Richard Chamberlian completa 85 anos


Richard Chamberlain tornou-se astro na década de 60 quando protagonizou a série de televisão Dr. Kildare, num tempo em que as séries médicas ainda não faziam sucesso na televisão. Embora tenha grandes trabalhos no cinema, seu nome é mais associado à televisão, como o sucesso Os Pássaros Feridos (The Thorn Birds 1983), onde interpretou o ambicioso padre Ralph de Bricassard.


Nascido George Richard Chamberlain em Beverly Hills, Los Angeles, em 31 de março de 1934. Ele desenvolveu um forte interesse em atuar enquanto frequentava o ensino médio. Na segunda metade da década de 50 ele conseguiu um contrato com a Paramont, mas não teve tempo de atuar, pois foi convocado para lutar na Guerra da Corréia, e acabou dispensado do estúdio.

Após servir por 16 meses, ele retornou a Hollywood, em busca de novos contratos. Em 1959 ele conseguiu seu primeiro papel em um episódio da série de televisão Alfred Hichtcock Apresenta (Alfred Hitchcock Presents). Chamberlian então fez participações em séries como Gunsmoke e Mr. Lucky.

Seu primeiro papel no cinema foi no filme O Segredo dos Arrecifes (The Secret of the Purple Reef, 1960), estrelado por Peter Falk. Ele ainda faria um papel pequeno em Estrondo de Tambores (A Thunder of Drums, 1961), antes de receber sua primeira grande chance nas telas.

Em 1961 William Shatner foi convidado para estrelar a série Dr. Kildare (1961-1966), mas recusou o papel, que foi então oferecido a James Franciscus, que não pode aceitar por já ter outros compromissos. Foi então que a sorte surgiu para o novato e ainda desconhecido Richard Chamberlain, que ficou com o papel do médico James Kildare.

 Richard Chamberlian em Dr. Kildare

A série fez um enorme sucesso, e logo o ator tornou-se um astro idolatrado pelas mulheres. Em seu primeiro ano na série, ele ganhou um Globo de Ouro de ator revelação pela série. Ele também lançou uma carreira como cantor, lançando alguns discos. A canção tema da série, Three Stars Will Shine Tonight, cantada por ele, alcançou as paradas de sucesso.

Mas a fama começou a incomodá-lo, Chamberlain queria ser um artista respeitado, e não o astro para adolescentes que estava se tornando. Ele não queria ser mais um menino bonito de Hollywood.


Enquanto gravava a série o ator fez dois filmes, O Crime É Homicídio (Twilight of Honor, 1963), com Nick Adams e Joey Heatherton e O Amor Faz Milagres (Joy in the Morning, 1965), com Yvette Mimieux. Apesar de sua imensa popularidade, e de ser protagonista das obras, ambos os filmes não fizeram sucesso. Naquela época era muito difícil um ator de televisão ser respeitado no cinema, e raramente a transição dava certo.

 Yvette Mimieux e Richard Chamberlain em O Amor Faz Milagres

Quando a série foi cancelada, e buscando ser respeitado como ator, ele tomou uma decisão ousada e muito arriscada. Virou as costas para Hollywood e foi em busca de trabalhos no teatro. Apenas no ano de 1966 ele atuou em peças importantes na Broadway, como The Philadelphia Story e Private Lives, e também mostrou seu talento vocal interpretando Tony em West Side Story. Em dezembro do mesmo ano, ele protagonizou nos palcos Breakfast at Tiffany's, ao lado de Mary Tyler Moore, mas a peça foi cancelada após quatro apresentações, sendo considerada um dos maiores fracassos da história da Broadway.

Richard Chamberlian e Mary Tyler Moore em Breakfast at Tiffany's

Foi somente em 1968 que ele retornou ao cinema, quando aceitou o convite do diretor Richard Lester para filmar Petúlia, um Demônio de Mulher (Petulia, 1968), filmado na Inglaterra. O ator acabou permanecendo no país, interpretando clássicos nos palcos londrinos, para provar seu talento como interprete.

Morando na Europa, atuou em A Louca de Chaillot (The Madwoman of Chaillot, 1969), estrelado por Katharine Hepburn, e rodado na França. 

 Katharine Hepburn e Richard Chamberlain em A Louca de Chaillot

Na Inglaterra ele conquistou a satisfação pessoal ao interpretar papéis sérios em filmes como Júlio César (Julius Caesar, 1970) e principalmente ao interpretar o atormentado compositor Tchaikovsky em Delírio de Amor (The Music Lovers, 1971) e o poeta Lord Byron em Os Amantes de Lady Caroline (Lady Caroline Lamb, 1972).

Cartaz de Os Amantes de Lady Caroline

Embora nenhum de seus filmes ingleses tenha feito sucesso com a crítica e o público, foi o suficiente para provar que ele era um ator que merecia respeito, e tinha capacidade de fazer papéis mais desafiadores.

De volta aos Estados Unidos, ele interpretou Aramis em Os Três Mosqueteiros (The Three Musketeers, 1973), que fez muito sucesso. Ele retomou o papel no ano seguinte em A Vingança de Milady (The Four Musketeers, 1974), uma continuação que desta vez dava mais destaque ao papel de Rachel Welch, que agora interpretava uma "quarta mosqueteira".

Ainda em 1974 ele interpretou o vilão no mega sucesso Inferno na Torre (The Towering Inferno, 1974), em um filme repleto de astros como Steve McQueen, Paul Newman, William Holden, Faye Dunaway, Fred Astaire e Jennifer Jones.

Richard Chamberlain em Inferno na Torre

Em 1975 Chamberlian protagonizou O Conde de Monte Cristo (The Count of Monte-Cristo, 1975), um filme feito para a televisão. A partir de então, ele faria muitos trabalhos para a TV, que lhe valeu o título de "o rei da televisão" nos anos seguintes. Seu próximo telefilme foi O Homem da Máscara de Ferro (The Man in the Iron Mask, 1977).

No cinema, atuou no cult A Última Onda (The Last Wave, 1977) de Peter Weir e no filme catástrofe O Enxame (The Swarm, 1978), um dos poucos do gênero que não foram muito bem sucedidos.

Mas seu maior sucesso no período foi mesmo na televisão. Em 1980 ele protagonizou a série Shogun (Idem, 1980), onde vivia um navegador inglês no Japão feudal. Por seu trabalho ganhou um Globo de Ouro e uma indicação ao Emmy.

 Richard Chamberlain em Shogun

Seu trabalho seguinte foi na mini-série Os Pássaros Feridos (The Thorn Birds 1983), que fez um enorme sucesso mundial. O papel do padre dividido entre a carreira e o amor, lhe valeu outro Globo de Ouro e outra indicação ao Emmy.

 Richard Chamberlain e Rachel Ward em Os Pássaros Feridos

Na televisão, ele ainda faria o telefilme Casanova, O Maior Amante de Todos os Tempos (Casanova, 1987) e foi o primeiro Jason Bourne na série The Bourne Identity (1988). No cinema, na década de 1980, seu maior sucesso foi em As Minas do Rei Salomão (King Solomon's Mines, 1985), ao lado de Sharon Stone.

 Richard Chamberlian e Sharon Stone em As Minas do Rei Salomão

A dupla se reuniria novamente em Allan Quatermain e a Cidade do Ouro Perdido (Allan Quatermain and the Lost City of Gold, 1986). E em 1989 ele voltaria a encarnar Aramis em A Volta dos Mosqueteiros (The Return of the Musketeers, 1989).

Na década de 90 o ator passou a atuar esporádicamente, geralmente em telefilmes. Em 1996 ele participou de Pássaros Feridos - Os Anos Perdidos (The Thorn Birds: The Missing Years, 1996), retomando o papel do padre Ralph de Bricassard.

Charberlian preferiu retornar ao teatro, dedicando grande parte de seu tempo a turnês musicais como Henry Higgins em My Fair Lady, Capitão Von Trapp em The Sound of Music e Ebenezer Scrooge em Scrooge: The Musical

Sempre muito discreto, ele mudou-se para o Havaí (onde vive até hoje), para fugir dos olhares de Hollywood. Em 2003 ele lançou sua biografia, onde finalmente assumiu sua homossexualidade. No livro ele dizia se libertar da angústia de ter que esconder sua vida afetiva para proteger sua imagem de ídolo das matinês.

Chamberlain também tornou público seu relacionamento com o produtor Martin Rabbett, com quem vive desde 1986. Eles se conheceram durante as filmagens de Allan Quatermain e a Cidade do Ouro Perdido, filme no qual Rabett trabalhou como ator.

Martin Rabett (de branco), Richard Chamberlain e Sharon Stone
em Allan Quatermain e a Cidade do Ouro Perdido

Desde então Chamberlain passou a levar sua sexualidade na esportiva, interpretando papéis de gay no filme Eu os Declaro Marido e... Larry (I Now Pronounce You Chuck & Larry, 2007) e em séries de tv como Will & Grace, Donas de Casas Desesperadas (Desperate Housewifes) e Brothers & Sisters.

 Richard Chamberlain em Will & Grace

Richard Chamberlain nunca deixou de atuar. Recentemente, ele participou da série Twin Peaks: O Retorno (Twin Peaks, 2017) e trabalhou no no filme Nightmare Cinema (2018), e acaba de filmar Finding Julia, que deve estrear nos cinemas ainda este ano.

Richard Chamberlian, atualmente




Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

2 comentários:

  1. Este é um testemunho que eu direi a cada um que ouça. Eu tenho casado quatro anos e no quinto ano do meu casamento, outra mulher teve que levar meu amante longe de mim e meu marido me deixou e as crianças e nós sofremos por dois anos até que eu encontrei um post onde este homem Dr.Wealthy ter ajudado alguém e eu decidi dar-lhe uma tentativa de me ajudar a trazer o meu amante de volta para casa e acreditar em mim eu só enviar minha foto para ele e do meu marido e depois de 48 horas como ele me disse, eu vi um carro dirigiu para o casa e eis que era meu marido e ele veio para mim e para as crianças e é por isso que eu estou feliz em fazer com que cada um de vocês pareça conhecer este homem e ter seu amante de volta para o seu eu. Seu email: wealthylovespell@gmail.com .OU VOCÊ TAMBÉM PODE ADICIONAR ELE SOBRE O WHATSAPP USANDO ESTE NÚMERO DE CELULAR 2348105150446.

    ResponderEliminar

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil