Afinal, quem foi a primeira Miss Brasil?

Bebe Lima Castro, Miss Brasil de 1900

Quando Martha Rocha faleceu, em 04 de julho de 2020, muitos jornais noticiaram que ela foi a primeira Miss Brasil. O que gerou algumas dúvidas, com razão, quanto ao pioneirismo de sua coroa.

Tecnicamente Martha Rocha, consagrada em 26 de junho de 1954, é sim a primeira Miss Brasil. Por uma questão de direitos de propriedade, apenas o concurso ainda em vigor é considerado oficial. Mas antes da baiana das duas polegadas há mais, existiram sim no país outros concursos com o mesmo nome, porém em concursos não oficiais.


Os concursos oficiais de Miss Universo começaram em 1952, na cidade de Long Beach (Califórnia), para promover uma marca de maiô. O Brasil só iniciou sua participação em 1954, quando a baiana Martha Rocha, classificou-se em 2º lugar, justificado pelas lendárias “duas polegadas a mais”. Comentário de um dos jurados, ouvido pelo jornalista João Martins da revista O Cruzeiro, que publicou a notícia até hoje comentada.

Existem várias versões do concurso Miss Brasil, porém, o único Miss Brasil realmente é o que elege a representante do país para o Miss Universo.





As Outras Misses

1900

Em 1900 Violeta Lima Castro, mais conhecida como Bebe Lima Castro, tornou-se a "Primeira Miss Brasil". O concurso, entretanto, foi organizado pelo Jorna Rua do Ouvidor, e apenas moças da alta sociedade e residentes no Rio de Janeiro podiam se inscrever.



Nascida em Paris, em 1879, era filha de brasileiros, e foi registrada no consulado do Brasil, na França. Foi atriz e cantora, e chegou a se apresentar para Mussolini. Ela faleceu em 1965.


1865 (!!!)

Alguns historiadores consideram que existiu uma Miss Brasil anterior a Bebê Lima Castro, a também francesa Aymée. O pesquisador Brício de Abreu considerava Aymée a primeira Miss Brasil, eleita em 1865.

Nascida em 1845, ela tinha 19 anos quando veio ao Brasil, onde se tornou uma estrela dos palcos, normalmente apresentado-se em operetas. Logo tornou-se muito popular por aqui.


Em 1865 o jornal Diário do Rio criou uma enquete para eleger qual era a mais linda artista do Rio de Janeiro. Ayme foi eleita pelo voto popular, e Machado de Assis fez uma crônica tecendo elogios a sua beleza. Para muitos, vencer este pleito (onde novamente só participaram concorrentes do Rio de Janeiro), daria o título de primeira Miss Brasil para Aymée.

Incomodando a alta sociedade conservadora, a atriz praticamente foi expulsa do Brasil, para não ser "um mau exemplo para a juventude". Infelizmente, não existem registros da sua morte.


1912

Outro concurso promovido por um jornal Carioca, Gazeta de Notícias, restrito apenas as residentes do então Distrito Federal. O jornal estampava em suas páginas um cupom para ser recortado, e nele podiam ser indicado qualquer nome de jovens cariocas, a que tivesse mais cupons vencia. Na verdade, era apenas uma estratégia para vender mais exemplares do periódico.

A vencedora foi Noêmia Nabuco de Castro. O prêmio era um frasco de perfume.




Uma curiosidade, Nair de Teffé, a primeira caricaturista brasileira (e talvez do mundo), foi uma das finalistas. Em 1913 ela se casaria com o Marechal Hermes da Fonseca, e tornaria-se a primeira primeira dama brasileira.

1923

Primeiro concurso nacional de beleza, que aceitou inscritas de todo o país. Organizado pela Revista da Semana e pelo jornal A Noite, do Rio de Janeiro, ele foi inciado em 1921, e pedia que as concorrentes enviassem fotografias para sua redação. Um juri, formado pelo pintor Batista da Costa, pelo escultor Correia Lima e pelo caricaturista Raul Pederneiras enfim elegeu a paulista Zezé Leone, em 1923.



Nascida em Campinas, Maria José Leone, nasceu em 01 de dezembro de 1902. Na verdade, ela foi eleita a "Mulher Mais Bela do Brasil". Ao contrário de suas antecessoras, não era artista ou da elite, mas sim filha de um alfaiate, radicado na cidade de Santos. Ela já havia vencido um concurso de beleza organizado pela revista santista Flamma, em 1920.

Zezé Leone se tornou uma celebridade brasileira. Fez campanhas publicitárias, foi homenageada com uma locomotiva com seu nome, e foi cantada no foxtrote Vênus, de José Francisco de Freitas, o Freitinhas. E tal como Martha Rocha, ganhou um doce com seu nome, o creme Zezé Leone.



Creme Zezé Leone

Em 1923 ela estrelou o filme Sua Majestade, a Mais Bela do Brasil (1923), realizado pelo estúdio Botelho Filho. Mas a vida artística durou pouco. Em 1924 ela se casou com Lincoln Feliciano da Silva, futuro prefeito de Santos, e deixou os holofotes. Zezé Leone faleceu em 1965.





1929

Organizado pelo jornal carioca A Noite, o concurso foi vencido pela carioca Orla Bergamini de Sá. Didi Caillet, a Miss Paraná, ficou em segundo lugar. Didi gravou discos, e mais tarde tornaria-se uma poetista muito a frente do seu tempo.

A cantora e atriz Laura Suarez disputou com Olga o título de Miss Guanabara. Mais tarde, em 1936, ela se tornaria a primeira pessoa brasileira a aparecer na televisão, nos Estados Unidos. Leia mais sobre Laura Suarez aqui.




Olga Bergamini de Sá viajou para os Estados Unidos, onde disputou o concurso (não oficial) do Miss Universo

1930


Revoltados com a derrota de Olga no Miss Universo do ano anterior, o Brasil resolveu criar o seu próprio Miss Universo, paralelo ao concurso então organizado pela International Pageant of Pulchritude. A gaúcha Yolanda Pereira (1910-2001), não só foi eleita a Miss Brasil daquele ano, como pasmem, também ganhou o título brasileiro de Miss Universo.





Nos Estados Unidos, no outro concurso, Dorothy Dell sagrou-se a vencedora. Ela se tornaria atriz em Hollywood, mas faleceu com apenas 19 anos de idade. Já contamos sua história aqui

1932


Em 1932 não houve concurso de Miss Brasil por aqui. Porém, devido as reclamações dos brasileiros com o concurso de Miss Universo desde 1929, um grupo de jornalistas brasileiros radicados na França (incluindo Brício de Abreu), elegeram, em um restaurante, a Miss Brasil daquele ano. As candidatas eram jovens brasileiras residentes ou de passagem por Paris.

A pianista Yeda Telles de Menezes, filha da cantora Julietta Telles de Menezes, foi a escolhida para representar o Brasil no Miss Universo daquele ano, que foi vencido pela Miss Turquia.


Keriman Halis (Miss Universo de 1932) e Yeda Telles de Menezes 

1939


Devido ao começo da Segunda Guerra Mundial, o antigo Concurso de Miss Universo, que era realizado na cidade de Galveston, Estados Unidos, foi encerrado. Mas o Brasil já havia elegido suas representantes estaduais no ano anterior.  Em um evento realizado no Cassino da Urca, a carioca Vânia Pinto foi eleita a Miss Brasil. Vânia é considerada  a primeira modelo profissional brasileira.





1949

Em 1949 ocorreu o último concurso extra oficial, da chamada "fase jurássica" do Miss Brasil. Foi realizado no Hotel Quitandinha, em Petrópolis, e sagrou a goiana Jussara Marques como campeã.



Maria da Gloria Drummond, a representante de Minas Gerais, mais tarde se casaria com o colunista social Ibrahim Sued.

Jussara Marques (1931-2006) tornou-se uma celebridade brasileira, e gozou do reinado por cinco anos, até a eleição de Martha Rocha, em 1954. Duas cidades foram batizadas com seu nome, Jussara, uma em Goiás (em 1950) e outra no Paraná (em 1952).




Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube


0 comentários:

Publicar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil