Morre o cantor Roberto Luna, aos 92 anos de idade


O cantor Roberto Luna, um dos últimos grandes nomes da Era de Ouro do Rádio Brasileiro, faleceu no dia 26 de junho, aos 92 anos de idade. Luna era famoso por interpretar boleros e canções românticas, e entre seus maiores sucessos estão as canções Molambo, e a a versão brasileira de O Relógio, de Roberto Cantoral.



Roberto Luna era o nome artístico de Valdemar Farias, nascido em Serraria (Paraíba), em 01 de dezembro de 1929. No começo da década de 1940 ele mudou-se para o Rio de Janeiro, e arrumou emprego como secretário de Chianca de Garcia, um famoso produtor de Teatro de Revista.

Como cantor, começou em programas de calouros, e foi crooner de boates, até ser contratado pela Rádio Guanabara, em 1951. Roberto Luna foi um popular cantor das décadas de 1950 e 1960, e foi contratado pela TV Record, como um dos interpretes da emissora. Ele também trabalhou na TV Paulista, onde foi um dos primeiros cartazes a dar oportunidade ao jovem Silvio Santos.


Silvio Santos, Roberto Luna e Ronald Golias

Roberto Luna, Silvio Luiz e Maysa

Em 1968 Roberto Luna atuou no clássico O Bandido da Luz Vermelha (1968), de Roberto Sganzerla

O cantor nunca se afastou dos palcos, e continuava cantando na noite paulistana.











3 comentários:

  1. Mais um intérprete da era do rádio se vai. Precisamos conhecer mais esses mestres.

    ResponderExcluir
  2. Meus pêsames ao cantor Roberto Luna. Agora que eu sei que ele morreu no dia 26 de junho de 2022, aos 92 anos, 6 meses e 25 dias, excluirei as músicas dele no meu pen drive e no meu cartão de memória e substituí-lo-ei por outro (a) cantor (a) evangélico (a), assim como eu fiz com o Irmão Lázaro no dia 19 de março de 2021, que foi substituído por Eliã Oliveira.

    ResponderExcluir

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil