Morre Joye Hummel, a primeira mulher a escrever histórias da Mulher Maravilha (e que não foi creditada por isto)


Morreu no dia 05 de abril a pioneira das histórias em quadrinhos Joye Hummel, aos 97 anos de idade. Joye foi a primeira mulher a escrever roteiros para as páginas dos gibis da Mulher Maravilha (Wonder Woman), em 1944, três anos após a personagem ser criada pelo psicólogo escritor William Moulton Marston, com pseudônimo de Charles Molton. Sua esposa, a advogada Elizabeth Marston é co-criadora da personagem, que foi desenhada por Harry G. Peter.


Joye Hummel

Os fãs de quadrinhos talvez conheçam o nome de Trina Robbins, que na década de 1980 tornou-se a primeira mulher a desenhar uma HQ da Mulher Maravilha. Porém, quatro décadas antes Joye Hummel, que por anos ficou no anonimato, já escrevia os roteiros da poderosa princesa amazona.

Joye Hummel Murchison Kelly tinha 19 anos de idade, quando em 1944, começou a trabalhar com o Dr. William Moulton Marston. Ela havia sido sua aluna de psicologia, e foi contratada por Molton quando ele adoeceu e precisou se afastar para tratar um câncer (que o mataria em 1947).



Roteiro original de Joye Hummel

Joye escreveu as histórias entre 1944 e 1947, mas nunca foi creditada. Ela trabalhou como ghost-writer (escritora fantasma), e seus roteiros foram todos creditados como sendo de Charles Molton.

Em 1947 ela pediu demissão da DC Comics, para se casar. Mas alguns de seus roteiros foram publicados até 1949.

Sem registros do seu nome, demorou muitas décadas para que Joye recebesse os devidos créditos. Em 2018 ela foi homenageada na Comic Con de San Francisco. No mesmo ano, os quadrinhos que ela escreveu foram reeditados, dando a devida autoria (com o nome de Joye Murchison).


Joye Hummel em 2018




Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil