Por Onde Anda? O Elenco de Curtindo a Vida Adoidado - Antes e Depois


Lançado em junho de 1986, Curtindo a Vida Adoidado (Ferris Bueller's Day Off, 1986), já se tornou um clássico do cinema. Dirigido por John Hughes, o rei dos filmes adolescentes da década de 1980, o filme era constantemente exibido pela televisão brasileira, e conquistou muitos fãs por aqui.

Com uma história simples, três amigos "matando aula" para aproveitar o dia, Curtindo a Vida Adoidado passa a mensagem de aproveite a vida e os momentos especiais. Com quase 35 anos de existência, ainda consegue ser atual, e quem já viu não resiste em assistir está perola novamente.


Antes e Depois do Elenco de Curtindo a Vida Adoidado


Matthew Broderick (1962)

Matthew recebeu uma indicação ao Globo de Ouro por este filme, e seguiu atuando em muitas produções. Casado com Sarah Jessica Parker desde 1997, esteve recentemente na série Daybreak (2019), da Netflix.


Mia Sara (1967)

A namorada de Ferris Bueller já havia atuado em outro clássico da época, A Lenda (Legend, 1985), mas não emplacou outros sucessos após Curtindo a Vida Adoidado. Ela seguiu atuando em filmes e séries de televisão, mas foi a primeira atriz a interpretar a personagem Arlequina em Live Action, na série de TV Mulher Gato (Birds of Prey, 2002-2003). Aposentou-se após atuar no filme As Bruxas de Oz (Dorothy and the Witches of Oz, 2012).

Mia Sara como Arlequina

Sara foi casada com o ator Jason Connery (filho do ator Sean Connery) e desde 2010 é casada com Brian Henson, filho de Jim Henson, criador dos Muppets. Ela é mãe de dois filhos.


Alan Ruck (1956)

Ruck interpretou Cameron Frye, o melhor amigo de Ferris, e filho do dono da famosa Ferrari vermelha. Com mais de 100 créditos em seu currículo, teve um papel de destaque na série O Exorcista (The Exorcist, 2016-2018), e esteve na premiada Succession (2018-2019). Em 2020 atuou em Freaky - No Corpo de Um Assassino (Freaky, 2020). Casado com a atriz Mireille Enos desde 2008, é pai de quatro filhos.

Em 2020 protagonizou um comercial que relembrava o clássico Curtindo a Vida Adoidado, que pode ser visto aqui.


Jeffrey Jones (1946)

O diretor da escola de Ferris atuou em diversos filmes, e foi indicado ao Globo de Ouro por seu trabalho em Amadeus (Idem, 1984). Foi um popular ator coadjuvante em muitas produções, e esteve brilhante como em Ed Wood (Idem, 1994). Porém, sua carreira sofreu um baque quando o ator foi preso em 2003, por posse de pornografia infantil. Ele ficou cinco anos em liberdade condicional, mas mesmo assim conseguiu voltar a atuar, e esteve na série Deadwood: Cidade Sem Lei (Deadwood, 2004-2006). Seu último filme é de 2019.


Jennifer Grey (1960)

A irmã mais velha de Ferris, ela estrelaria outro clássico da década um ano após Curtindo a Vida Adoidado, Dirty Dancing - Ritmo Quente (Dirty Dancing, 1987), ao lado de Patrick Swayze. Filha do ator Joel Grey (o mestre de cerimônias de Cabaret), se submeteu a uma rinoplastia mal sucedida, que afetou sua carreira. Em 2010 venceu o Dancing With Stars, e ainda atua, mas nunca mais recuperou o sucesso de Dirty Dancing.

Leia mais sobre Jennifer Grey aqui.



Edie McClurg (1945)

A secretária do diretor da escola, é daquelas atrizes que já vimos em vários filmes (ela atuou em mais de 200), mas raramente sabemos o nome. Ela também é dubladora, tendo emprestado sua voz para animações como Frozen (2013) e Zootopia (2016). Em 2013 fez uma participação em Dois Homens e Meio (Two and a Half Men), como a governanta que substitui Berta, após esta se demitir. Quando apareceu na série, Charlie Sheen, seu colega de Curtindo a Vida Adoidado já havia deixado o elenco.

EdieMcClurg em Dois Homens e Meio


Charlie Sheen (1965)

Charlie Sheen, filho do grande ator Martin Sheen (e irmão do ator Emilio Estevez), faz apenas uma participação especial no filme, como um "bad boy" preso na delegacia. Ele se tornou um grande astro, emplacado diversos filmes e séries, incluindo Dois Homens e Meio (Two and a Half Men), da qual foi demitido, apesar de ser o astro principal.

Com uma vida desregrada e cheia de polêmicas, ainda atua em diversas produções.


Cindy Pickett (1947)

A mãe de Ferris Bueller continua atuando. Ela esteve na série Age of the Living Dead (2018) e em 2020 atuou no filme Chasing the Rain.


Lyman Ward (1941)

O pai de Ferris Bueller tem mais de 100 créditos em seu currículo, mas se aposentou em 2015.


Ben Stein (1944)

O professor de economia, famoso por fazer a chamada e perceber que Ferris está ausente também tem diversos créditos no currículo, e trabalha bastante também como dublador.


Kristy Swanson (1962)

Kristy Swanson foi uma estrela juvenil nas décadas de 1980 e começo de 1990, tendo protagonizado o terror A Maldição de Samantha (Deadly Friend, 1986), Manequim: A Magia do Amor (Mannequin: On the Move, 1991) e foi a primeira Buffy, a Caça Vampiros, no filme de 1992.

Mas poucos lembram que ela atuou em Curtindo a Vida Adoidado. Kristy faz um pequeno papel, como uma colega de classe de Ferris Bueller. Entre 2011 e 2014 esteve na série Psych (2011-2014), e ainda atua, normalmente em filmes independentes.

Kristy Swanson em Curtindo a Vida Adoidado




0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil