Relembrando o jornalista Luís Lopes Correa


Na década de 1990 o jornalista Luís Lopes Correa ficou famoso por fazer parte do polêmico programa Aqui Agora, do SBT. Ele apresentava a escalada do jornal (apresentado as notícias do dia) e também comentava as notícias internacionais.

No SBT também apresentou o programa TJ Internacional.




Luís Lopes Correa e o elenco do Aqui Agora

Nascido em Itajaí, Santa Catarina, em 04 de julho de 1929, onde integrou o serviço de auto-falante na Praça Vidal Ramos, que deu origem a radiodifusão de Itajaí, no ano de 1943.

Em 1948 ele mudou-se para a cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo, e trabalhando como apresentador de circo.  Depois, em 1949 ingressou na na PRG-5 Rádio Atlântica de Santos, que era conhecida pelo público como “A Voz do Mar” e depois na ZYH-3 Rádio Cultura São Vicente.

Em 1950 veio para São Paulo, onde ingressou na Rádio Record, e como falava inglês fluentemente, chegou a apresentar algumas atrações internacionais da TV Record, após a sua inauguração em 1953.

Depois, trabalhou na Rádio Cultura de São Paulo, que fazia parte das Organizações Victor Costa. Luis Lopes ficou conhecido do público paulista por apresentar na Rádio Cultura o programa “Midnight”, que era levado ao ar todas as noites a partir da meia-noite, em ondas médias e curtas. Era um desfile dos grandes mitos da música popular norte-americana. Também passou pela rádio Mayrink Veiga, do Rio de Janeiro.

Importante voz do rádio paulista, ele se manteve na Organização Victor Costa até a sua compra pela Rede Globo de Rádio e Televisão. Na TV Paulista, que depois se transformaria na TV Globo de São Paulo, ele apresentou os programas “Cine Atualidades” e “Tele Atualidades”.

Apresentou na TV Globo, de 1969 a 1980,  o jornalístico “O Globo em 2 Minutos” e na Rádio Globo o noticiário “O Globo no Ar”. Foi o último correspondente estrangeiro a entrevistar o líder religioso Martin Luther King, nos Estados Unidos.


Luís Lopes Correa narrando a morte de Clara Nunes, no rádio


No cinema, foi narrador de diversos documentários, como Quando os Campos Florescem (1959), Combatenado a Malaria e o Mal de Chagas (1959) e Criança Sadia, Futuro Campeão (1962). Ele também atuou em dois filmes: Os Desclassificados (1972) e Janaina - A Virgem Proibida (1972).

Após sua passagem pelo SBT, o jornalista ainda trabalhou na Rádio Capital de São Paulo. Ele faleceu em 16 de outubro de 1999, aos 70 anos de idade.


O jovem Luís Lopes Correa, em 1952


Veja Também: José Paulo de Andrade, o Zorro Brasileiro


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil