Por Onde Anda? Dirk Benedict, de Esquadrão Classe A


Dirk Benedict ficou mundialmente conhecido por interpretar o personagem Templeton "cara-de-pau" Peck na série de televisão Esquadrão Classe A (The A-Team, 1983-1987), uma das séries de televisão mais assistidas da década de 1980.


Dirk Niewoehner nasceu em Montana, em 01 de março de 1945. Dirk Benedict foi criado em uma pequena região rural, quem nem mesmo tinha sinal de televisão. Aos 12 anos de idade, ele perdeu 50% da audição após sofrer um acidente ao tentar pular uma cerca de arames farpados.

Seus pais se separaram quando ele tinha 18 anos de idade, e sua mãe exigiu uma ordem de restrição contra o ex-marido, que era violento. Ele entretanto descumpriu a ordem, e entrou na casa da família e convidou Dirk para ir pescar. Quando eles voltaram, o pai insistiu em entrar na casa novamente, e após uma longa discussão o irmão mais velho de Dirk atirou contra o pai, que morreu no local em frente aos filhos.

Foi no ensino médio que ele se interessou em se tornar ator, quando fez um teste para ingressar no elenco de Showboat (na época, ele trabalhava como coveiro). O jovem passou no teste, e conseguiu um dos papéis principais.


Após terminar o colégio, onde atuou em algumas produções estudantis, ele resolveu estudar atuação. Mas ao mesmo tempo, pretendia ser músico, e montou uma banda de Jazz em Seatle. Mas antes de fazer o primeiro show da banda, um antigo professor o recomendou que procurasse um agente amigo seu em Nova York. Benedict nunca retornou a Seatle.

O agente conseguiu para ele um papel na Broadway, no elenco de Abelard and Heloise, contracenando com Diana Rigg. Duas semanas do final da peça, ele viajou para à Suécia, onde fez seu primeiro filme, Georgia, Georgia (1972), um filme cujo roteiro foi escrito por Maya Angelou. A estrela do filme era a atriz e cantora Diana Sands, que morreria de câncer no ano seguinte, com apenas 39 anos de idade.

Diana Sands e Dirk Benedict

De volta aos Estados Unidos, foi chamado para substituir Keir Dullea em Butterflies Are Free, na Broadway. A veterana Gloria Swanson interpretava sua mãe na peça. Foi Swanson quem lhe apresentou a dieta macrobiótica, que ele passou a praticar ao longo de toda a sua vida.

Gloria Swanson e Dirk Benedict

Após a peça, o ator retornou ao cinema estrelado o terror O Homem-Cobra (Sssssss, 1973), ao lado da atriz Heather Menzies, a Luiza de A Noviça Rebelde (The Sound of Music, 1965). Ele precisava de longas horas de maquiagem para viver o personagem título.

Dirk Benedict e Heather Menzies em O Homem-Cobra

Dirk Benedict, O Homem-Cobra


Em seguida o ator interpretou o psicótico e violento marido da antiga super modelo Twiggy em W: A Marca do Terror (W, 1974), dirigido por Richard Quine.

Twiggy e Dirk Benedict em W: A Marca do Terror

Na televisão ele estreou a série Chopper One (1974), que só durou 13 episódios. O ator descobriu um câncer na próstata, e pediu para deixar o elenco para se tratar. Mas ele recusou operar o fazer o tratamento convencional, e se isolou numa cabana isolada nas montanhas, onde dedicou-se a fazer exercícios e seguir a risca sua dieta macrobiótica. Anos mais tarde, em sua biografia (dedicada à memória de Gloria Swanson), ele atribuiu a sua cura a seus métodos alternativos.

De volta a Los Angeles no final da década de 1970, retomou o trabalho de ator, conseguindo melhores papéis na televisão. Em 1979 ele ganhou o papel do Tenente Starbuck no filme Galactica: Astronave de Combate (Battlestar Galactica, 1978), que depois gerou uma série de televisão, que durou de 1979 a 1980. Ele repetiu o papel na série.

Richard Hatch e Dirk Benedict em Galactica: Astronave de Combate

Com o fim da série, estrelou Motoristas da Pesada (Underground Aces, 1981), e alguns telefilmes feitos direto para a televisão. Foi então que a Universal começou a produzir  Esquadrão Classe A (The A-Team, 1983-1987). O produtor Sephen J. Cannell (criador de Baretta) queria Benedict para o papel de  Templeton "cara-de-pau" Peck, mas o estúdio não gostou da ideia, e escalou Tim Dunigan para viver o personagem no programa piloto.


Tim Dunigan no piloto de Esquadrão Classe A


Cannell não gostou do resultado. Ele disse que Dunigan era muito jovem, e muito alto para o elenco, e bateu o pé no nome de Dirk Benedict, que se juntou aos atores George Peppard, Dwight Schultz e Mr. T na bem sucedida série de televisão.

Esquadrão Classe A



Em sua primeira temporada, Esquadrão Classe A foi a quarta série mais vista nos Estados Unidos. No Brasil, o programa começou a ser exibido em 1984 pelo SBT, e chegou a ganhar um Troféu Imprensa de filme ou seriado (categoria que não existe mais) por aqui. Depois, foi exibida pela Sessão Aventura, na Rede Globo. O sucesso no Brasil gerou também uma série de brinquedos, cobiçados pelas crianças da década de 1980.




Em 1984, enquanto filmava Esquadrão Classe A, Dirk Benedict casou-se com a atriz Toni Hudson, com quem teve dois filhos. 

Dirk Benedict e Toni Hudson

Com o fim da série, o ator (e outros membros do elenco), teve dificuldades em conseguir novos papéis. Após alguns trabalhos na televisão, ele estrelou os filmes Furacão Azul (Blue Tornando, 1991), Tiras Assassinos (Shadow Force, 1992) e A Maldição do Demônio (Demon Keeper, 1994).


Em 1995 o ator divorciou-se de Toni Hudson, e ficou com a guarda dos filhos. Ele voltou a se isolar nas cabanas, para criar os meninos longe de Hollywood.


Desde então tem atuado pouco, participando esporadicamente de alguma série de televisão, ou filme feito para o mesmo veículo. No cinema, atuou ainda em Alaska: Uma Aventura Inacreditável (Alaska, 1996), no qual contracenou com o veterano Charlton Heston, numa produção dirigida pelo filho do ator, Fraser C. Heston.

Dirk Benedict em Alaska: Uma Aventura Inacreditável

Com os filhos crescidos, voltou a atuar em produções pouco conhecidas. Em 2006 foi para à Alemanha filmar Goldene Zeiten (2006), onde vivia um antigo astro da televisão, agora decadente. Também passou a frequentar feiras e convenções dedicadas aos fãs.

Dirk Benedict em Goldene Zeiten

Como diretor, lançou seu primeiro filme em 2001, Cahoots. Ele também produziu e escreveu o roteiro desta obra estrelada por Keith Carradine. No elenco, ainda a atriz Toni Hudson, sua ex esposa. No mesmo ano participou do Celebrity Big Brother, na Inglaterra, ficando em terceiro lugar.


Dirk Benedict no Celebrity Big Brother

Em 2010 Dirk fez uma participação especial no filme Esquadrão Classe A (The A-Team, 2010), apesar do amigo Mr. T (o BA) ter recomendado não participar do remake. Após ver o filme pronto, Dirk Benedict disse que se arrependeu de ter participado da obra, que nada lembrava a série original.

Dirk Benedict em Esquadrão Classe A (2010)

Depois ainda atuou em Space Ninjas (2019), Charlie's Christmas Wish (2020) e After Hell, uma minissérie que ainda está sendo produzida.






0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil