Últimas Notícias

6/recent/ticker-posts

Relembrando a breve e talentosa Heloísa Millet


Bela e talentosa, Heloísa Millet despontou no cenário nacional como bailarina, e sonhava ser a "Leslie Caron brasileira". Formada em balé clássico, ela foi abraçada pela televisão, onde além de dançar em diversos programas da linha de shows, brilhou também como atriz de cinema e telenovelas.

Sua consagração nacional veio como dançarina na abertura do Fantástico, em 1976.



Heloísa Pereira da Silva nasceu em Belo Horizonte, em 12 de dezembro de 1948. Formada em balé clássico, Heloísa fez sucesso na peça musical Pippin, em 1973. E foi seu contanto com a dança que a levou para a televisão, quando foi convidada para dançar na abertura do programa Fantástico, em 1976.


Heloísa Millet na abertura do Fantástico

Além de aparecer na abertura do programa, Heloísa também dançou em diversos videoclipes produzidos para o programa, que eram muito pouplares na época, além de trabalhar como dançarina em diversos programas da linha de show da Rede Globo, como o musical Sandra e Mielé.


Heloísa Millet e Ronaldo Resendá no Fantástico


Foi então que o lendário ator e diretor Ziembinski a convidou para atuar na novela Estúpido Cúpido (1976), um grande sucesso na história da teledramaturgia brasileira. 


Heloísa Millet e Ney Latorraca em Estúpido Cupido (1976)

A jovem bailarina, agora atriz, atuaria em diversas outras novelas da Globo nos anos seguinte, fazendo parte do elenco de Elas Por Elas (1982), Terras do Sem Fim (1981), Maron Glacê (1979), Feijão Maravilha (1979), Te Contei? (1978) e Espelho Mágico (1977).


Heloísa Millet e Kito Junqueira em Espelho Mágico

Ilka Soares e Heloísa Millet em Te Contei?

Em 1983 ela retomou sua carreira na dança, atuando no espetáculo Chorus Line (1983), uma super produção musical, que era uma montagem de uma peça original da Broadway.




Heloísa também havia atuado no filme O Rei e os Trapalhões (1979), mas na segunda metade da década de 1980, deixou a mídia. A atriz e bailarina havia passado por um período de depressão, e acabou dedicando-se a dar aulas de dança, além de ocupar seu tempo também como pintora.








Heloísa Millet havia sido casada com o produtor musical Carlos Moletta (entre 1969 e 1973), com quem teve um filho, o músico Marcos Pereira Moletta, e também com o maestro Edson Frederico (entre 1975-1976).

Afastada da mídia, mudou-se para o interior de Minas Gerais.

Mas em 2003, a convite do diretor Pedro Carlos Rovai, voltou a atuar, aparecendo no filme As Tranças de Maria (2003).


Heloísa Millet em As Tranças de Maria


Em 18 de janeiro de 2013, Heloísa Millet faleceu, vítima de câncer, com 64 anos de idade.







Veja também: Raul Gil Já Foi Ator






Leia também:  Por Onde Anda? Suzane Caravalho, a atriz que trocou as câmeras pelas pistas de corrida


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram
Siga também no Kwai

Ajude o site a se manter no ar, contribua com qualquer valor no PIX contatomemoriacine@gmail.com




Postar um comentário

0 Comentários