A morte misteriosa da atriz Thelma Todd



Em 16 de dezembro de 1935 Hollywood acordo com uma notícia estarrecedora: Thelma Todd, uma popular e querida comediante estava morta, com apenas 29 anos de idade, a atriz foi encontrada morta dentro de seu carro, após supostamente cometer suicídio por asfixia de monóxido de carbono. Porém muitos detalhes não batem nesta história, como por exemplo o fato do veículo da artista estar na garagem da casa da atriz Jewel Carmen, esposa de Roland West, que era amante e sócio de Todd.




Thelma Alice Todd nasceu em 29 de julho de 1906. Ela iniciou sua carreira participando de concursos de beleza, e após ser eleita Miss Massachusetts em 1925, foi descoberta por um caçador de talentos da Paramont.

Todd estreou nos tempos do cinema mudo, atuando em Desafio da Mocidade (Fascinating Youth) e fez diversos filmes ainda neste período, mas eles pouco exploraram seu talento, usando-a apenas como uma garota bonita para enfeitar as telas. Com a chegada do cinema falado, ela teve melhores oportunidades, principalmente depois que o diretor Hal Roach a escalou para coadjuvar diversas comédias ao lado de astros como Harry Langdon, Charley Chase e da dupla O Gordo e o Magro.

Stan Laurel, Oliver Hardy, Charles Gerrard e Thelma Todd


Vendo o potencial da atriz para comédia, Roach a convidou para protagonizar sua própria série de filmes cômicos curtos. Thelma Todd passou a fazer dupla com a atriz ZaSu Pitts, com quem contracenou em 17 curta-metragens entre 1931 e 1933. Pitts deixou a dupla para seguir carreira solo em 1933, e Patsy Kelly assumiu o papel, contracenando com Todd por mais 21 filmes, feitos até 1935. Alguns deles lançados postumamente.


ZaSu Pitts e Thelma Todd


Thelma Todd e Patsy Kelly


Ao longo de sua curta carreira, com menos de dez anos, a atriz apareceu em 120 filmes, e trabalhou ao lado de mestres do humor como Buster Keaton e Jimmy Durante, em Pernas de Perfil (Speak Easily, 1932) e com os Irmãos Marx em Os Quatro Batutas (Monkey Bussiness, 1931) e Gênios da Pelota (Horse Feathers, 1932).

Também atuou em filmes sérios, como na primeira versão do suspense O Falcão Maltês (The Maltese Falcon, 1931), estrelada por Ricardo Cortez.


Thelma Todd e Chico Marx


Em 1931 ela estrelou Corsário (Corsair, 1931), ao lado do ator Chester Morris. O filme foi dirigido por Roland West, com quem Thelma Todd iniciou um conturbado relacionamento. West era casado com a antiga estrela do cinema mudo Jewel Carmen, e Todd se casaria no ano seguinte com o ator e produtor Pat DiCicco, uma espécie de secretário de Howard Hughes.

Thelma Todd e Pat DiCicco


Mas apesar disto, não era segredo em Hollywood o relacionamento da atriz com o diretor, e aparentemente seus verdadeiros conjunges conviviam com isto. DiCicco também era amigo do mafioso Lucky Luciano, com quem Todd também teve um breve romance, durante o casamento com o ator. Luciano teria viciado Thelma Todd em metanfetaminas.

Para aumentar a confusão, em 1934 a bem sucedida atriz resolveu montar um café restaurante, o Thelma Todd Sidewalk Caffe, que fazia muito sucesso entre os artistas, e consequentemente, entre os turistas que queriam ver seus astros favoritos de perto. Os sócios de Thelma eram ninguém menos que Roland West e sua esposa Jewel Carmen. Os três também moravam muito próximos um do outro.




Lucky Luciano tentou entrar no negócio também, querendo obrigar a atriz a aceitar um casino em seu estabelecimento, cujos lucros seriam controlados pelo gangster. Porém Thelma se recusou, e foi espancada por Luciano.


Roland West e Jewel Carmen


Os negócios com o restaurante iam bem, e Thelma seguia atuando em suas comédias de sucesso, além de atuar no longa Cupido e a Secretária (Two for Tonight, 1935), ao lado de Bing Crosby.

A Morte Misteriosa


Em 14 de dezembro de 1935 Thelma Todd compareceu em uma festa do artista Stanley Lupino. Na festa, ela encontrou com Pat DiCicco, de quem havia se divorciado no ano anterior, após a briga com Lucky Luciano.

Eles tiveram uma breve discussão, mas Todd permaneceu na festa após a confusão, e segundo suas amigas (incluindo a atriz e diretora Ida Lupino, filha de Stanley), ela estava extremamente bem humorada e disposta. Na madrugada do dia 15, ela foi levada para casa por seu motorista.

Porém no dia 16, segunda feira, a empregada da residência de Jewel e West encontrou Todd morta dentro de seu carro, na garagem do casal. O motor do carro estava ligado, e Thelma aparentemente teria morrido por inalação de monóxido de carbono. Existem fotos do corpo da atriz morto dentro do carro, mas não achei apropriado colocar aqui, porém elas são facilmente achadas na internet.


Policiais e imprensa diante da garagem onde a atriz foi encontrada morta


A polícia concluiu que a atriz havia cometido suicídio. E alguns apontaram que a atriz estava sem as suas chaves, e talvez na impossibilidade de entrar em casa, teria ligado o carro para se aquecer, sem saber dos perigos que corria.

Seu caso foi investigado e julgado como suicídio. Porém não haviam evidências de que a atriz pretendesse se matar. Além de terem encontrado nenhuma nota de despedida, haviam diversos pacotes de presentes de natal, já embrulhados, em sua residência.

Thelma também estava feliz por estrelar um novo filme com a dupla Stan Laurel e Oliver Hardy, A Princesa Boêmia (The Bohemian Girl, 1936). A atriz não havia concluído as filmagens, e o diretor acabou refilmando todas as suas cenas, mantendo apenas um número musical de Todd na obra, lançada após sua morte.


Cartaz de A Princesa Boêmia


Mas a versão de que atriz tenha tirado a própria vida não convence até os dias de hoje. Porque a atriz ira tirar a vida na garagem do apartamento do amante, é uma das principais questões levantadas até hoje.



Além disto, outros fatos foram deixados de lado na investigação. Testemunhas afirmaram que ela estava recebendo ameaças e pedidos de dinheiro, 10 mil dólares, uma fortuna para a época. Porém, Thelma não confidenciou o motivo da extorsão.

Jewel Carmen também estava ameaçando a atriz. Mas não por ciumes devido ao relacionamento com o seu marido, mas devido a sociedade no café restaurante, que começava a dar prejuízo por causa da má administração.

Pat DiCiccio também foi apontado como suspeito. Ele havia sido um marido abusivo, e foi visto discutindo com a atriz pouco antes de sua morte. Além disto, ele a envolveu com Lucky Luciano, que havia batido na atriz por esta se recusar a abrigar um casino em seu restaurante.

A própria mãe de Thelma chegou a ser investigada. Unica herdeira da atriz, ela passou a esbanjar a fortuna da filha poucos dias depois da morte dela.

Mas o caso da atriz foi a juri popular por duas ocasiões, e sua morte foi declarada como acidental, com possíveis tendências suicidas. Mesmo com o veredito, o jornal Chicago Tribune postou um artigo dizendo “Enquanto um grande júri determinou que Todd cometeu suicídio, não foi possível explicar o nariz quebrado, os hematomas ao redor da garganta e as duas costelas quebradas. Aparentemente, o grande júri achou que Todd também se espancara até a morte”.

Segundo o ator Chester Morris, em sua biografia publicada anos mais tarde, Roland West, de quem era um grande amigo, teria confidenciado no leito de morte, em 1952, que estava envolvido na morte Thelma Todd.



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

1 comentário:

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil