Guy Williams, nosso herói favorito



Guy Williams será sempre lembrado por seus papéis em duas séries clássicas de televisão, Zorro e Perdidos no Espaço (Lost in Space). Ele também participou de outra série muito querida pelo público, Bonanza, onde interpretou o primo Will Cartwright.

Guy Williams

Guy Williams era o nome artístico de Armando Joseph Catalano, nascido em Nova York, em 14 de janeiro de 1924. Filho de imigrantes italianos, Guy Williams iniciou-se na carreira artística como modelo, posando para campanhas publicadas em revistas importantes como a Vogue e a Harper's Bazar. E foi durante uma sessão de fotos que ele conheceu a modelo Janice Cooper, com quem se casou em 1958.

Janice Cooper e Guy Williams, como modelos

A beleza do rapaz fez com que ele ambicionasse a carreira de ator. E quando um diretor de elenco se recusou a recebê-lo por não ter interesse em um artista latino, seu agente mudou seu nome (Armando Catalano) para um mais americano, sugerindo o nome Guy Williams.

Williams estudou interpretação na Neighborhood Theater, e começou a fazer alguns comerciais para a televisão. Ele mudou-se para Hollywood e estreou no cinema em uma ponta em O Fim ou o Princípio (The Beginning or the End, 1947), na MGM.

Após ficar alguns anos sem filmar, ele fez teste na Universal, que o contratou, mas não lhe deu grandes papéis, deixando-o relegado a pequenas participações em filmes como Bonzo no Colégio (Bonzo Goes to College, 1952), O Aventureiro do Mississippi (The Mississippi Gambler, 1953), Mulher de Fogo (Take Me to Town, 1953) e A Espada de Damasco (The Golden Blade, 1953). 

Sua carreira, ainda no início, foi interrompida quando o ator sofreu um acidente ao cair de um cavalo, e ficou meses hospitalizado.

Apór ter alta, e descontente com as poucas oportunidades em Hollywood, voltou para Nova York e continuou a carreira de modelo. Em 1955 ele voltou a atuar, fazendo um papel melhor em 7 Homens Enfurecidos (Seven Angry Men, 1955), estrelado por Jeffrey Hunter e Debra Paget.


Mas o cinema ainda lhe negava maiores oportunidades. Guy voltou a fazer figurações em filmes como O Tirado da Fronteira (The Las Frontier, 1955) e O Semeador de Felicidade (Sincerely Yours, 1955), este último estrelado pelo pianista Liberace. Sem trabalho no cinema, Williams começou a fazer inúmeras participações na televisão.

Nos próximos dois anos, ele só faria um único filme, Eu Fui um Lobisomem Adolescente (I Was a Teenage Werewolf, 1957), um filme de baixo orçamento que hoje tem o status de cult justamente por ser um filme B. A obra ainda tinha no elenco Kenny Miller e o futuro astro Michael Landon.

Foi então que em 1957 ele soube que os Estúdios Disney começaram a selecionar atores para a série Zorro, e ele resolveu fazer o teste. O diretor Norman Foster gostou de Guy Williams, e queria ele para o papel, mas Walt Disney já havia selecionado o ator Britt Lomond como Zorro. Após dois meses de impasse, Foster convenceu Disney a aceitar Williams, e Lomond ficou com o papel do vilão, o Capitão Monastário.

 Britt Lomond e Guy Williams em Zorro

 Henry Calvin (o Sargento Garcia) e Guy Williams, em Zorro

A série Zorro (Idem, 1957-1961) fez muito sucesso, e transformou Guy Williams em um astro. Além do cachê, ele recebia 2,5% dos lucros da série, o que o deixou rico. Mas em 1961 a série foi cancelada. Disney, porém, tinha pretensões de retomar o projeto, e manteve Williams sob contrato.

O ator continuou fazendo aparições vestindo a roupa de Zorro, como também participou de alguns episódios da série Disnelândia como tal. Mas vendo que a série não retornaria, ele pediu a liberação de seu contrato, que foi aceita. Para compensá-lo pela espera, Disney o escalou para o filme O Príncipe e o Mendigo (The Prince and the Pauper, 1962), que foi filmado em Londres.

 Guy Williams e Sean Scully em O Príncipe e o Mendigo

Williams permaneceu na Europa após as filmagens, atuando em produções de aventura por lá. Na Itália fez Os Valentes Damon e Pítias (Il tiranno di Siracusa, 1962) e na Alemanha estrelou Capitão Sinbad (Captain Sindbad, 1963). Devido a sua presença no velho continente, perdeu algumas chances para atuar em Hollywood.

 Guy Williams em Capitão Sinbad

De volta aos Estados Unidos em 1964, o ator ingressou na popular série Bonanza, que já estava no ar desde 1959. Ao lado de Michael Landon, com quem havia trabalhado no começo da carreira, Guy Williams interpretava Will Cartwright, um primo dos protagonistas.

Lorne Greene e Guy Williams em Bonanza

O ator havia entrado na série para preencher o lugar deixado com a saída de Pernell Roberts, que havia brigado com a produção exigindo um aumento de salário.

A série era um grande sucesso, mas Williams não estava contente com o papel. O clima nos bastidores da produção era pesado devido a briga com Roberts, e ele sofria uma grande pressão ao substituir um personagem tão carismático e querido pelo público. Após participar de alguns episódios, ele pediu para ser afastado do elenco.

Foi então que o produtor Irwin Allen o chamou para trabalhar em seu novo projeto, Perdidos no Espaço (Los in Space, 1965-1968). No início o ator não se interessou pelo papel do Professor John Robinson, o chefe da família Robinson. Mas acabou assinando o contrato ao ver que as gravações ocorreriam em um estúdio perto de sua casa, e ele poderia passar mais tempo com a esposa e filhos.



Guy Williams e June Lockhart seriam os protagonistas da série. Mas com o passar do tempo o público se encantou com o rabugento Dr. Smith (personagem do ator Jonathan Harris). Aos poucos, Harris e o robô Robbie foram roubando o protagonismo, o que causou ciúmes nos astros originais da série.

John Williams e June Lockhart em Perdidos no Espaço

A série durou três temporadas, e apesar do sucesso, não conseguiu competir com outra popular série de televisão, Batman, lançada em 1966. Seu alto custo de produção fez Perdidos no Espaço ser cancelada em 1968.

Marcado demais em duas séries de televisão, Williams não conseguiu se desvincular da imagem de John Robinson e Zorro. Sem convites para novos papéis, resolveu produzir um filme onde retornava ao papel de Zorro, agora mais velho. O filme seria produzido novamente pelos Estúdios Disney, mas eles não chegaram a um acordo sobre o orçamento, e o projeto foi cancelado.

Guy Williams só retornaria a carreira de ator em um filme feito na Bélgica, chamado General Massacre (1973), que acabou sendo seu último trabalho no cinema.

Guy Williams na Argentina

Em 1973 a primeira dama Argentina Isabelita Perón, segunda esposa do presidente Juan Perón, convidou Williams para fazer aparições públicas em seus trabalhos beneficentes pelo país. A série Zorro estava sendo exibida na TV argentina e fazia muito sucesso por lá.

Isabelita ofereceu ao ator a quantia que quisesse, livre de impostos. Williams viajou à Argentina junto de sua esposa Janice e do ator Henry Calvin, o Sargento Garcia na série.

Chegando no país, os atores foram recebidos por uma legião de fãs no aeroporto.

Guy Williams e Henry Calvin, chegando em Buenos Aires

O sucesso no país fez com que Williams passasse a residir no país, indo eventualmente para sua casa em Los Angeles. Com Henry Calvin fez turnês pela América Latina como "Zorro & Sargento Garcia".


Em 1983 ele se separou de Janice Cooper, com quem teve dois filhos. Guy então se casou com a atriz e jornalista argentina Araceli Lisazo.

Enquanto morava no país, recebeu um convite para atuar em um filme que seria chamado Zorro, 20 Anos Depois. Mas quando o filme estava sendo produzido, foi lançado nos Estados Unidos a comédia As Duas Faces de Zorro (Zorro, The Gay Blade, 1981), estrelado por George Hamilton.

O sucesso do filme de Hamilton enterrou o projeto, que temia comparações. Em 1983 a Disney o chamou de volta para protagonizar a série Zorro and Son (Zorro e o Filho). Guy Williams chegou a fazer teste com alguns atores para escolher quem faria seu filho, mas se desinteressou ao ler o roteiro, uma paródia tal como o filme de George Hamilton. O ator Henry Darrow acabou ficando com o personagem.

A série não foi bem sucedida, sendo cancelada após o quinto episódio.

Ainda em 1983 o ator sofreu um derrame, seguido de embolia pulmonar, que o deixou hospitalizado. Após uma longa internação, ele se recuperou sem grandes sequelas. Ele e Arceli se separaram pouco tempo depois, e o ator passou a viver sozinho.

 Guy Williams e Araceli Lizaso

Williams nunca mais trabalhou como ator, e chegou-se a dedicar ao ramo imobiliário por um tempo. E pretendia voltar para os Estados Unidos.

No dia 06 de maio de 1989, seus vizinhos chamaram a polícia devido ao mau cheiro que vinha de seu apartamento. Ao entrar, a polícia encontrou o corpo de Williams, nu, em estado de decomposição. Foi concluído que o ator havia sofrido um aneurisma cerebral ao sair do banho, e que ele havia falecido em 30 de abril daquele ano. Guy Williams tinha 65 anos de idade.

Um de seus filhos então foi para à Argentina, reclamar o corpo do pai, que já havia sido enterrado. Guy Williams então foi cremado, e suas cinzas jogadas no mar, nos Estados Unidos.



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

1 comentário:

  1. uma das séries mais legais da minha infância pena ele não ter vindo ao Brasil.

    ResponderEliminar

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil