A cantora Elisinha Coelho, a mãe de Goulart de Andrade


O jornalista Goulart de Andrade, que ficou famoso ao comandar reportagens polêmicas exibidas nas madrugadas da televisão brasileira vinha de uma família tradicional. Seu pai Flávio Goulart de Andrade era diretor do Senado Federal e caricaturista da Revista Careta

Seu avô, Eusébio Francisco de Andrade era jornalista e senador, e seu tio avô era o escritor José Maria Goulart de Andrade, membro da Academia Brasileira de Letras.

E sua madrinha de batismo era ninguém menos que a Pequena Notável Carmen Miranda. Goulart nasceu em 1933, época em que Carmen Miranda era colega de rádio e amiga pessoal da cantora Elisinha Coelho, a mãe do futuro jornalista.


Elisinha Coelho

Elisinha Coelho e Carmen Miranda, em 1929

Elisa de Carvalho Coelho nasceu em Uruguaiana, Rio Grande do Sul, em 01 de março de 1909. O pai de Elisa Coelho, chamada carinhosamente de Elisinha (nos tempos do rádio) era militar, e era constantemente transferido. 

A cantora passou a infância em Florianópolis, e depois mudou-se com a família para o Rio de Janeiro. Sua mãe era a jornalista e escritora Acy Carvalho, que escrevia colunas femininas nas páginas de O Jornal, do Rio de Janeiro.

Elisinha cresceu em meio a reuniões sociais, onde compareciam músicos, poetas e jornalistas. A menina aprendeu a declamar, e também cantava quando um convidado sentava ao piano. Ela era talentosa, e recebeu o convite para declamar poesias no microfone da Rádio Clube do Brasil, a segunda emissora de rádio do país (fundada em 1926).

A artista faz parte da primeira geração de cantoras do rádio brasileiro.

pioneiras do rádio brasileiro

Logo ela também estava cantando no rádio, e passou a fazer parte do casting de cantoras da emissora carioca. Elisinha acabou se especializando em músicas folclóricas, e passou a cantar canções de Hekel Tavares, com quem excursionou em turnê pelo nordeste brasileiro, em 1930. Foi também em 1930 que Elisinha gravou seu primeiro disco, interpretando A Minha Viola é de Primeira e Capelinha de Melão, música ainda hoje cantada nas festas de São João.


Capelinha de Melão


Em 1931 Elisinha Coelho gravaria sua canção mais famosa, No Rancho Fundo. Escrita por Ary Barroso, a canção virou prefixo da Rádio Nacional, e foi regravdaa por diversos artistas ao longo dos anos, mas foi Elisinha sua primeira interprete. Ary Barosso, que era um grande admirador seu, não só a escolheu para gravar a canção, como a acompanhou na gravação, tocando piano.


No Rancho Fundo


Entre 1930 e 1934 Elisinha Coelho gravou 14 discos de 78 RPM. Em 1935 a cantora apareceu no filme Alô Alô Brasil (1935), dirigido por Wallace Downey e João de Barro. No filme ela aparecia cantando o samba-canção Fiquei Sabendo, de Custódio Mesquita.

Este foi seu único trabalho no cinema, mas ela também atuou na peça Malibu (1938), dirigida por Raul Roulien

Elisinha também fez parte do elenco do Casino da Urca, onde fez duetos com astros internacionais como Jean Sablon e Pedro Vargas. Na Urca também, ensinou Josephine Baker a cantar e dançar O Que Que A Baiana Tem?, de Dorival Caymmi. A cantora excursionou pela América do Sul em 1940, levando o folclore brasileiro para o exterior.


Elisa Coelho e Carmen Miranda, 1929

Elisinha Coelho


A cantora abandonou a carreira na década de 1940, mas fez algumas apresentações especiais na década seguinte. Depois afastou-se da vida artística, vivendo anonimamente em Volta Redonda, onde faleceu em 2001, aos 92 anos de idade.


Elisa Coelho em 1955

Em 06 de abril de 1933 Elisinha Coelho deu à luz a Luís Felipe Goulart de Andrade, que anos mais tarde ficaria famoso na televisão com seu bordão "vem comigo!". Goulart estreou na televisão em 1955, trabalhando na TV Rio.

Poucos lembram, mas ele atuou nos filmes A Marcha (1972) e A Próxima Vítima (1983). Ele também atuou na novela Venha Ver o Sol na Estrada (1973), na TV Record.


Para conhecer mais sobre Elisinha Coelho, e ouvir mais gravações suas, acessem o site do pesquisador Marcelo Bonavides, Estrelas Que Nunca Se Apagam, clicando aqui.



Elisinha Coelho e o filho Goulart de Andrade

Goulart de Andrade no filme A Próxima Vítima (1983)

o jornalista Goulart de Andrade

Um comentário:

  1. Site muito bem cuidado, bem detalhista, muito boas informações, parabéns aos responsáveis

    ResponderExcluir

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil