O ator Neil Burstyn, o marido abusivo e perseguidor de Ellen Burstyn


No começo da década de 1960 Neil Burstyn era um jovem ator promissor em Hollywood. Talentoso, ele também foi roteirista da bem sucedida série Os Monkees (The Monkees, 1967-1968), mas acabou destruindo sua carreira, e sua vida, devido a obsessão pela ex esposa, a atriz Ellen Burstyn.



Neil Bernstein nasceu em Nova York em 17 de julho de 1939. Ele começou a atuar, usando o nome de Neil Nephew, no começo da década de 1960.

O ator fazia a linha adolescente rebelde, estilo popularizado anos antes por James Dean. Sua estreia no cinema foi em O Terror de Uma Cidade (Mad Dop Cool, 1961). No mesmo ano, interpretou um dos membros da gangue em Juventude Selvagem (The Youn Savages, 1961).

No ano seguinte, atuou em Pânico no Ano Zero (Panic in Year Zero!, 1962).


Burt Lancaster, Neil Burstyn, John Davis Chandler e Danny Di Pace em Juventude Selvagem



Mas seu começo promissor no cinema logo perdeu o folego, e Neil precisou recorrer a televisão para conseguir trabalho, atuando em diversos episódios de séries de TV. 


Neil Burstyn e Ellen Corby na televisão, em 1962



Em 1964 ele se casou com a atriz Ellen Burstyn, na época, creditada como Ellen McRae. Foi Neil quem sugeriu que eles mudassem o nome artístico para Bustyn, que era o sobrenome do avô paterno da atriz.


Neil Bustyn e Ellen Burstyn


Ellen era uma jovem atriz no começo de carreira, mas logo viu sua ascensão profissional, que faria da atriz uma das mais respeitadas profissionais de sua geração.

Mas a medida que a carreira de Ellen progredia, a carreira de Neil estagnava, o que começou a gerar atritos no casamento. Neil cada vez mais se tornava obsessivo, e começou a se tornar abusivo, agredido a esposa diversas vezes.


Sem muitos convites para atuar, ele iniciou uma nova carreira, se saindo muito bem como roteirista da série Os Monkess (The Monkees, 1967-1968), um grande sucesso da época. Ele voltou ao cinema em  Rebeldia Violenta (The Rebel Rousers, 1970) e Um Doido Genial (Alex in Wonderland, 1970), no qual contracenou com Ellen Bustryn.


Mas em 1971 Neil abandonou Ellen, que obteve o divórcio em 1972 Ellen Bustyn. Foi então que começou o seu tormento. A sua carreira estava no auge, ela havia acabado de ser indicada ao Oscar por A Última Sessão de Cinema (The Last Picture Show, 1971), e depois viveu o icônico papel da mãe de Linda Blair em O Exorcista (The Exorcist, 1973). No ano seguinte, ganharia um Oscar por Alice Não Mora Mais Aqui (Alice Doesn't Live Here Anymore, 1974). 

Neil Burstyn, por outro lado nunca mais trabalho, dedicando seu tempo a perseguir a ex esposa, e recusando novos convites e testes para atuar.


Ellen Burstyn e Linda Blair em O Exorcista



Mas no auge da fama, a atriz se afastou do cinema, devido as perseguições de Neil. Ela havia feito uma peça na Broadway, e ele começou a ir todos os dias na plateia, e chegou a invadir o palco certa vez. Ellen Burstyn precisou contratar um segurança para impedir o seu retorno, e mesmo assim, ele invadiu o teatro novamente.

Onde ela estivesse, Neil Burstyn estava lá. Com medo, a atriz chegou a recusar o papel de enfermeira em Um Estranho no Ninho (One Flew Over the Cuckoo's Nest, 1975), que deu o Oscar para Louise Fletcher. Na época, Ellen alegou que estava recusando os convites porque tinha um marido muito doente para cuidar. Ela também não foi receber o seu Oscar, com medo de ser atacada por Neil.

A situação se agravou quando Neil invadiu o apartamento da atriz, e a estuprou. A polícia não quis registrar o caso, porque ele era "o seu marido". Apavorada, ela aceitou um convite para filmar Kravgi Gynaikon (1978), na Grécia, sob direção de Jules Dassin. Tudo para fugir de Neil.

Enquanto ela estava na Grécia, Neil Burstyn invadiu novamente seu apartamento, e não encontrando Ellen por lá, se atirou da janela do oitavo andar, falecendo em 01 de novembro de 1978, aos 38 anos de idade.

Os pais do ator escreveram um telegrama para Ellen, onde dizia "enquanto você ganha outro Oscar, Neil está morto", como se ela fosse responsável pelo ocorrido.






0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil