A Tragédia de Leslie Howard, de ...E o Vento Levou


Leslie Howard foi um dos mais famosos e respeitáveis atores ingleses da história do cinema. Ele conquistou Hollywood, e ficou eternizado como o Ashley Wilkes no clássico ...E o Vento Levou (....Gone With The Wind, 1939).

Infelizmente, ele morreu tragicamente em 1943, com apenas 50 anos de idade.


Leslie Howard e Vivien Leigh em ...E o Vento Levou

Leslie Howard Steiner nasceu em Londres, Inglaterra, em 03 de abril de 1893. De origem judia, ele era irmão do também ator Arthur Howard, e sua irmã Irene Howard tornou-se figurinista na MGM.

Em 1914, quando tinha 21 anos de idade, estourou a Primeira Guerra Mundial. Leslie Howard, que na época trabalhava como bancário, se alistou ao exército, lutando no conflito até o seu final.

Foi nas forças armadas que ele acabou fazendo sua estreia como ator, atuando em The Heroine of Mons (1914), um curta-metragem sobre a guerra.

Em 1916 ele começou a atuar no teatro inglês, e logo conquistou o respeito nos palcos. Ele retornou ao cinema em The Happy Warrior (1917) e The Lackey and the Lady (1919).


Leslie Howard em The Lackey and the Lady


Em 1920 ele fundou uma companhia cinematográfica, a British Comedy Films Ltd., que tinha o escritor H.G Wells como um dos investidores. Também chamada de Minerva Films, a produtora fez apenas dois filmes, e foi encerrada por dar prejuízo.

Em 1923 Leslie Howard foi para os Estados Unidos, onde fez muito sucesso na Broadway, onde chamou a atenção de Hollywood. Em 1930 a Warner Bros. o convidou para fazer a versão cinematográfica de Outward Bound (1930), baseada em uma peça da Broadway onde Howard havia atuado.

Além de ser seu primeiro filme norte-americano, foi também a primeira produção falada na carreira do ator.



Ainda nos Estados Unidos, fez outros filmes, Delírio de Amor (Never the Twain Shall Meet, 1931), Uma Alma Livre (A Free Soul, 1931), no qual contracenou com Clark Gable, Os Novos Ricos (Five and Ten, 1931), Devoção (Devotion, 1931), O Amor que Não Morreu (Smilin' Through, 1932), Pouco Amor Não é Amor (The Animal Kingdom, 1932).

Fazendo vários filmes seguidos, chegando a atuar em uma produção de manhã e outra a noite, ele odiou a experiência no sistema dos estúdios de Hollywood, e e de volta à Inglaterra, jurou que nunca mais atuaria na meca do cinema norte-americano.


Norma Shearer, Clark Gable e Leslie Howard em Uma Alma Livre


Em seu país natal, atuou em filmes como Só Para Senhoras (Service for Ladies, 1932), mas no ano seguinte voltou para os Estados Unidos, atuando em Prisioneiros (Captured!, 1933), na Warner.

No ano seguinte, na Fox, estrelou Romance Antigo (Berkeley Square, 1933), que lhe rendeu sua primeira indicação ao Oscar.


Leslie Howard em Romance Antigo



Leslie Howard ficou famoso por personificar personagens elegantes e sofisticados, geralmente lords de origem inglesa. Em seu país natal, ele atuou em The Lady is Willing (1934), onde contracenou com seu irmão Arthur Howard.


Arthur Howard


Em Hollywood estrelou, ao lado de Bette Davis, o filme Escravos do Desejo (Of Human Bondage, 1934). Fez ainda Espionagem (Britsh Agent, 1934), e na Inglaterra estrelou o grande sucesso O Pimpinella Escarlate (The Scarlet Pimpernel, 1934).



Bette Davis e Leslie Howard em Escravos do Desejo


Leslie Howard em O Pimpenela Escarlate



Na MGM, ele estrelou Romeu e Julieta (Romeo and Juliet, 1936), ao lado de Norma Shearer. E voltou a contracenar com Bette Davis em Somos do Amor (It's Love I'm After, 1937), onde também trabalhou com Olivia de Havilland, que interpretaria sua esposa em  ...E o Vento Levou, pouco tempo depois.




Com Humphrey Bogart fez Assim é Hollywood (Stand-In, 1937), e de volta à Inglaterra fez Pigmalião (Pygmalion, 1938), que lhe rendeu outra indicação ao Oscar. A mesma história seria refilmada em Hollywood, com o nome de Minha Bela Dama (My Fair Lady, 1964), estrelada por Audrey Hepburn e Rex Harrison.

Pigmalião também marcou a estreia de Howard na direção.


Wendy Hiller e Leslie Howard em Pigmalião




Em 1939 o ator fez dois grandes sucessos de sua carreira. Ao lado de Ingrid Bergman, estrelou Intermezzo: Uma História de Amor (Intermezzo: A Love Story, 1939) e no mesmo ano foi escalado para viver o doce e cavalheiro Ashley Wilkes, por quem Scarlet O'Hara é apaixonada no clássico ...E o Vento Levou (...Gone With the Wind, 1939).



Leslie Howard e Ingrid Bergman em Intermezzo: Uma História de Amor




Vivien Leigh e Leslie Howard em ...E o Vento Levou

Leslie Howard e Olivia de Havilland em ...E o Vento Levou



O filme fez muito sucesso, foi indicado a diversos Oscars e se tornou uma das maiores bilheterias da história do cinema.

Em 1939, no auge do sucesso de ...E o Vento Levou, iniciou a Segunda Guerra Mundial. Ele rompeu seu contrato em Hollywood, pagando uma multa milionária, e retornou a Inglaterra para ajudar o país nos esforços de guerra.

Todos os seus próximos trabalhos no cinema foram feitos na Inglaterra, e muitos deles foram dirigidos pelo próprio Howard. Ele participou de Mister V ('Pimpernel' Smith, 1941), Invasão de Bárbaros (49th Parallel, 1941), Por Um Ideal (The First of the Few, 1941) e narrou Nosso Barco, Nossa Alma (In Wich We Serve, 1942).



Leslie Howard e David Niven em Por Um Ideal



Ele ainda narrou e dirigiu The Gentle Sex (1943), que foi seu último trabalho no cinema. Ainda em 1943 ele viajou a Portugal para pedir apoio à Inglaterra nos esforços da Segunda Guerra Mundial.

Após algumas palestras e visitas a políticos em busca de apoio estratégico, ele embarcou no Voo 777 para retornar ao seu país natal, em 01 de junho de 1943. Infelizmente, o avião foi abatido pelo exército alemão, matando todos os seus passageiros, incluindo o famoso ator, que tinha apenas 50 anos de idade.



Leslie Howard em Portugal


O ator Raymond Burr declarava que sua esposa, a atriz escocesa Annette Sutherland, também estava entre as vítimas, mas não consta nenhum registro de seu nome na lista de passageiros. Já o ator Derek Patridge, que era criança na época, havia embarcado no avião, mas ele e sua babá desembarcaram para dar lugar a Leslie Howard, já que o voo estava lotado.

Derik Patridge, anos mais tarde, seria o narrador do documentário The Mystery of Flight 777 (2016), que narra a tragédia. A obra levanta a teoria que o exército nazista acreditava que Winston Churchill estava a bordo do avião.




Leslie Howard era casado com Ruth Evelyn Jessie Martin desde 1916, e com ela teve dois filhos, ambos atores. Ele contracenou com o filho Ronald Howard em Mister V (1941) e com a filha Leslie Ruth Howard em Por Um Ideal (1941).


Os filhos de Leslie Howard







0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil