Relembrando o breve e talentoso Felipe Pinheiro


O irreverente Felipe Pinheiro despontou nos palcos brasileiros na década de 1980, e em sua breve passagem pela terra deixou a sua marca e seu humor nos palcos, televisão e cinema, embora não tenha visto sua grande obra cinematográfica finalizada, pois morreu repentinamente, com apenas 33 anos de idade.



Luís Felipe da Silveira Pinheiro nasceu no Rio de Janeiro, em 20 de janeiro de 1960. Irmão do jornalista Flávio Pinheiro, Felipe começou a atuar nos palcos carioca no começo da década de 1980.

Ao lado do amigo Pedro Cardoso, atuou em diversas peças cômicas, chamadas na época de "gênero do beisteirol", do qual ele e Pedro foram pioneiros no Brasil.

Em 1983 a dupla estrelou Bar Doce Bar (1983), que fez tanto sucesso, que foi levada ao ar em forma de um teledrama, na Rede Globo.


Pedro Cardoso e Felipe Pinheiro em Bar Doce Bar

Foram mais de dez anos de parceria com Pedro Cardoso, em diversas produções teatrais. Ator e diretor talentoso, Felipe Pinheiro conquistou a televisão em 1988, quando interpretou o Ladislau na novela Bebê a Bordo (1988). Depois, fez a minissérie O Pagador de Promessas (1988), e foi o vampiro Giron no grande sucesso Vamp (1991). 

Na TV, também foi um dos redatores do humorístico TV Pirata, que tinha o amigo Pedro Cardoso no elenco.


Felipe Pinheiro em Vamp

O ator ainda atuou na mini série Contos de Verão (1991) e estava no elenco da novela Olho no Olho (1993). Ele também estava bastante popular ao estrelar, ao lado de Katia Bronstein, uma série de comerciais de uma instituição financeira, que valeu ao casal o título de "Casal Unibanco".




No cinema, fez um único filmo, protagonizando o longa metragem O Judeu (1996). O filme era um projeto antigo do veterano Alberto Cavancanti, que foi assumido por Job Tom Azulay. A produção sofreu diversos problemas e atrasos, e levou muitos anos para ser lançado.

Um dos problemas foi a morte da atriz Dina Sfat, que interpretava a mãe de Pinheiro na trama. E em 01 de novembro de 1933, Felipe Pinheiro, o protagonista do filme, foi encontrado morto em seu apartamento.

Felipe não apareceu na gravação da novela Olho no Olho, e nem no programa Domingão do Faustão, onde seria entrevistado. A mãe do ator foi até o seu apartamento junto de seu motorista. O ator morava no térreo, e o motorista viu seu corpo caído no chão, através da janela.

Felipe Pinheiro era hipertenso, e sofreu um infarto fulminante, com apenas 33 anos de idade. O filme O Judeu foi lançado postumamente, três anos após a sua morte.


Felipe Pinheiro em O Judeu





0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil