Relembrando o comediante Rogério Cardoso


Nascido em Mococa, interior de São Paulo, em 07 de março de 1937, Rogério Cardoso estreou no rádio aos 15 anos de idade, em 1952, como contra-regra. Mas logo passou a atuar em frente ao microfone, onde foi locutor, animador, rádio ator e até cantor de tangos.



Aos 18 anos ele mudou-se para Ribeirão Preto, para cursar odontologia, mas abandonou o curso no segundo ano, para ingressar na rádio local. Em 1958 Rogério Cardoso também ingressou no teatro, e chegou a atuar em mais de 40 peças ao longo da carreira.

Em 1959 tentou a carreira em São Paulo, porém, sem sucesso, retornou a Ribeirão Preto, onde prestou concurso para o Ministério da Educação e passou a dar aulas de português. E para complementar a renda, passou a vender chocolates.

Ao mesmo tempo, continuava trabalhando no rádio, geralmente interpretando papéis de idosos ou padres. Rogerio trabalhava no programa de terror Fronteira do Desconhecido, e certa vez um grupo de fãs foi até a rádio conhecer o elenco. Para surpresa do grupo, Rogério era muito mais novo do que eles imaginavam, e chamou a atenção da fã Darcy, com quem ele viria a se casar.

Foi somente em 1963 que ele ingressou na televisão, estreando na TV Excelsior, onde reencontrou Moacyr Franco, antigo colega da rádio de Ribeirão.

Rogério Cardoso e Armando Bogus, na TV Excelsior

Na Excelsior, Rogério atuou na novela Mãe (1964), ao lado de Lolita Rodrigues e Tarcísio Meira, as destacou-se nos programas humorísticos, como A Cidade Se Diverte, Times Square e principalmente o Moacyr Franco Show.

Mas a fama só chegou quando Rogério Cardoso protagonizou um comercial do carro Variant, em 1969. A publicidade fez muito sucesso, e tornou seu nome conhecido em todo o Brasil.



O sucesso do comercial valeu ao ator um convite para ir para a TV Record, onde participou de programas como Cara ou Coroa e A Praça da Alegria, com Manoel de Nóbrega, onde interpretava um mendigo intrometido.

Rogério Cardoso e Manoel de Nóbrega, na Praça da Alegria

A carreira de compositor

Pouca gente sabe, mas Rogério Cardoso também foi compositor de alguns sucessos, entre eles da canção Pequeno Mundo, versão brasileira de Its a Small World, sucesso dos parques de Walt Disney, que foi gravada por aqui por diversos artistas, incluindo Moacyr Franco, o maior interprete de suas canções.

Artistas como Luciene Franco, Roberto Amaral, Duo Guarujá, Guto Franco e Silvio Santos também gravaram composições suas.


Em 1979 Rogério foi para a TV Globo, onde trabalhou no programa Os Trapalhões. Depois, fez uma breve passagem pelo SBT, atuando no humorístico Reapertura (1981) e retornou a Globo, onde participou de produções como Viva o Gordo, Chico Anysio Show e Estados Unidos de Chico City. Também atuou na minissérie Hilda Furacão (1998) e novelas A Gata Comeu (1985), Mico Preto (1990) e Explode Coração (1995), fazendo muito sucesso no papel de Salgadinho.

Rogério Cardoso e Regina Dourado em Explode Coração

Rogério Cardoso e Eva Todor em Hilda Furacão

Mas um dos seus maiores sucessos na emissora foi como o personagem Rolando Lero (do famoso bordão "Captei Vossa Mensagem Amado Guru!") na Escolinha do Professor Raimundo, comandada por Chico Anysio.

Rogério Cardoso como Rolando Lero

E apesar de uma longa carreira no teatro e televisão, o ator só faria sua estreia no cinema na década de 90, em Il Barbiere di Rio (1996), um filme italiano, rodado no Brasil. Seu maior sucesso no cinema foi como o Padre João em O Auto da Compadecida (2000). Também atuou nos filmes Boleiros - Era Uma Vez o Futebol (1998), Amor & Cia (1998), Bossa Nova (2000), O Circo das Qualidades Humanas (2000), Samba Canção (2003) e Cristina Quer Casar (2003).


Lima Duarte e Rogério Cardoso em O Auto da Compadecida

Em 1999, ao lado de Nair Bello, Rógerio Cardoso começou a interpretar o personagem Epitáfio, o marido de Dona Santinha, no programa Zorra Total e em 2001, começou a interpretar o Seu Floriano (Seu Flor), no seriado A Grande Família, remake de um antigo sucesso da década de 70. Foi seu último trabalho como ator.

Em 24 de julho de 2003, o ator sofreu um infator fulminante em sua residência, no Rio de Janeiro. Rogério cardoso faleceu aos 66 anos de idade.

Rogério Cardoso e o elenco de A Grande Família


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil