estrelas musicais da Rádio e TV Record, onde passou a apresentar o programa Vale a Pena Ouvir Helena.



De volta ao Rio de Janeiro, a cantora brilhou nos palcos da Boate O Cangaceiro, onde tornou-se uma de suas maiores estrelas, com direito a um disco gravado na famosa casa noturna. Ela também passou a ser convidada constantemente dos programas da televisão carioca.


Helena de Lima no AP Show, de Aérton Perlingeiro (TV Tupi, RJ)


Luiz Reis (compositor de Samba do Balanço) e Helena de Lima no programa Dentro da Noite (1962), apresentado por Paulo Autran, na TV Tupi (RJ)


Na TV Continental, ela apresentaria outro programa, Musical Bel-Fil, em 1962. Depois, dedicou-se somente a carreira cantora, gravando discos até 1977. Em 2007 gravou o seu único CD, Sentimentos, feito de forma independente, onde era acompanhada ao violão por Antenor Luz. No mesmo ano, o pesquisador Rodrigo Faour organizou uma coletânea da artista.




Helena de Lima em Musical Bel-Fil




Sentimentos (2007)




Helena de Lima, embora não gravasse mais discos, continuou cantando, fazendo apresentações já com mais de 90 anos de idade. Infelizmente, devido a idade avançada, ela já não tem mais condições de se apresentar, e necessita de cuidados especiais.



Helena de Lima cantando em 2015, aos 90 anos de idade


Em homenagem ao seu aniversário, amigos organizaram diversos eventos dedicados a cantora. Também foi criada uma vaquinha virtual, para ajudar a artista a garantir os cuidados que ela necessita agora. Desde 2013 Helena de Lima vive no Retiro dos Artistas.




Para quem quiser, e puder contribuir, o link está aqui

Curta a página Helena de Lima no Facebook! https://www.facebook.com/helenadelima95anos

Inscreva-se no canal de acervo de Helena de Lima no Youtube! https://www.youtube.com/channel/UCxVWg0MqVYBAnw7swAQFqRw


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil