Por onde anda? O elenco de Querida, Encolhi as Crianças



Em 1989 os Estúdios Disney lançaram Querida, Encolhi as Crianças (Honey, I Shrunk the Kids, 1989), que fez um enorme sucesso de bilheterias.

No filme, o cientista Wayne Szalinski (Rick Moranis) constrói uma máquina, que acidentalmente encolhe seus filhos (e o dos vizinhos também), que passam por uma série de aventuras e perigos no jardim da família, com direito a enfrentar regadores de água e formigas "gigantescas".



O filme ganhou vários prêmios nas categorias de efeitos especiais em festivais de cinema pelo mundo, e teve duas sequências, Querida, Estiquei o Bebê (Honey, I Blew Up the Kid, 1992) e Querida, Encolhi a Gente (Honey, We Shrunk Ourselves, 1997).

Também foi feito um curta-metragem, Honey, I Shrunk the Audience (1994), com o elenco original.

Em 2019, a Disney anunciou um remake da obra, tendo o diretor Joe Johnsnton, o diretor original do filme, de novo no comando da produção. Porém, sem o elenco original.

Marcia Strassman (1948-2014)


Marcia Strassman interpretou Diane Szalinski, a mãe da família. A atriz estreou em 1964 na série The Paty Duke Show, e participou também do segundo filme da série. Ela faleceu em 2014, aos 66 anos de idade, vítima de câncer de mama.


Robert Olivieri (1978)


Interpretou Nick, o filho dos Szalinski, que quase é engolido em uma tijela de cereais, abandonou o cinema em 1994. Ele formou-se na faculdade, casou-se e tornou-se um pai de família, e vive bem longe dos holofotes.


Amy O'Neill (1971)


A filha mais velha dos Salzinsky deixou a carreira cinematográfica em 1994, mas passou a trabalhar como artística performática em circos. Retornou ao cinema em 2016, com pouca projeção. Ela também atuou em um curta-metragem em 2019.


Thomas Wilson Brown (1971)


Interpretou Russ Thompson, o filho mais velho dos vizinhos, que também acaba sendo encolhido pela engenhoca construída por Wayne. Ele ainda atua, e esteve em filmes como Pearl Harbor (Idem, 2001). Atualmente ele está filmando Last Three Days, ainda não lançado.


Jared Rushton (1974)


Já era um veterano ator mirim quando atuou neste clássico. Ele é também lembrando como o amigo de Tom Hanks em Quero Ser Grande (Big, 1988). Deixou de atuar em 2000, e atualmente trabalha como músico.


Matt Frewer (1958)


O vizinho Big Russ Thompson, tem mais de 100 créditos em sua carreira. Atualmente interpreta o personagem Logan na série Fear the Walking Dead.


Kristine Sutherland (1955)


A vizinha que tem os filhos encolhidos, esposa de Big Russ. Também é lembrada como Joyce Summers, a mãe de Buffy em Buffy: A Caça-Vampiros (Buffy the Vampire Slayer, 1997-2003). Atualmente está filmando Before/During/After, ainda não lançado.


Carl Steven (1974-2011)

O vizinho Tommy Pervis. Atuou muito quando criança, como ator e dublador. Deixou de atuar em 1996, e foi preso por roubo em 2000. Ele morreu de overdose, na prisão, aos 36 anos de idade.


Joshua e Daniel Shalikar (1988)


Os gêmeos interpretaram o bebê Adam na sequência do filme, Querida, Estiquei o Bebê (Honey, I Blew Up the Kid, 1992), seu único trabalho no cinema.


Rick Moranis (1953)

Rick Moranis foi um dos atores mais bem pagos de Hollywood na década de 80, e esteve em sucessos como Os Caça-Fantasmas (Ghostbusters, 1984), S.O.S.: Tem Um Louco Solto no Espaço (Spaceballs, 1987) e Os Flintstones: O Filme (The Flintstones, 1994).


Em 1989, enquanto filmava Querida, Encolhi as Crianças, sua esposa Ann Belsky (com quem se casou em 1986), descobriu que tinha câncer de mama. Ann, que era maquiadora, faleceu em 1991.

Viúvo e com dois filhos pequenos, Moranis foi deixando a carreira para passar mais tempo com a família. Ele fez seu último filme em 2003. Após a aposentadoria, fez alguns poucos trabalhos com dublagem.

Em 2013 durante uma entrevista ao programa de rádio Bullseye with Jesse Thorn, em Los Angeles, ele comentou porque deixou o cinema:
“A minha opção de ser um pai que fica em casa com os filhos talvez não tivesse tanto significado se eu fosse uma pessoa comum e de repente decidisse: ‘Sabe o quê? Eu preciso ficar mais tempo em casa. Eu vou fazer isso em tempo parcial e então trabalhar fora de casa e fazer isso e aquilo’. Ninguém se importaria com isso. Mas porque eu era uma celebridade e estava no auge da carreira, minha decisão era intrigante para as pessoas, mas não para mim. Não tinha nada a ver com isso. Era somente o meu trabalho e era hora de eu fazer um ajuste. Eu não joguei fora minha criatividade. Eu a apliquei em minha casa, aos meus filhos e à minha família. Sou a mesma pessoa. Não mudei. Eu só mudei o meu foco”.
Rick Moranis atualmente


Curta nossa página no Facebook 
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil