Relembrando o breve e talentoso Paulette


Irreverente, talentoso e versátil, Paulette se consagrou no cenário das artes brasileiras principalmente pelo seu talento como dançarino e sua vertente humorística. Bailarino integrante do conjunto Dzi Croquettes, ele atuou em diversas novelas e fez muitas pessoas rirem ao lado de Haroldo, o hetero (personagem de Chico Anysio) no programa Chico Anysio Show. Infelizmente, ele nos deixou cedo demais, partindo aos 41 anos de idade.




Paulo César Bacellar da Silva nasceu em São Paulo em 12 de junho de 1952. Com formação de bailarino, Paulette ficou famoso como um dos integrantes do irreverente grupo Dzi Croquettes, ícones da contracultura e do teatro vivencial. Ousados, alegres e libertários, em tempos conturbados da Ditadura Militar, os Dzi Croquettes romperam diversos padrões e paradigmas, e se tornaram uma referência da afirmação dos direitos dos homossexuais.




Seu talento nos Dzi Croquettes rendeu um convite para atuar na novela Dancing Days (1978), uma das mais bem sucedidas da história da teledramaturgia brasileira. Paulette aparecia principalmente dançando ao lado de Sônia Braga nas cenas rodadas nas discotecas, que eram a coqueluche da época.


Paulette e Sônia Braga em Dancing Days


Em 1981 ele ingressou no elenco de Chico Anysio Show, onde fazia Leon, o amigo de Haroldo, o hetero (a quem ele chamava de Luana), um homem gay que afirmava ter sido curado. Haroldo popularizou o bordão "Luana, volta pro reduto, meu amor!".

O artista fez outros humorísticos na Rede Globo, como Viva o Gordo, A Festa é Nossa, Estúdio A... Gildo e Escolinha do Professor Raimundo. Na emissora, também aparecia dançando em números musicais do programa Fantástico.




Paulette e Sheila Mattos em A Escolinha do Professor Raimundo, que formavam a dupla Milha e Lentinha (uma paródia da dupla Milli e Vannilli).




Paulette também atuou nas novelas Baila Comigo (1981), Transas e Caretas (1984), Um Sonho a Mais (1985) e Bebê a Bordo (1988). Sua última novela foi De Corpo e Alma (1993). No cinema, fez um único filme, Rio Babilônia (1982).


Paulette no filme Rio Babilônia


Paulette faleceu em 30 de julho de 1993, com apenas 41 anos de idade. Ele faleceu vítima de broncopneumonia e de um coma diabético em decorrência da AIDS.

Seu rosto estampa o cartaz do documentário Dzi Croquettes, lançado em 2009.







Veja também: A História de Fernando Almeida (1974-2004)



0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil