Gilda Medeiros, ex-miss e atriz, morre aos 86 anos de idade


Gilda Medeiros, eleita Miss Pará em 1955, e segundo lugar no Concurso de Miss Brasil de 1956, morreu no dia 25 de junho, aos 86 anos de idade. Ele morreu em sua residência, no Ceará, ao lado de seu filho Felipe.

Gilda foi uma das modelos favoritas do estilista Denner, desfilou em Paris, e também trabalhou no cinema e televisão.




Maria Gilda Rodrigues de Medeiros nasceu em Belém, no Pará, em 20 de maio de 1935. Ela ficou nacionalmente conhecida após ser eleita Miss Pará, e ter disputado o badalado concurso de Miss Brasil, ficando em segundo lugar.

Gilda então começou a desfilar para o estilista Denner Pamplona, e estreou no cinema 10 anos depois de participar do Miss Brasil, atuando no filme Riacho de Sangue (1966), do veterano Fernando de Barros.  Com o diretor, ela ainda faria A Arte de Amar Bem (1970) e Lua-de-Mel e Amendoim (1971). 


Gilda Medeiros e Alberto Ruschell em Riacho de Sangue


Gilda Medeiros em O Tesouro de Zapata

Gilda ainda atuaria nos filmes O Tesouro de Zapata (1968), Chapeuzinho Vermelho (1980), P.S.: Post Scriptum (1981) e Karina, Objeto de Prazer (1982).

Na televisão, atuou na novela João Juca Jr. (1970) e na série Ritinha, Salário Mínimo (1970), ambas na TV Tupi.

Gilda estava há muitos anos afastada da vida artística. Sua irmã, Nilda Medeiros, foi eleita Miss Pará em 1963.



Foto recente de Gilda Medeiros




0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil