A polêmica atriz Laura Zapata, a irmã de Thalía


Laura Zapata é uma atriz muito respeitada em seu país de nascimento, o México, e tem uma longa carreira nos palcos, cinema e televisão, além de ter se aventurado também como cantora. Conhecida pelos seus papéis de antagonista na televisão, ela é famosa no Brasil por ter interpretado vilãs icônicas em novelas mexicanas, exibidas pelo SBT.

Laura é a irmã mais velha da atriz e cantora Thalía, com quem já contracenou, e tem uma relação bem conturbada.


Laura Zapata e Thalía em Maria Mercedes


Laura Zapata e a jovem Thalía


Laura Gadalupe Miranda Zapata nasceu na cidade do México em 31 de julho de 1956. Ela é filha do pugilista Guillermo Zapata e da empresária Yolanda Miranda Mange. Mas seus pais se separaram quando ela era criança, e sua mãe casou-se novamente.

Nesta nova união, nasceram a cantora e atriz Thalía e a escritora e ex modelo e miss Ernestina Sodi. Laura foi criada pela avó, pois seu padrasto era alcóolatra, e não aceitava a menina de uma relação anterior da esposa.


Laura Zapata, Ernestina Sodi e Thalía


Ernestina Sodi como Miss Distrito Federal, em 1977


Laura Zapata foi a primeira das irmãs a ficar famosa. Ela começou a atuar aos 20 anos, quando atuou no filme Alas Doradas (1976). No ano seguinte, ganhou diversos prêmios de atriz revelação pela  peça Iphigenia in Aulid (1977).

Seu sucesso nos palcos lhe valeu um convite para atuar na televisão, fazendo as novelas Mundo de Juguette (1977), La Venganza (1977) e Acompáñame (1977). Em 1978 Laura interpretaria sua primeira vilã em Mamá Companita (1978), e logo tornaria-se uma das maiores interpretes de vilãs nas novelas mexicanas.


Sílvia Derbéz e Laura Zapata em Mamá Companita


Em 1977 ela fez par romântico com o astro Cantinflas na comédia O Patrulheiro 777 (El Patrullero 777, 1978). Seu filme seguinte, La Guerra de Los Pasteles (1979) marcou a estreia de sua irmã Thalía como atriz, então com 8 anos de idade, em uma pequeno papel não creditado.


Laura Zapata e Cantinflas em O Patrulheiro 777


Laura Zapata em  La Guerra de Los Pasteles


Thalía em  La Guerra de Los Pasteles


Nesta época Laura ainda faria os filmes Nuestro Juramento (1980) e La Cosecha de Mujeres (1981). Em 1981 ela também interpretou a Sally Bowles na versão mexicana do musical Cabaret, e por causa da peça, gravou seu primeiro disco cantando.

Nos anos posteriores, ela gravaria diversos outros discos como cantora.

Laura Zapata em Cabaret




A partir da década de 1980 a atriz trabalhou intensivamente na televisão, recebendo o primeiro de muitos prêmios por atuar novelas por seu papel Rosa Selvagem (Rosa Salvaje, 1987-1988).


Laura Zapata em Rosa Selvagem


Seu segundo prêmio na televisão veio como a maléfica Malvina em Maria Mercedes (María Mercedes 1992-1993), onde Laura infernizava a vida da humilde e sofrida protagonista, interpretada pela sua irmã Thalía.



Laura Zapata em Maria Mercedes

Laura Zapata e Thalía em Maria Mercedes


Das diversas novelas em que a atriz atuou, muitas delas foram exibidas no Brasil, como Esmeralda (1997), A Usurpadora (La Usurpadora, 1998) e Rosalinda (1999), onde ela contracenava com Thalía mais uma vez.


Enrique Lizalde e Laura Zapata em Esmeralda


Laura Zapata e Thalía em Rosalinda


Conhecida pelo apelido de "a maligna da tv", por causa de seus papéis de vilões, Laura Zapata também é uma pessoa polêmica fora das telas. Ela e a irmã famosa tem uma antiga e conhecida rixa pessoal, e Laura já acusou Thalía de deixar a avó materna passar necessidade, e já declarou que a mãe delas "morreu de desgosto por causa das atitudes de Thalía". 

Laura também jpa teve brigas públicas com as atrizes Carmen Salinas, Gabriela Spanic e Maite Perroni. Ela também já fez críticas severas a sobrinha, a também atriz Camila Sodi, filha de Ernestina.





Em 2001 atuou na novela A Intrusa (La Intrusa, 2001), e retornou ao cinema, após anos de ausência, atuando no filme Cuatro Piernas (2002).

Em setembro de 2002 a atriz e sua irmã Ernestina foram sequestradas enquanto saiam de um teatro. Ela ficou 18 dias nas mãos dos sequestradores, enquanto Ernestina permaneceu 34 dias no cativeiro. O crime foi planejado por um traficante que estava preso, e exigia que o marido de Thalía, o empresário do ramo musical Tommy Mottola, pagasse um resgate de 5 milhões de dólares.

Dois anos depois, ela anunciou que faria uma peça baseada no rapto sofrido. Laura foi processada pelas irmãs, mas mesmo assim ela levou o projeto adiante, e a peça estreou em 2005.


Laura Zapara na peça sobre o seu sequestro


Em 2008 ela interpretou outra icônica vilã, a Ofélia em Cuidado com o Anjo (Cuidado con El Àngel, 2008), que também foi exibida pelo SBT. Depois, fez também A Gata (La Gata, 2014), que era estrelada por Maite Perroni, que também havia protagonizado Cuidado com o Anjo.


Laura Zapata e William Levy em Cuidado com o Anjo


No cinema, ainda atuou em Marcelo (2012) e Lo Peor de Mis Bodas 2 (2019). Já nas novelas, seu último trabalho até o momento foi na novela El Bienamado (2017), uma versão mexicana do sucesso brasileiro O Bem Amado.

Em El Bienamado Laura Zapata interpreta uma delegada durona, papel que havia sido de Zilka Salaberry na novela exibida em 1973.

E em 2021 ela participou do reality show Master Chef Celebridades.





Laura Zapata em El Bienamado


Laura Zapata em Master Chef Celebridades




Laura Zapata foi casada com Juan Eduardo Sofi, primo de suas meias-irmãs, e tem dois filhos, Cláudio e Patrício Zapata.


Veja também: Tributo a Rita Moreno



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

Ajude o site a se manter no ar, contribua com qualquer valor no PIX contatomemoriacine@gmail.com



0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil