Por Onde Anda? Bill Mumy, o Will Robinson de Perdidos no Espaço


Bill Mumy é um dos mais famosos atores mirins da história da televisão. O interprete do intrépido Will Robinson de Perdidos no Espaço (Lost in Space, 1965-1968) começou a carreira com três anos de idade, e apareceu em mais de 400 episódios de séries de TV, além de ter feito muitos filmes e trabalhos como dublador. Ele também é músico, compositor e escritor.


Charles William Mumy Jr. nasceu em San Gabriel, na Califórinia, em 01 de fevereiro de 1954. Aos três anos de idade Bill Mumy estreou na televisão, participando de um episódio de Wire Service (1957). Mas seus pais acharam a experiência cansativa para uma criança tão pequena, e só permitiram que Mumy voltasse atuar três anos depois, em 1960.

No ano de 1960 o jovem ator foi muito requisitado na televisão, e fez sua estreia no cinema em O Mago de Bagdad (The Wizard of Baghdad, 1960).

Bill Mumy e Dick Shaw em O Mago de Bagdad

No ano seguinte trabalhou com Sandra Dee em Com Amor no Coração (Tammy Tell me True, 1961), mas foi na televisão onde obteve mais papéis. Nas telonas Mumy ainda apareceu em Minha Esperança é Você (A Child is Wating, 1963), Operação Matrimônio (A Troclish Affair, 1963) e Weekewnd em Palm Springs (Pam Springs Weekend, 1963).

NA TV, atuou em algumas das mais famosas séries da década, como O Fugitivo (The Fugitive), Dr. Kildare, Perry Mason, Jeannie é Um Gênio (I ddram With Jeannie) e A Feiticeira (Bewitched). Nesta última, interpretou o jovem James (Darren) Stephens, enfeitiçado pelo sogra Endora.


Bill Mumy e Larry Hagman em Jeannie é Um Gênio

Bill Mumy e Elizabeth Montgmery, em A Feiticeira

Em 1965 o jovem ator de cabelos ruivos foi escalado para viver o Eddie Monstro na série Os Monstros (The Munsters), mas seus pais recusaram o convite porque Mumy teria de pintar os cabelos de preto. Butch Patrick acabou ficando com papel, mas Bill Mumy chegou a participar de um episódio, como um amigo de Eddie.

Butch Patrick e Bill Mumy em Os Monstros

Em 1965 Bill Mumy fez seu primeiro papel principal no cinema, interpretando Erasmus Leaf, um menino obcecado por Brigitte Bardot, no filme Minha Querida Brigitte (Dear Brigitte, 1965). Ele fazia o filho de James Stewart, e foi Gloria Stewart, esposa do ator quem recomendou o menino para o papel. Ela o havia conhecido na escola dominical da igreja.

Havia dúvidas se Brigitte Bardot apareceria no filme, pois a atriz se recusava a filmar em Hollywood. Por fim ela e a Fox chegaram a um acordo, ela filmaria durante três dias, em Paris, com a condição de não ser creditada, nem aparecer no cartaz ou qualquer material de divulgação feito para o filme.

Brigitte Bardot e Bill Mumy em Minha Querida Brigitte

Foi também em 1965 que o ator foi escalado para a famosa série Perdidos no Espaço (Lost in Space, 1965-1968), onde interpretou o jovem Will Robinson. Ao longo do tempo, as aventuras de Will e o Dr. Smith (Jonathan Harris), sempre orientados pelo Robô, que alertava "Perigo Will Robinson, Perigo", acabaram dominando as histórias da série, o que gerou algum ciúmes com o resto do elenco, apesar do bom relacionamento entre todos.

Perdidos no Espaço

Bill Mumy e Jonathan Harris se tornaram grandes amigos, e o ator mirim considera Harris seu grande mentor na atuação. Eles se visitavam e mantiveram a relação de amizade até a morte de Jonathan Harris, em 2002.


Jonathan Harris e Bill Mumy

Com o final  da série, Bill Mumy estrelou um filme da Disney, Rascal (1969), que não fez muito sucesso. Começando a entrar na puberdade, os convites foram diminuindo.


Em 1971, já adolescente, estrelou Abençoai as Feras e as Crianças (Bless the Beats & Children, 1971), e retornou ao cinema ao 17 anos, quase irreconhecível, no clássico Papillon (Idem, 1973). Mumy interpretava um dos prisioneiros.

Bill Mumy em Papillon

Em 1973 ele também atuou no lacrimoso telefilme Sunshine, Um Dia de Sol (Sunshine, 1973), um dos filmes feitos para a televisão mais bem sucedidos da história. O filme fez tanto sucesso que virou uma série de televisão, em 1975, e tinha Bill Mumy de volta ao elenco. Ele ainda atuou na sequência natalina, Um Dia de Sol no Natal (Sunshine Christmas, 1977).

Cliff DeYoung, Corey Fisher, Bill Mummy e Meg Foster na série Sunshine

Na década de 1980 dedicou-se mais a sua carreira de músico. Junto com o músico Robert Haimer ele montou a dupla Barnes & Barnes, que faziam músicas de paródia. Ele e Haimer se conheceram em uma festa de Halloween na escola, em 1965, e ficaram amigos desde então. A dupla foi criada em 1970.

Mas Barnes & Barnes, que começou como uma brincadeira, começou a fazer um relativo sucesso a partir de 1978. A música Fish Heads fez sucesso em 1980, graças principalmente a um estranho video clipe dirigido pelo então desconhecido Bill Paxton, muito exibido pela MTV na época.


A partir de 1988 Mumy ingressou na banda Seduction of the Innocent, que também tinha o ator Miguel Ferrer no elenco. Na década de 1990, a banda sempre era uma das atrações da Comic Con de San Diego.

Com uma longa carreira como ator de televisão, curiosamente, a única indicação de Mumy ao prêmio Emmy foi como compositor da canção do desenho animado Adventures in Wonderland, em 1992.

Miguel Ferrer e Bill Mumy

Mas a carreira de músico não o afastou totalmente da atuação, o ator esteve nos filmes Um Homem Impossível de Se Amar (Hard to Hold, 1984), No Limite da Realidade (Twillight Zone: The Movie, 1983), Capitão América (Captain America, 1990), Confusão em Dobro (Double Trouble, 1992) e Os Três Desejos (Three Wishes, 1995).

Bill Mumy em Capitão América

Em 1996 ele foi co-criador e roteirista da série de ficção cientifica Space Cases (1996-1998). Ele também atuou em um episódio da série, que lembrava um pouco Perdidos no Espaço. Aliás, Mumy retornou ao espaço na década de 1990, atuando na série Babylon 5 (1994-1998).

Ele também fez uma participação especial em Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine (Star Trek: Deep Space Nine), em 1998.


Bill Mumy em Babylon 5

Bill Mumy em Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine

Na década de 1990 também trabalhou muito como dublador, em animações como O Que Há de Novo Scooby Doo (Scooby-Doo), Ren e Stimpy, Buzz Lightyear Comando Estelar (Buzz Lightyear os Star Command, Animaniacs e Bravos Guerreiros (Bravets Warriors). Ele também foi o narrador oficial da série Biografias (Bography), do canal a cabo Arts & Entertainment Channel. Ele também narrou outros documentários dos canais A&E, Animal Planet, The Sci-Fi Chanel e E!.

Músico talentoso, ele toca banjo, baixo, violão, gaita, teclado, bandolim e percussão, e possuí vários créditos musicais. Já fez turnês com Shaun Cassidy e tocou com a banda de Rick Springfield no filme Um Homem Impossível de Se Amar (Hard to Hold, 1984). Com alguns membros do elenco de Babylon 5 montou a banda The Be Five e já lançou vários álbuns em carreira solo.


Em 2018 ele retornou a televisão, participando do remake de Perdidos no Espaço (Lost Space), feito pela Netflix. Bill Mumy interpretava um personagem chamado Dr. Zachary Smith, em homenagem ao seu amigo Jonathan Harris. Ele reapareceu na série em um episódio, em 2019.

Bill Mumy em Perdidos no Espaço 2018

Bill Mumy frequentemente comparece em eventos e convenções de fãs de Perdidos no Espaço, e já escreveu diversas histórias em quadrinhos. Junto com o ator Miguel Ferrer, criou os personagens Comet Man e Trypto the Acid Dog. Eles também co-escreveram o romance gráfico da Marvel The Dreamwalker. Além de também ter publicado um livro de contos.


Em 2020, ele participo de três episódios da série Space Comands, e continua atuando no cinema e televisão. Casado desde 1986 com Eileen Joy Davis, ele tem um casal de filhos: Seth, nascido em 1989 e Liliana, nascida em 1994.

Liliana Mumy que é atriz, também começou como estrela mirim, atuando no filme Doze é Demais (Cheaper by the Dozen, 2003).

Liliana Mumy

Bill Mumy em família

Bill Mumy atualmente


Um comentário:

  1. PARABENS PELO SITE, E POR POSTS DA VIDA E MORTE DE ARTISTAS, MUITO LEGAL.ABRACAO.

    ResponderExcluir

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil