Spade Cooley, o cowboy cantor das telas, assassino na vida real



Spade Cooley foi um popular cantor norte-americano. Famoso interprete de swing e country, ele conquistou Hollywood, normalmente substituindo Roy Rogers quando ele estava muito ocupado nos estúdios da Republic Pictures. Ele também teve um programa de televisão, que aumentou ainda mais a sua popularidade.

O cowboy cantor, chamado de "o rei do balanço", fez mais de 50 filmes fez muito sucesso a canção Shame on You (vergonha em você), cujo título fez jus a sua vida pessoal, que culminou com o assassinato de sua esposa, na frente da filha do casal.







Donnell Clyde Cooley nasceu em Oklahoma, em 17 de dezembro de 1910. Sendo parte Cherokee, foi enviado para um colégio interno indígena num programa obrigatório do governo, que separava as crianças nativas de suas famílias, comunidades e tradições.

Em 1930 ele foi finalmente reunido com seus pais, com quem se mudou para a Califórnia. Lá, juntou-se a uma big band liderada por Jimmy Wakely, onde Cooley tocava violino. Milhares de pessoas iam todas as noites dançar ao som da orquestra, o que chamou a atenção da Universal Pictures.

O estúdio de cinema no entanto, não queria Wakely como líder da banda, e promoveu Spade Cooley como maestro principal. Ele estreou no cinema em um curta metragem musical chamado Land of Fighting Men (1938).

No ano seguinte ele assinou o contrato com a Republic Pictures, onde apareceu no primeiro longa metragem, o western Bandoleiros de Uniforme (Southward Ho!, 1939), estrelado por Roy Rogers. A principio, Spade Cooley aparecia no cinema apenas em números musicais, mas logo passou a ser uma espécie de novo Roy Rogers do estúdio, um cowboy que cantava nas telas de cinema.

Mas apesar disto, nunca fez o mesmo sucesso que Roy Rogers, um dos maiores astro do gênero faroeste.


Spade Cooley e Roy Rogers


Em 1944 a canção Shame on You alcançou o topo das paradas de sucesso, fazendo de Cooley um dos cantores country mais bem sucedidos de sua época. Nos meses seguintes, emplacou mais 5 hits seguidos, fazendo muito dinheiro para a gravadora Columbia.







A partir de 1948 ele ingressou na televisão, onde apresentava o The Spade Cooley Show, um programa de variedades, onde além de cantar e fazer pequenas cenas, recebia convidados de renome, como Frankie Lane, Dinah Shore e Frank Sinatra. A partir de 1955, produzido pela Paramount, o programa deixou de ser local para ser exibido para todos os Estados Unidos.




O sucesso na televisão, e também como cantor, afastou Spade Cooley dos cinemas a partir de 1946, embora tenha atuado até 1955. Cooley era tão popular que iniciou um projeto da construção de um parque de diversões temáticos, para o qual ele vendeu bônus de financiamento entre seu público. E embora as construções tenham sido iniciadas, o parque nunca foi inaugurado ao público.


Spade Cooley se casou com Ella Mae Evans, antiga vocalista feminina de seu conjunto. O casal teve três filhos, Melody, Donnell Jr e John. Mas a relação do casal era problemática.



Spade Cooley e Ella May Evans


Cooley bebia muito, e era muito ciumento e metido a valentão. Ele suspeitava que a esposa, que agora assinava Ella Mae Cooley tivesse sido infiel repetidas vezes, e a acusava inclusive de ter um caso com Roy Rogers, por volta de 1952. O cantor pediu o divórcio, e também a guarda dos filhos, alegando que a esposa fazia parte de um "culto sexual".

Seu programa de televisão havia sido cancelado em 1957, e ele já não estava mais no cinema. Suas músicas também não faziam mais tanto sucesso, e seu parque de diversões faliu em 1959, antes mesmo de inaugurar. Cooley então se tornou ainda mais violento e abusivo.

Em 03 de abril de 1961 ele foi até a casa de Ella Mae, de quem ainda não estava legalmente separado. Ele a levou até o porão, onde a espancou por horas, batendo a sua cabeça contra o chão. No final, queimou um cigarro acesso em sua pele para confirmar que Ella Mae estava realmente morta. A filha do casal, então com 14 anos de idade, foi obrigada a assistir tudo, para "aprender a não ser tão desobediente".

O músico disse a polícia que a esposa havia caído no banho, mas Melody Cooley, a filha adolescente do casal contou o que realmente tinha acontecido, detalhando toda a crueldade do pai.

Ella Mae Evans tinha 34 anos na época, 20 a menos que cantor, com quem estava casada há 15 anos.

No tribunal, Cooley, que sempre se apresentava como valente e viril, compareceu para o julgamento em uma cadeira de rodas. Ele agora era um homem frágil, alegando insanidade mental, embora mais tarde tenha retirado tal alegação. 

A promotoria pedia a morte na câmara de gás, mas o júri foi gentil com o astro diante deles.






O juiz o condenou a prisão perpetua, livrando-o o da execução. Ele foi mandando para uma prisão modelo, de segurança mínima. Lá, fundou uma banda, e em seguida uma orquestra, onde fazia concertos e andava livremente pelos corredores, gozando ainda o status de celebridade. Durante o período que ficou preso, fez aulas de guitarra, instrumento que despontava na música norte-americana.

A cadeira de rodas usada no tribunal nunca mais foi vista.





Após cumprir pouco mais de 7 anos de prisão, ele foi colocado em liberdade condicional por uma votação unanime entre os dirigentes do presídio e agentes penais. Ele recebeu uma licença de trabalho e montou uma nova orquestra.

Em novembro de 1969, pouco tempo após deixar a prisão, ele foi chamado para fazer um show para uma associação de policias e xerifes da região. Três mil pessoas aplaudiam e dançavam ao som de Cooley, como nos velhos tempos, com direito a uma ovação de pé ao final do espetáculo.

Após ser aclamado pelos policiais e convidados da festa, ele se sentou sem folego, enquanto ainda recebia aplausos. Ele botou a mão no peito, e tombou para frente, caindo no chão.



Spade Cooley em seu show final


Spade Cooley morreu no palco, vítima de um ataque cardíaco fulminante, enquanto ainda era homenageado durante a festa. Ele tinha 58 anos na época, e os papéis para o perdão judicial concedido pelo então governador Ronald Regan estavam sendo providenciados na época.

Seu corpo foi levado para a prisão, e cremado. A partir de então, nunca foi divulgado o que foi feito dos seus restos mortais.









0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil