A atriz Lori Loughlin, a estrela que foi para a prisão


A atriz Lori Loughlin é mais lembrada pelo papel da repórter Becky Katsopolis, a esposa do Tio Jesse (John Stamos) na série Três é Demais (Full Hoise, 1988-1995), e também por reprisar o papel na série Fuller House (2016-2018), produzida pela Netflix.


Lori Loughlin e o elenco de Três é Demais




Lori Anne Loughlin nasceu em Nova York em 28 de julho de 1964. Ela começou a trabalhar como modelo aos 11 anos de idade, e aos 15 anos foi escalada para atuar na novela The Edge of Night, onde trabalhou até 1984.


Lori Loughlin em  The Edge of Night


Em 1983 a atriz fez sua estreia no cinema, atuando no filme de terror Amityville 3: O Demônio (Amityville 3-d, 1983). Nos anos seguintes teve poucos mas bons papéis em filmes da década de 1980, fazendo parte do elenco de Juventude Perdida (The New Kids, 1985), Admiradora Secreta (Secret Admirer, 1985), Rad (Idem, 1986), De Volta à Praia (Back to te Beach, 1987) e Uma Noite Muito Louca (The Night Before, 1988), sendo protagonista de alguns deles.



Lori Loughlin e Kelly Preston em Admiradora Secreta


Annette Funicello e Lori Loughlin em De Volta à Praia


Lori Loughlin e Keannu Reeves em Uma Noite Muito Louca



Ela também atuou em diversos telefilmes neste período, e em 1988 foi escalada para ingressar no elenco de Três é Demais (Full House). A série fez muito sucesso, e Lori ficou sete temporadas no programa, onde sua personagem acabou virando mãe de gêmeos ao longo dos anos.


Lori Loughlin e John Stamos em Três é Demais


Quando a série foi cancelada, Lori estrelou Hudson Street (1995-1996), ao lado do ator Tony Danza, mas o programa só durou uma temporada. Ele fez então muitos telefilmes, e retornou ao cinema em Gasparzinho, Como Tudo Começou (Casper: A Spirited Beginning, 1997).


Lori Loughlin em Gasparzinho, Como Tudo Começou



Desde então, atuou em filmes como Programados Para Matar (Critical Mass, 2001), Surpresas em Dobro (Old Dogs, 2009) e A Magia do Natal (Every Chrstimas Has a Story, 2016), um dos muitos trabalhos que fez para o Hallmark Channell, um canal que produz filmes leves, destinados às famílias.


John Travolta e Lori Loughlin em Surpresas em Dobro 


Lori Loughlin em A Magia do Natal



Mas foi na televisão que ela teve seus melhores trabalhos nos últimos anos. Lori atuou Summerland (2004-2005), série que ela também produziu. Também esteve no elenco do remake de Barrados no Baile: Nova Geração (90210, 2008-2012).

Além de aparecer como convidada especial de 13 episódios de Fuller House (2016-2018), série que trouxe de volta o elenco do clássico Três é Demais, mas sem a participação das gêmeas Olsen, que se revessavam no papel de Michelle.


Lori Loughlin em Summerland, série que também tinha Zac Effron no elenco


Lori Loughlin e o elenco de Fuller House



Lori também foi uma das estrelas da série Quando Chama o Coração (When Calls the Heart, 2013-2019), também produzida pelo Hallmark Channel. A série também foi um grande sucesso.


Lori Loughlin em Quando Chama o Coração 


Com Fuller House e Quando Chama o Coração a carreira da atriz estava novamente no auge, após alguns anos de trabalhos inexpressivos. Casada com o estilista Mossimo Giannulli, e mãe de duas filhas (incluindo a influencer Olivia Jade), ela morava em uma mansão que já havia pertencido a Harry Cohn (o antigo dono da Columbia Pictures) e ao ator Charles Bronson.

Mas em 12 de março de 2019 a atriz foi pega em um esquema de fraude e corrupção, quando o FBI acusou mais de 50 pessoas (incluindo a também atriz Felicity Huffman, de Desperate Housewives) de subornarem uma universidade para conseguir vagas para seus filhos. Lori pagou 500 mil dólares, disfarçado de doação, e suas filhas entraram na Universidade do Sul da Califórnia como bolsistas da equipe de remo feminino, embora nunca tenham praticado tal esporte na vida.

A atriz foi demitida do Hallmark Channel, que excluiu suas cenas da sexta temporada de Quando Chama o Coração, e também foi demitida da Netflix, que a cortou de Fuller House. Além disto, sua filha perdeu diversos contratos publicitários após o escândalo.

No julgamento, a atriz acabou se declarando culpada, e foi condenada a dois meses de prisão, além de permanecer em condicional por dois anos. Além disto, ela foi multada em 150 mil dólares e condenada a 100 horas de serviço comunitário.

Felicity Huffman foi condenada há apenas duas semanas de prisão.



Lori Loughlin no julgamento


Lori Loughlin e as filhas





0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil