E o Vento Levou (1956), a novela da TV Tupi

Lima Duarte e Maria Fernanda em E O Vento Levou

As telenovelas surgiram no Brasil em 1951, quando a TV Tupi levou ao ar os capítulos do folhetim Sua Vida Me Pertence (1951). As novelas eram ao vivo, por que ainda não haviam métodos de gravação (os videotapes), e eram curtas, com cerca de 15 capítulos de duração. As novelas também não eram diárias, sendo exibidos dois capítulos por semana.

Muitas das primeiras novelas tinham seus roteiros baseados em clássicos da literatura, ou sucessos do cinema hollyoodiano. E em 07 de março de 1956 estreava na Tupi a novela E O Vento Levou, baseada no sucesso do filme de mesmo nome, lançado em 1939. E o Vento Levou era uma adaptação que não contava com a autorização da autora do livro, Margaret Mitchell.

A atriz Maria Fernanda era a protagonista Scarlett O'Hara.

Maria Fernanda era uma estrela do teatro e cinema brasileiro, e esta foi sua primeira novela. Ela havia estreado na televisão em 1953, quando interpretou a bíblica Salomé em um episódio do Grande Teatro Tupi (cujo tema de abertura era justamente o Tema de Thara, a música de ...E o Vento Levou).

Maria Fernanda como Scarlett O'Hara, o jovem Luis Gustavo aparece no canto a esquerda

Lima Duarte interpretava Rett Butthler, papel que havia sido de Clark Gable nos cinemas. Lia de Aguiar era a doce Melanie (papel de Olivia de Havilland) e Fábio Cardoso vivia Ashley Wilkes. O ator Jaime Barcellos vivia Gerald O'Hara, o pai de Scarlett.

Lia de Aguiar e Maria Fernanda em E o Vento Levou

No elenco ainda Norah Fontes, Geni Prado, Geraldo Louzano, Batucada, Renato Cardoso, Luis Gustavo, Hugo da Veiga, Wania Martini, Célia Rodrigues e Sra. Oni (Conceição Tereza Oni, esposa de Albert Canales e mãe de Walter Stuart). A direção foi de Dionísio Azevedo.

Maria Fernanda e Jaime Barcellos em E o Vento Levou 

Infelizmente, por ser transmitida ao vivo, nenhum registro em vídeo desta novela sobreviveu ao tempo.

Em 1962 a atriz Viven Leigh, a Scarlet O'Hara dos cinemas, veio ao Brasil em uma turnê teatral. Leigh foi apresentada a Maria Fernanda, que havia interpretado Scarlet O'Hara na televisão, e Blance Dubois (de Um Bonde Chamado Desejo) nos palcos. Ambas as personagens haviam sido interpretadas por Vivien, que recebeu um Oscar por cada uma dessas atuações.

Maria Fernanda, Vivien Leigh e Henritte Morineau, as três intérpretes de Blance Dubois

Vivien achou que Maria Fernanda parecia triste, e perguntou o que acontecia. A atriz respondeu que sua mãe, a poetista Cecília Meireles, estava doente, hospitalizada. Vivien Leigh então foi visitar Cecília no hospital, e lá ficaram amigas. Durante sua estada no Brasil Vivien visitou a escritora no hospital todos os dias.



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil