A Trágica Marilyn Miller, a primeira Marilyn de Hollywood



No final da década de 1940 Norma Jeane Baker foi contratada pela Fox. Ben Lyon, um antigo ator que havia tornando-se diretor de elenco do estúdio sugeriu que ela mudasse seu nome, adotando um nome artístico mais chamativo.

Lyon sugeriu que a jovem aspirante a atriz adotasse o nome Marilyn, por se parecer com uma estrela platinada do final da década de 1920, chamada Marilyn Miller. Lyon, que havia contracenado com Miller nos cinemas, disse que achava as duas parecidas.

Norma Jean adotou então o primeiro nome, seguido de Monroe, que vinha da família de sua mãe. Surgia assim o mito Marylin Monroe, que em 1956 poderia adotar o nome Marilyn Miller, depois de se casar com o escritor Arthur Miller.

Ben Lyon mal podia prever que Marilyn, a Monroe, morreria tão jovem quanto Marilyn Miller, que morreu aos 37 anos de idade.

Marilyn Miller e Ben Lyon

Marylin Miller também não era o verdadeiro nome da atriz Mary Ellen Reynolds, nascida em Indiana, em 01 de setembro de 1898. Atriz, cantora, bailarina e sapateadora talentosa, ela tornou-se uma estrela dos palcos do vaudeville.

Marilyn Miller começou a dançar com 4 anos de idade. Ela era integrante do The Columbian Trio, que era formado por seu padrasto Oscar Caro Miller e sua irmã mai velha Ruth. Sua irmã Claire e sua mãe também ingressaram na trupe, que passou a ser chamada The Columbian Five.

Aos 14 anos ela foi descoberta pelo empresário Lee Shubert (o mesmo que levaria Carmen Miranda para os Estados Unidos, anos mais tarde), e ela a levou para a Broadway


Marylin Miller brilhou na Broadway entre 1916 e 1918, mas sua consagração com o público veio quando ela foi contrata, ainda em 1918, como estrela da companhia de Florenz Ziegfeld, o mais famoso produtor de espetáculos da época. Atuando ao lado de astros como Eddie Cantor, Will Rogers e W.C Fields, Marylin Miller virou um dos maiores nomes do entretenimento.


Em 1924 ela brigou com Ziegfield, e assinou com seu rival Charles Dillinghan. Com ele, fez um de seus papéis mais lembrados, o de Peter Pan (1924), na Broadway. Ela também fez muito sucesso na peça Sunny (1925), Os turistas que passeiam pela Times Square, em Nova York, ainda podem ver uma escultura da atriz colocada em um dos prédios da famosa avenida, na época do segundo espetáculo.





Hollywood vendo o sucesso da atriz no teatro, ofereceu uma pequena fortuna para levar Marilyn Miller para o cinema. Ela recebeu 100 mil dólares para atuar em seu primeiro filme, Sally (1929). Depois ela filmou Sunny (1930), adaptação de seu sucesso teatral.


Sally foi um dos primeiros filmes coloridos feitos em Hollywood, mas o processo de coloração se perdeu ao longo dos anos, restando apenas alguns fragmentos coloridos.


Em 1930 ela ainda voltou aos palcos, após fazer as pazes com Florenz Ziegfeld, e estrelou a peça Smiles (1930), onde contracenou com Fred Astaire, quando este ainda fazia dupla com sua irmã Adele. Astaire só estrearia no cinema três anos mais tarde.

Fred Astaire, Marilyn Miller e Adele Astaire em Smiles

Marilyn Miller ainda faria mais um filme, Her Majesty, Love (1931), onde contracenou com Ben Lyon. No filme, ela também contracenava com W. C. Fields, seu antigo colega dos palcos.


A carreira teatral de Marilyn Miller acabou abruptamente, após um de seus namorados (futuro marido), invadir a cena durante o espetáculo para discutir com a atriz. O gesto repercutiu mal, e somado ao comportamento errático da atriz (como o seu vício em drogas e álcool), encerrou sua bem sucedida carreira, ainda no auge.

Marilyn Miller foi casada quatro vezes. Seu primeiro marido foi o ator e dançarino Frank Carter, que morreu em um acidente de carro em 1920. Depois ela se casou com o ator Jack Pickford (irmão de Mary Pickford). Dizem que foi ele quem a viciou em heroína. Ela pediu o divórcio em 1927, alegando que ele era abusivo e violento. Cinco anos depois, o ator faleceu, aos 33 anos.

Jack Pickford e Marilyn Miller

Ela ainda foi casada com os dançarinos Jack Donohue e Chester O'Brien. O'Brien, que era muitos anos mais novo que ela, foi acusado de gastar boa parte de sua fortuna, após eles se casarem em 1934.

Com a saúde fragilizada devido ao seu longo histórico de bebidas e drogas, a atriz foi internada em um hospital em março de 1936, inicialmente para tratar um colapso nervoso. Durante a internação ela descobriu uma grave infecção nos seios nasais, causada pela inalação de drogas.

Em 07 de abril de 1936 ela se submeteu a uma cirurgia nasal, mas morreu durante a operação. Marilyn Miller tinha 37 anos de idade, um a mais que a idade que Marilyn Monroe tinha quando faleceu.

Marilyn Miller

Marilyn Miller já foi retratada em duas ocasiões no cinema. Na primeira, foi Judy Garland quem fez seu papel em Quando as Nuvens Passam (Till the Clouds Roll By, 1946) e na segunda June Harver interpretou a atriz em Crepúsculo de Uma Glória (Look for the Silver Lining, 1949).

Judy Garland e June Harver como Marilyn Miller


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil