Últimas Notícias

6/recent/ticker-posts

A trajetória de George Peppard: De Bonequinha de Luxo ao Esquadrão Classe




George Peppard foi um dos últimos galãs contratados pela MGM, e estrelou, ao lado de Audrey Hepburn, o clássico Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's, 1961). Mas quem creceu na década de 1980 com certeza lembra dele como Hannibal da série Esquadrão Classe A (The A-Team).

George William Peppard nasceu em Detroit, Michigan, em 01 de outubro de 1928. Seu pai era empreiteiro, e sua mãe cantora de ópera, mas as finanças da família ficaram abaladas após a grande depressão financeira de 1929.

Seu pai se viu obrigado a mudar de cidade em busca de emprego, deixando a esposa o filho para trás. Ainda muito criança, George Peppard teve diversos empregos, para ajudar no orçamento doméstico, e em 1946 ingressou no exército, onde teria um salário melhor.

Nesta época, chegou a formar-se em engenharia, mas a vontade de atuar falou mais alto, e ele ingressou no teatro em 1948. A paixão pelos palcos surgiu justamente na Universidade, onde fez algumas produções estudantis.

Em 1949 ele se mudou para Nova York, para estudar no lendário Actor's Studio, onde foi aluno de Lee Strasberg. E para pagar o curso, trabalhava como motorista de taxi durante o dia.

Sua carreira, entretanto, só começaria a deslanchar algum tempo depois, quando o ator estreou na televisão, em 1956, veículo onde faria diversos trabalhos. No cinema, seu primeiro filme foi O Rancoroso (The Strange One, 1957).

George Peppard em O Rancoroso

Seu segundo filme foi Os Bravos Morrem de Pé (Pork Chop Hill, 1959), que lhe rendeu boas críticas, e chamou a atenção da MGM, que o convidou para um teste para o filme A Casa da Colina (Home From The Hill, 1960).

O veterano diretor Vincente Minelli gostou do teste, e deu ao jovem ator um importante papel, coadjuvanto o astro Robert Mitchum. Peppard também ganhou um contrato com a MGM, e foi muito elogiado pela colunista de fofocas de Hollywood Hedda Hopper.

Robert Mitchum e George Peppard em A Casa da Colina

Junto com George Hamilton, George peppard foi o último galã com longo contrato na MGM.

O belo jovem loiro de olhos azuis agradou ao público, e começou a receber muitas cartas das fãs, o que alimentou o ego de Peppard, que começou a ter ataques de estrelismo. Em uma entrevista, ele chegou a declarar que era melhor que Marlon Brando, e que considerava o astro como "um artista morto".

George Peppard também começou a dar trabalho nos bastidores, querendo dar palpites na direção e roteiros de filmes em que trabalhava, e recusava muitos projetos oferecidos pela MGM.

Ao lado de Leslie Caron ele estrelou Os Subterrâneos da Noite (The Subterraneans, 1960), e depois foi escalado para ser o galã de Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's, 1961), apesar do diretor Blake Edwards ter implorado para não ter que trabalhar com o jovem ator, já tão problemático.


Audrey Hepburn e George Peppard em Bonequinha de Luxo

Peppard tinha fama de ser desagradável nos bastidores, e a sempre elegante Audrey Hepburn, anos mais tarde, respondeu apenas "trabalhamos juntos" quando perguntada em uma entrevista sobre a sua experiência ao contracenar com o ator. Já Patricia Neal, que atuou no mesmo filme, declarou que ele era um homem "frio e vaidoso".

Mas o sucesso de Bonequinha de Luxo rendeu a Peppard muitos trabalhos nos anos seguintes, fazendo com que ele atuasse em filmes como A Conquista do Oeste (How the West Was Won, 1962), Os Vitoriosos (The Victors, 1963), Os Insaciáveis (The Capetbaggers, 1963), Operação Crossbow (Operation Crossbow, 1965) e O Terceiro Dia (The Third Day, 1965).

George Peppard em A Conquista do Oeste

Muitos destes filmes não foram bem sucedidos, e a MGM rompeu o contrato com o ator. Peppard havia visto que as portas em Hollywood estavam se fechando, muito devido ao seu comportamento desagradável.

Ele havia comprado uma grande fazenda para criar gado, como forma de investimento financeiro, e para pagar o financiamento do empreendimento, acabou assinado contrato com a Universal.

Seu primeiro filme no estúdio, Crepúsculo das Águias (The Blue Max, 1966), fez sucesso, mas seus filmes posteriores fracassaram. Peppard atuou em Tobruk (1967), A Noite dos Pistoleiros (Rough Night in Jericho, 1967), Uma Nova Cara no Inferno (P.J., 1967), À Caça de um Clandestino (What's So Bad About Feeling Good?, 1968), Não Importa que Morram (House of Cards, 1968) e O Pêndulo (Pedulum, 1969).

George Peppard em Crepúsculo das Águias

Recebendo cada vez menos convites, e frustrado com as produções em que atuava, Peppard começou a beber demais, o que dificultou ainda mais sua carreira.

O ator vendeu todas as suas propriedades, e tentou montar sua própria produtora, mas não conseguiu tirar nenhum projeto do papel, fazendo com que ele fosse a falência.

Nos anos seguintes, atuou em diversas produções pouco relevantes, como Julgamento de um Traidor (The Executioner, 1970), Canhões Para Córdoba (Cannon from Cordoba, 1970), Em Liberdade para Matar (One More Train to Rob, 1971), Conspiração Infernal (The Groundstar Conspiracy, 1971) e A Lei de Newman (Newman's Law, 1974).

Ele também estrelou a série de televisão Banacek (1972-1974), que foi cancelada após apenas 17 episódios. Peppard começou a trabalhar cada vez mais na televisão, para conseguir pagar as contas.

Sua carreira foi ainda mais abalada após o ator ser acusado de estuprar uma mulher em um quarto de hotel em Las Vegas. Ele foi inocentado das acusações, mas o escândalo foi suficiente para enterrar seu estrelato de vez.

Em 1977 ele atuou no apocalíptico Herança Nuclear (Damnation Alley, 1977) e no ano seguinte estrelou e dirigiu Um Natal em Família (Five Days From Home, 1978), único filme concluído por sua produtora.

Peppard foi então para à Europa em busca de trabalho, atuando no filme Do Inferno à Vitória (Contro 4 bandiere, 1979). Depois, fez Mercenários das Galáxias (Battle Beyond the Stars, 1980).

George Peppard em Mercenários das Galáxias

Mesmo em baixa, Peppard foi escalado para ser o astro da série Dinastia (Dynasty) em 1980. ele gravou o programa durante três semanas, mas foi demitido pelos produtores, por causa do seu péssimo comportamento nos bastidores. Sua co-estrela, Joan Collins, comemorou sua demissão publicamente.

A série fez um enorme sucesso.

George Peppard e Linda Evans em Dinastia

George Peppard então chegou em um ponto em que aceitava qualquer papel para poder pagar as contas, e chegou a filmar produções de baixo orçamento no México, e ficar longos períodos sem trabalho algum.

Mas em 1983 seu agente conseguiu para ele um teste de elenco para uma série de televisão. Ele achou humilhante um ator com seu nome e carreira ter que se submeter a uma audição, mas o fez, porque precisava de dinheiro.

Ele acabou passando, e foi escalado para viver John "Hannibal" Smith, o chefe do Esquadrão Classe A (The A-Team), um grupo de mercenários que era contatrado para fazer justiça. O programa foi exibido entre 1983 e 1987, e fez um enorme sucesso, inclusive no Brasil.

George Peppard e o elenco de Esquadrão Classe A

O sucesso da série fez com que o ator voltasse a ter ataques de estrelismo, exigindo a demissão de atores do elenco, e causando muitas brigas nos bastidores. Ele se recusava a se dirigir ao ator Mr. T, interprete do BA, porque dizia que seu personagem o ofuscava no programa.

Quando Esquadrão Classe A foi cancelada, o ator se viu novamente em dificuldades para conquistar novos papéis.

Ele ainda atuaria nos filmes Corrupção na Cidade dos Anjos (Man Against the Mob, 1988), Silêncio Como Gelo (Zwei Frauen, 1989) e A Tigresa (Die Tigerin, 1992), os dois últimos, produções de baixo orçamento feitas na Alemanha.

Fumante inveterado, o ator morreu de câncer de pulmão em 08 de maio de 1994, aos 65 anos de idade.

George Peppard foi casado cinco vezes, e teve três filhos.

Leia também:  Por Onde Anda? Mr. T, o durão boa gente

Leia também:  Por onde anda? Tiffany Brissette, A Super Vicky

Leia também: Relembrando Robert Guillaume, o 'Poderoso Benson'

Leia também: Tom Selleck, o eterno Magnum

Leia também:  Coadjuvantes que Amamos: John Hillerman, o Higgins de Magnun

Leia também: Por Onde Anda? Lisa e Michelle Blair, o Bebê de Três Solteirões e Um Bebê (1987)

Leia também: Por Onde Anda? Don Johnson, de Miami Vice

Veja Também: As Mais Belas Atrizes dos Anos 80 (Antes e Depois)

Veja também: Os Artistas que Morreram em 2022 - In Memoriam

Curta nossa página no Facebook

Se inscreva no nosso canal do Youtube

Siga também nosso Instagram



Postar um comentário

0 Comentários