Coadjuvantes que Amamos: Alice Ghostley, a inesquecível e atrapalhada Esmeralda, de A Feiticeira


A série A Feiticeira (Bewitched) fez muito sucesso na década de 1960, inclusive no Brasil, e possui uma legião de fãs de diversas gerações, devido ao sucesso das reprises na televisão mundial. Além de se encantar com as aventuras da feiticeira Samantha, os atore coadjuvantes roubavam as cenas do programa. Como esquecer o excêntrico Tio Arthur, o espalhafatoso Dr. Bombay ou a fofoqueira vizinha, a Sra. Kravitz.

Alice Ghostley também fez parte do elenco de apoio, no papel da insegura e atrapalhada Esmeralda.



 

Alice Margaret Ghostley nasceu em 14 de agosto de 1923, em Eve, Missouri. Alice Ghostley começou a se apresentar aos 5 anos de idade, recitando poesias, cantando e sapateando em eventos sociais e beneficentes.

Ela chegou a ingressar na universidade, mas acabou abandonando o curso para estudar teatro. Para se sustentar enquanto estudava interpretação, trabalhou como arrumadeira do teatro onde estudava. Ao poucos, ela foi se firmando nos palcos, sempre fazendo papéis cômicos.




Alice desenvolveu seus próprios números humorísticos, e também montou seu show como cantora de cabarés e comediante. Em 1952 ela estreou na Broadway na peça New Faces of 1952, ao lado de Eartha Kitt, Robert Clary e Paul Lynde (o Tio Arthur), novas promessas do entretenimento que despontavam nas artes. Em 1954 o espetáculo ganhou uma versão cinematográfica, e Alice fez parte da adaptação, que marcou sua estreia no cinema.





Na Broadway a atriz atuou em Sandhog (1954) e Shangri-la (1956), ao lado de Jack Cassidy (o pai de David Cassidy, de A Família Dó Ré Mi), e em peças como Trouble in Tahiti (1955) e Maybe Tuesday (1958). E em 1962 foi indicada ao prêmio Tony por The Beauty Part (1962).

Na televisão desde 1951, Alice ganhou destaque ao interpretar a meia irmã má de Cinderella, na versão estrelada pela novata Julie Andrews. Kaye Ballard, que se tornaria a grande amiga de Alice Ghostley ao longo dos anos, interpretava a outra irmã má. Na TV também fez a adaptação de Shangri-La (1960), que havia feito nos palcos.



Kaye Ballard, Alice Ghostley e Julie Andrews em Cinderella


Após aparecer como convidada em diversos programas de televisão, Alice retornou ao cinema como Stephanie Crawford, a fofoqueira do bairro em O Sol é Para Todos (To Kill a Mockinngbird, 1962).



Alice Ghostley em O Sol é Para Todos


Na década de 1960 ela fez filmes como Os Meus Seis Amores (My Six Love, 1963), O Magnífico Farsante (The Flim-Flam Man, 1967), Tem Um Homem na Cama da Mamãe (With Six You Get Eggroll, 1969) e Viva Max! (Viva Max, 1969).

Alice também fez um pequeno papel no filme A Primeira Noite de Um Homem (The Graduate, 1967), aparecendo ao lado da atriz Marion Lorne, que interpretaria a Tia Clara em A Feiticeira.



Alice Ghostley, Marion Lorne e Dustin Hoffman em A Primeira Noite de um Homem


No mesmo período, apareceu em diversas séries de TV, como O Rei dos Ladrões (It Takes a Thief), Nós e os Fantasmas (The Ghost & Mrs. Muir) e Guerra, Sombra e Água Fresca (Hogan's Heroes), onde reencontrou o antigo colega Robert Clary.


Alice Ghostley em Guerra, Sombra e Água Fresca


Mas foi a série A Feiticeira (Bewitched) que a tornou popular. Antes de viver a feiticeira Esmeralda, Alice Ghostley participou de um episódio em 1966 interpretando Naomi, uma empregada doméstica, mortal, mas também desajeitada.


Elizabeth Montgmery e Alice Ghostley, em sua primeira aparição em A Feiticeira


Alice só retornaria a série em 1969, no papel da feiticeira atrapalhada Esmeralda, a babá de Thabata. No final da temporada de 1966, a atriz Alice Pearce, que interpretava a intrometida Sra. Kravitz faleceu, e os produtores da série ofereceram o papel para Ghostley, que recusou. 

A atriz Sandra Gould foi contratada para viver a vizinha fofoqueira de Samantha. Mas após a morte de Marion Lorne, que fazia Tia Clara, foi criado um novo personagem, a também feiticeira Esmeralda, o papel foi oferecido para Alice Ghostley.

Esmeralda apareceu em 15 episódios do programa, até 1972.



Alice Ghostley em A Feiticeira


Enquanto gravava a Feiticeira, a atriz também fez um papel regular na série Mayberry R.F.D. (1970-1971), nunca exibida no Brasil. E depois que A Feiticeira foi cancelada, em 1972, Alice atuou como convidada em diversas séries de televisão.

No cinema, atuou nos filmes Meu Pai, Meu Amigo (Ace Eli and Rodger of the Skies, 1973), Ele Vai Ter Um Bebê (Rabbit Test, 1978) e Gator, o Implacável (Gator, 1976), um de seus melhores e maiores papéis em um filme. 



Alice Ghostley e Burt Reynolds em Gator, o Implacável


Mas talvez seu papel mais lembrado seja o da Senhora Murdock em Grease: Nos Tempos da Brilhantina (Grease 1978). E a atriz também fez diversas esquetes no programa The Julie Andrews Hour (1972-1973).



Alice Ghostley em Grease: Nos Tempos da Brilhantina


Julie Andrews e Alice Ghostley

Na década de 1980 fez participações especiais em séries como Punky, A Levada da Breca (Punky Brewster) e apareceu regularmente em A Super Vicky (Small Wonder). Também fez a comédia Não Publicar (Not For Publication, 1984).


Alice Ghostley em Punky, a Levada da Breca


Entre 1986 e 1993 ela interpretou Bernice Clifton na comédia Designing Women, que lhe valeu uma indicação ao Emmy de melhor atriz coadjuvante, em 1992.



Alice Ghostley no elenco de Designing Women

Nos anos seguintes, participou de séries como Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira (Sabrina the Teenage Witch) e Dharma & Greg, e fez os filmes Meu Melhor Inimigo (The Odd Couple II, 1998) e A Carga Maldita (Palmer's Pick-Up, 1999). Também foi a vovó Addams em O Retorno da Família Addams (Addams Family Reunion, 1998) e dublou a personagem Miss Cassiopeia na série animada Hércules (Hercules, 1998-1999).


Alice Ghostley em Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira


Alice Ghostley em O Retorno da Família Addams



Ela atuou até 2006, quando fez o filme Mothers and Daughters, e depois se aposentou. Uma série de derrames múltiplos a afastou das telas, e em 21 de setembro de 2007 a atriz faleceu, vítima de câncer de cólon, com 84 anos de idade.






Alice Ghostley se casou com o ator Felice Orlandi em 1951, e permaneceu casada até a morte do ator, em 2003. Ela nunca teve filhos.


O ator  Felice Orlandi






0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil