Morre a dançarina burlesca Tempest Storm, aos 93 anos de idade


Tesmpest Storm, a lenda do burlesco, morreu em sua casa em Las Vegas no dia 20 de abril, aos 93 anos. Sua morte foi divulgada por Harvey Robbins, seu agente. Segundo Robbins, Storm morreu de causas naturais, em sua casa.

Junto com Bettie Page, Lili St. Cyr, Sally Rand e Blaze Starr, Tempest Storm foi uma das mais famosas dançarinas de burlesco e strippers das décadas de 1950, 1960 e 1970.



Tempest Storm e Bettie Page

Storm nasceu Annie Blanche Banks, em 29 de fevereiro de 1928. Após sofrer diversos abusos sexuais em casa, ela se casou com um fuzileiro naval aos 14 anos de idade, para poder se emancipar de sua família. O casamento foi anulado depois de 24 horas.

Aos 15 anos ela trabalhava como garçonete, quando um cliente sugeriu que ela se tornasse stripper. Storm ingressou no Follies Theatre como corista, e três semanas depois começou a fazer strip tease. Em pouco tempo, ela se tornou uma das mais bem sucedidas dançarinas de burlesco de Las Vegas.



Elvis Presley e Tempest Storm

Ela também foi dona de uma das mais longas carreiras de burlesco, se apresentando até pouco antes de morrer. Após estampar diversas capas de revistas, começou também a fazer cinema, normalmente aparecendo em filmes destinado a exibições menores, feitas para os fãs de strip tease. Ela chegou a fazer Teaserama (1955), que era estrelado pela lendária Bettie Page.

Em 1959 ela se casou com o ator e cantor Herb Jeffreis, com quem teve uma filha, Ann. Jeffreis a dirigiu em Mundo Depravados (1967), filme do qual ela era estrela. Sua filmografia também inclui Paris After Midnight (1951), Shock-O-Rama (1955), e Paris Topless (1966).

Em 2016, aos 88 anos de idade, ela foi estrela do clipe One of the Lonely Ones, de Roy Orbinson. No mesmo ano foi lançado um documentário sobre sua carreira.





Herb Jeffreis e Tempest Storm




Tempest Storm e Bettie Page


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil