Por Onde Anda? Haroldo Botta, de Meu Pé de Laranja Lima (1970)


Na década de 1970 Haroldo Botta era um dos maiores astros mirins da televisão brasileira, atuando em diversas novelas. Sua consagração veio com o papel do pobre menino Zezé no grande sucesso O Meu Pé de Laranja Lima (1970-1971), na TV Tupi.





Haroldo Tavares Botta nasceu em São Paulo, em 24 de abril de 1960. Em 1968, aos 8 anos de idade, foi escolhido por Fernando Torres e Valter Avancini para viver o menino Marcelinho na novela Ana (1968-1969), na TV Record. Na seleção, Haroldo derrotou outros 300 garotos que fizeram teste para o papel.

Ainda na Record, atuou também na novela Algemas de Ouro (1969).


Haroldo Botta e Maria Stela em Ana


Haroldo Botta e o elenco da novela Ana (TV Record)


Georgia Gomide e Haroldo Botta em Algemas de Ouro


Em 1970 ele participou de outra grande seleção juvenil, e acabou sendo escolhido para viver o menino Zezé, que sofria nas mãos da perversa irmã Jandira (Eva Wilma) no grande sucesso O Meu Pé de Laranja Lima (1970-1971). O menino Douglas Mazzola, que também acabaria estrelando algumas novelas infantis da época havia ficado entre os finalistas, e acabou ganhando o papel de Luisinho, o irmão mais novo de Zezé.

Douglas Mazzola e Haroldo Botta em O Meu Pé de Laranja Lima


Haroldo Botta e Eva Wilma nas gravações de O Meu Pé de Laranja Lima

Haroldo Botta e Eva Wilma em O Meu Pé de Laranja Lima


Haroldo Botta e Eva Wilma em O Meu Pé de Laranja Lima


Nicette Bruno e Haroldo Botta em O Meu Pé de Laranja Lima



A história do doce menino Zezé, que conversa com o pé de laranja-lima e tem uma bela amizade com o velho português Manuel Valadares era baseada no livro homônimo de José Mauro Vasconcelos.

A novela atingiu grande audiência, e fez de Haroldo Botta um novo astro da televisão. Após o final de O Meu Pé de Laranja Lima ele atuou em Nossa Filha Gabriela (1971), também na Tupi, e depois foi para a Globo, onde fez Uma Rosa Com Amor (1972).

Mas a Tupi queria seu astro mirim de volta, e recontratou Haroldo, que atuou em diversas novelas nos anos seguintes. Na emissora ele atuou em As Bruxas (1970), Camomila e Bem-Me-Quer (1972), A Barba Azul (1974), Ovelha Negra (1975), O Julgamento (1976), Aritana (1978) e Gaivotas (1979).

Haroldo também atuou em alguns dos maiores sucesso da teledramaturgia nacional feitos pela Tupi: Mulheres de Areia (1973), A Viagem (1975) e Éramos Seis (1977). Na mesma época em que estava sob contrato com a Tupi, fez alguns teleteatros na TV Cultura.


Haroldo Botta entre o elenco de As Bruxas


Carlos Nunes, Haroldo Botta e Wanda Stefania em A Barba Azul


Kadu Moliterno, Haroldo Botta e Carlos Alberto Riccelli em A Viagem


Em 1976 Haroldo fez sua estreia no cinema, interpretando o menino jornaleiro assassinato nas cenas iniciais de Paranoia (1976), de Antônio Calmon. Mas sua intensa atividade na TV o impediu de aceitar muitos papéis nas telonas.


Haroldo Botta em Paranoia 


Em 1980 a Tupi teve suas atividades encerradas. Haroldo Botta, que havia crescido em frente as câmeras, foi então para a Rede Globo, onde foi promovido a galã juvenil. 

Na emissora, ele fez a novela Marina (1980), ao lado de outro jovem proeminente ator, Edson Celulari (com quem ele havia atuado em Gaivotas, na Tupi). Na época, ambos dividiram um apartamento no Rio de Janeiro.


Haroldo Botta e Edson Celulari


Haroldo Botta



Na Globo ele ainda faria O Amor É Nosso (1981), uma novela que foi mal sucedida. O ator também participou de programas humorísticos como Estúdio A... Gildo!, Chico Anysio Show, Viva o Gordo, e apareceu no Sítio do Pica-Pau Amarelo. Na época, também foi apresentador do programa Telecurso 2º Grau.

Na década de 1980, também começou a trabalhar ativamente no teatro.


Haroldo Botta (o segundo da esquerda para a direita), entre os atores Marcello Picchi, Priscila Camargo, Aimeé, Miguel Rosemberg e Fajardo na peça A Bomba de Elizabeth (1982)


Haroldo ainda atuaria nas novelas Dona Beija (1986) e Mania de Querer (1986-1987), na TV Manchete, e depois ficou muitos anos afastado da televisão, retornando apenas para participar de um episódio do programa Você Decide, em 1998.


Haroldo Botta em Dona Beija

Na década de 1990 ele deixou definitivamente a carreira artística. Haroldo Botta começou a aprofundar-se em estudos místicos, e resolveu que era hora de valorizar mais a sua família. Ele tornou-se consultor de feng shui, e passou a fazer palestras sobre bem estar e estilo de vida saudável.

Defensor da natureza, ele tornou-se um ativista ambiental, e mora em uma ecovila em São Pedro, interior de São Paulo.


Haroldo Botta foi casado com a atriz Tânia Bondezan (1984-1987), e tem três filhos.



Haroldo Botta em São Pedro


Haroldo Botta atualmente


Haroldo Botta e o ator Robert De Niro


Carla Camurati e Haroldo Botta, em fotonovela


Haroldo Botta e Claudio Corrêa e Castro em O Meu Pé de Laranja Lima


Veja Também: A História de Eva Wilma



0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil