Relembrando o breve e talentoso Heath Ledger


Heath Ledger foi um dos mais talentosos atores de sua geração, e em sua breve carreira deixou papéis brilhantes como em O Segredo de Brokeback Montain (Brokecack Montain, 2005) e o seu Coringa de Batman: O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight, 2008).



Heathcliff Andrew Ledger nasceu em Perth, Austrália, em 04 de abril de 1979. Sua mãe, Sally Ledger batizou seu filho de Heathcliff, uma homenagem ao personagem principal do romance O Morro dos Ventos Uivantes (Wuthering Heights), de Emily Brontë.

A primeira vez que Heath atuou foi na escola, aos 10 anos de idade, quando interpretou Peter Pan.



Ainda aos dez anos, Ledger ganhou o campeonato júnior de xadrez da Austrália. Quando adulto, continuou um ávido jogador de xadrez, e em 2008, anunciou que planejava iniciar as filmagens de uma adaptação do livro The Queen's Gambit, um thriller escrito por Walter Tevis cujo título faz referência ao Gambito da Rainha, uma abertura do xadrez. Este filme seria o primeiro trabalho de Heath Ledger como diretor. O livro foi recentemente adaptado para uma bem sucedida série na Netflix.

Aos 12 anos de idade ele estreou como ator, atuando na série australiana Clowing Around (1992), e depois participou de Ship to Shore (1993-1994).



Mas foi somente em 1996 que ele chamou a atenção do público, ao interpretar o adolescente homossexual na série Sweat.


Heath Ledger em Sweat

Em 1997 o ator estreou no cinema, atuando em Assassinato em Blackrock (Blackrock, 1997). No mesmo ano atuou em PC - Digitando Confusões (Paws, 1997). Ainda em 97 atuou nas minisséries Home and Away e Amor e Liberdade (Roar).



Em 1999 Ledger estrelou o aclamado filme australiano Duas Mãos (Two Hands, 1999), que recebeu muita atenção da crítica internacional. O sucesso do filme o levou para os Estados Unidos, onde o ator fez seu primeiro filme, a comédia adolescente 10 Coisas que Eu Odeio em Você (10 Things I Hate About  You, 1999). Livremente inspirando em A Megera Domada, de Shakespeare, seu personagem se chamava Patrick Verona, referência a cidade natal de Romeu, outro personagem shakesperiano.

O filme fez um enorme sucesso, e fez de Heath Ledger um astro em ascensão em Hollywood.




Convidado por Mel Gibson ele fez em seguida no drama de guerra O Patriota (The Patriot, 2000), e depois estrelou o sucesso Coração de Cavaleiro (A Knight's Tale, 2001). Ambos eram grandes super produções, mas o ator não estava satisfeito com a imagem de galã campeão de bilheterias, e querendo ser respeitado pelo seu talento, ele começou a aceitar roteiros de produções mais desafiadoras.


Heath Ledger e Mel Gibson em O Patriota

Heath Ledger em Coração de Cavaleiro 


Heath estrelou muitos projetos que não foram tão bem sucedidos, como A Última Ceia (Monster's Ball, 2001), As Quatro Plumas (The Four Feathers, 2002), Ned Kelly (2003), Devorador de Pecados (The Order, 2003), Os Reis de Dogtown (Lords of Dogtown, 2005) e Os Irmãos Grimm (The Brothers Grimm, 2005), dirigido por Terry Gilliam.




Foi então que ele conseguiu seu primeiro grande papel aclamado pela crítica, quando estrelou O Segredo de Brokeback Montain (Brokeback Mountain, 2005), de Ang Lee. Heath recebeu o prémio de melhor ator do Círculo de Críticos de Cinema das cidades de Nova Iorque e de São Francisco pelo seu aclamado desempenho no filme. O ator interpretou um cowboy homossexual do estado de Wyoming, chamado Ennis Del Mar, que se apaixona por Jack Twist, interpretado por Jake Gyllenhaal. Por esta performance, recebeu também indicações para os prémios de melhor ator nos Globos de Ouro e Oscar.


Jake Gyllenhaal e Heath Ledger em  O Segredo de Brokeback Montain


No mesmo ano o ator fez Casanova (Idem, 2005), que foi duramente atacado pelos críticos. Ele ainda fez o romântico Candy (Idem, 2006) e foi um dos seis atores a interpretar Bob Dylan em Não Estou Lá (I'm Not There, 2007).

Heath Ledger como Bob Dylan

Após emendar muitos trabalhos, o ator tirou um ano sabático para cuidar de sua filha Matilda Rose, fruto do relacionamento com a atriz Michelle Williams.


Heath e Matilde Ledger

Heath Ledger e Michelle Williams


Quando retomou a carreira, foi escolhido para o aclamado papel de Coringa (Joker) em  Batman: O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight, 2008), de Christopher Nolan. O filme acabou estreando após a repentina morte do ator.

Em 22 de janeiro de 2008 Heath Ledger faleceu, com apenas 28 anos de idade. O corpo do ator foi encontrado pela sua empregada, e mais tarde a polícia trabalhou principalmente com duas hipóteses para a causa de sua morte prematura: suicídio e overdose acidental. Após duas semanas de investigação, o serviço de medicina legal de Nova Iorque concluiu que a causa da morte havia sido por intoxicação acidental de remédios prescritos (oxicodonahidrocodonadiazepamtemazepamalprazolam e doxilamina) com efeito calmante e sonífero.

Seu papel em Coringa foi extremamente elogiado, e deu ao ator diversos prêmios importantes, todos eles recebidos postumamente. Heath Ledger recebeu um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, um Globo de Ouro e um Bafta, na mesma categoria.






Quando faleceu, o ator australiano também estava gravando O Mundo Imaginário de Dr. Parnassus (The Imaginarium of Doctor Parnassus, 2009), novamente sob a direção de Terry Gilliam. Mas ao contrário de Batman: O Cavaleiro das Trevas, onde Ledger havia deixado todas as suas cenas gravadas, este filme permaneceria incompleto sem o trabalho do ator, que era protagonista. O roteiro foi reescrito e diversos atores se revessaram no papel principal, mantendo todas as cenas deixadas por Heath.

Johnny Depp, Jude Law e Colin Farrell dividiram o papel com Heath Ledger. Os astros doaram seus cachês para um fundo de investimentos em nome de Matilda Rose Ledger.


Heath Ledger em O Mundo Imaginário de Dr. Parnassus


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil