A atriz e Miss Universo Dorothy Dell, morta ao 19 anos de idade


Dorothy Dell era uma estrela em franca ascensão quando faleceu prematuramente, com apenas 19 anos de idade. Em 1930, ela havia sido eleita Miss Universo.


Dorothy Dell Goff nasceu em 30 de janeiro de 1915, em em Hattiesburg, Mississippi. Nascida em uma família da alta sociedade, ela era descendente de Jefferson Davis, que foi presidente dos Estados Unidos, entre 1861 e 1865.

Quando criança, ela começou a tomar aulas de canto, pois queria ser cantora. Aos 17 anos, venceu um concurso de beleza, ganhando o título de Miss New Orleans, em 1930. Neste mesmo ano ela participou do concurso de Miss Universo, em Galveston, sagrando-se campeã, e derrotando a futura atriz Dorothy Lamour (que seria eleita Miss New Orleans no ano seguinte).


Dorothy Dell, Miss Universo


Em 1930 a brasileira Yolanda Pereira também recebeu o título de Miss Universo. O que acontece é que no ano anterior, em 1929, a brasileira Olga Bergamini de Sá foi classificada para o concurso, mas não venceu. Então no ano seguinte, o Brasil criou seu próprio concurso, paralelo ao organizado pela International Pageant of Pulchritude, em Galveston. Yolanda foi a vencedora do concurso brasileiro. Ambos os títulos não são reconhecidos pela associação que atualmente elege o Miss Universo, que foi criada em 1952.

Yolanda Pereira


Dorothy Dell então estreou como atriz em espetáculos de Vaudeville, e em 1931 mudou-se para Nova York. Durante uma apresentação beneficente, foi vista pelo lendário produtor teatral Florenz Ziegfeld, que a contratou para seus famosos espetáculos, o Ziegfeld Follies. Nesta época ela conheceu o cantor Russ Columbo, com quem começou a namorar.

Con Conrad, o empresário de Columbo, obrigou o casal a terminar o relacionamento. Ele queria promover seu astro, e arrumou para ele namoros falsos com atrizes mais famosas, que lhe rendiam muita publicidade.

Em 1932 Dorothy estreou no cinema em um curta metragem chamado Passing the Buck (1932). No ano seguinte, ela assinou contrato com a Paramount Pictures, onde ela estrelou A Dama do Porto (Wharf Angel, 1934), um filme menor do estúdio.

Dorothy Dell em A Dama do Porto

Em seguida Dorothy atuou em um filme importante, Dada em Penhor (Little Miss Marke, 1934), estrelado pela atriz mirim Shirley Temple. As duas atrizes ficaram muito amigas nos bastidores. Ela ainda atuaria em Música, Maestro! (Shoot the Works, 1934), que foi lançado após a sua morte.

Dorothy Dell e Shirley Temple

Em 08 de junho de 1934 Dorothy Dell viajava de carro com um amigo. A caminho de Pasadena, o carro acabou saindo da estrada e bateu em um poste. Dorothy Dell morreu instantaneamente, com apenas 19 anos de idade. Seu amigo morreu algumas horas depois.

Um dia antes de morrer, Dell comentou com uma amiga em uma festa que diziam que quando morre uma estrela, outras três vão em seguida, e perguntou quem seria a próxima, após as mortes dos atores Lillyan Tashman e Lew Cody.

Dois meses depois, seu antigo namorado, Russ Columbo também faleceu em um estranho acidente, com 26 anos de idade. (leia sua história aqui).

Perseguida pela morte

Quando criança, Dorothy foi atacada por um cachorro, quase morrendo com os ferimentos. Em 1931 ela escapou novamente da morte. Ela havia sido convidada para ir numa festa no iate do compositor Harry Richman. Ela recusou o convite, e Richman então convidou a sua colega  do Ziegfeld Follies Helen Walsh. Porém, o barco explodiu no mar, e Helen morreu na explosão, que também deixou o corpo da atriz Virginia Biddle muito queimado, obrigando-a a encerrar sua carreira. Semanas depois da explosão, Dorothy Dell sofreu um acidente de carro, ficando hospitalizada por dois meses. Ela ainda caiu em uma apresentação, e fraturou a perna, que infeccionou.

 Helen Walsh

Quando faleceu, Dorothy Dell estava filmando o filme Agora e Sempre (Now and Forever, 1934), onde contracenaria novamente com sua amiga Shirley Temple. 

Os produtores esconderam a morte da atriz da pequena estrela, contando para ela apenas no set de filmagens, durante a gravação em quem Shirley precisava chorar. O diretor ligou a câmera e contou a notícia para a menina, que desabou de chorar. No filme, Shirley está chorando lágrimas verdadeiras.

A atriz Carole Lombard ficou com o papel que seria de Dorothy Dell, e o filme a projetou como estrela. Lombard também faleceria tragicamente, vítima de um acidente de aéreo, em 1942. 



Curta nossa página no Facebook


Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil