Bill Daily, o eterno Major Healy de Jeannie e Um Gênio


Bill Daily ficou famoso por seu papel como o Major Healey, o amigo do Major Nelson e Jeannie na série Jeannie é um Gênio (I Dream of Jeannie, 1965-1970).


William Edward Daily Jr.nasceu em 30 de agosto de 1927, em Des Moines, Iowa.

Bill Daily começou a carreira de ator por acaso. Sua primeira incursão na vida artística foi como músico, tocando jazz em clubes noturnos em Iowa. Enviado para o exército, para lutar na Guerra da Correia (1950-1953), ele conheceu o músico Dick Contino no front. Ambos formaram uma dupla, e passaram a entreter as tropas norte-americanas em combate. Daily tocava baixo, e Contino era o cantor da dupla.


De volta aos Estados Unidos, começou a se apresentar fazendo stand-up, ficando famoso em casas destinadas ao gênero. Após se formar no Goodman Theatre School, arrumou um emprego na Rede NBC de Chicago, como locutor e gerente de estúdio. Depois chegou ao cargo de diretor da emissora.

Ele também começou a escrever números de comédias para Bob Newhart, de quem era amigo desde os 15 anos de idade. Em 1964 ele fez sua estréia como ator no seriado A Feiticeira (Bewitched). Ele interpretou um assistente social que apresenta um menino para o casal Stephens, que pensam em adoção. Samantha e James ainda não tinha os filhos Tabatha (Erin Murphy) e Adam (David Mandell-Bloch), e o menino foi interpretado pelo jovem Bill Mummy, que anos mais tarde ficaria famoso na série Perdidos No Espaço (Lost in Space).

Bill Daily em A Feiticeira

O famoso escritor Sidney Sheldon, o roteirista de Jeannie é Um Gênio, viu a sua participação, e o convidou para interpretar o Major Anthony Healy na série. Daily, que era praticamente um novato na televisão, tornou-se um dos coadjuvantes mais queridos em um seriado de todos os tempos.


Com o fim da série, em 1970, ele fez sua estréia no cinema no filme O Chimpanzé Manda-Chuva (The Barefoot Executive, 1971), uma produção dos Estúdios Disney, estrelada pelo jovem Kurt Russell e pela atriz Heather North. Porém, ele não conseguiria repetir o sucesso do mulherengo Major Healy.

Ele faria poucos filmes, atuando geralmente como ator convidado em séries de TV como Mary Tyler Moore, CHIPs e O Barco do Amor (The Love Boat). Em 1972 ele ingressou no elenco fixo da série The Bob Newhart Show (1972-1978), que também fez muito sucesso. Ele interpretava Howard Borden, o vizinho de Bob Newhart, o astro da série.

Suzanne Pleschette, Pat Finley, Bob Newhart e Bill Daily em The Bob Newhart Show

Em 1981 ele atuou na série Aloha Paradise, que só durou uma temporada. Em 1985 voltou a vestir  a farda do Major Healy em Jeannie é Um Gênio: 15 Anos Depois (I dream of Jeannie... Fifteen Years Later, 1985).

Também atuou em Starting from Scratch (1988-1989), mas no Brasil é mais lembrado por suas participações regulares em Alf, o ETeimoso (Alf, 1986-1990), onde interpretou o psiquiatra Dr. Larry Dykstra.

Bill Daily em Alf

Fez seu retorno ao cinema atuando em Alligator 2: A Mutação (Alligator II: The Mutation, 1991), o terceiro filme de sua carreira. No mesmo ano vestiu novamente a farda do Major Healy em Jeannie Ainda é um Gênio (I Still dream of Heannie, 1991), que retomava os personagens clássicos da série, muitos anos depos. Larry Hagman, o Major Nelson, se recusou a participar do filme, que deu como desculpa que ele estava em uma missão no espaço para não aparecer. Barbara Eden novamente vestiu as roupas esvoaçantes de Jeannie.


Bill Daily, Hyden Rorke, Wayne Rogers e Barbara Eden em Jeannie Ainda é Um Gênio

Desde então atuou pouco, fazendo participações na série Bob (1992-1993), estrelada pelo seu amigo Bob Newhart e em Tudo Por Um Gato (Caroline in the City, 1995-1999). Após dublar uma personagem em Horrorween (2011), declarou sua aposentadoria.

Entretanto, ainda fazia shows de stand-up ocasionalmente, e apresentava um programa (como convidado) em uma rádio em Albuquerque, Novo México. Também comparecia com frequência em eventos destinados aos fãs.

Sua filha, Elizabeth Daily é cantora e atriz, e seu filho Patrick trabalha como cinegrafista em produções em Hollywood.
 
Nos últimos tempos de vida, Daily morava com o filho, onde faleceu, em 04 e setembro de 2018, cinco dias depois de completar 91 anos.

Bill Daily, em 2018




Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil