18 anos sem o irreverente Jorge Lafond. Êpaaa!


A alegria e irreverência do ator e bailarino Jorge Lafond fez dele uma das figuras mais midiáticas do Brasil nas décadas de 1980 e 1990. Mais conhecido por seu trabalho como comediante, Lafond criou a inesquecível personagem Vera Verão, famosa pelo seu bordão "Êpaaaa, bicha não!"

"Lafond rompeu barreiras. Negro, artista e gay em uma época que tudo era mais difícil...", conforme as palavras de Zezé Motta. "Eterno! Abriu portas!".


Jorge Luiz Souza Lima nasceu em Nilópolis, Rio de Janeiro, em 29 de março de 1952. Em entrevista a Revista Raça, contou que aos seis anos de idade já tinha consciência que era homossexual. De origem humilde, começou a trabalhar aos dez anos de idade, em uma oficina mecânica. Na sua folga, nos finais de semana, trabalhava com a mãe em parques de diversões.

Mas sonhando em ser artista, estudou balé clássico e dança africana, e chegou a trabalhar com a lendária Mercedes Batista. Na faculdade, formou-se em teatro.


Lafond começou a se apresentar em boates e cabarés do Rio de Janeiro, dançando em casas de show elegantes em Copacabana e inferninhos decadentes na Praça Mauá. Contratado por Haroldo Costa, viajou para o exterior para se apresentar como bailarino, se apresentando nos Estados Unidos e diversos países da Europa. Ele tinha dezessete anos quando foi contratado por Costa, com quem permaneceu trabalhando por dez anos.


Em 1974 ingressou no corpo de bailarinos do Fantástico, na Rede Globo. Em 1981 passou a fazer quadros humorísticos no programa Viva o Gordo, e em 1984 trabalhou no especial Plunct Plact Zuuum.

Em 1984 participou da novela Voltei Pra Você, mas ficaria famoso ao interpretar Bob Bacall na novela Sassaricando (1987).

Jorge Lafond em Sassaricando

Lafond havia estreado no cinema como dançarino no filme Rio Babilônia (1982). Também atuou nos filmes Bar Esperança (1983), Bete Balanço (1984), Rock Estrela (1986), Leila Diniz (1897) e Sonhei com Você (1988).

Jorge Lafond em Bette Balanço

Em 1989 interpretou o lendário Madame Satã na novela Kananga do Japão (1989), na TV Manchete, e no ano seguinte ingressou no elenco do programa Os Trapalhões, já sem o humorista Zacarias. Um de seus papéis marcantes era do do Soldado Divino, o primo de Mussum, no quartel do Sargento Pincel.


Jorge Lafond em Os Trapalhões

Lafond já era famoso, mas a consagração veio em 1992, quando criou a personagem Vera Verão no programa A Praça é Nossa, no SBT. Ele faria a personagem até a sua morte, em 2002.


O artista também era grande destaque nos desfiles de carnaval do Rio de Janeiro, normalmente causando polêmica em suas fantasias.


Em 10 de novembro de 2002 o ator participava do programa Domingo Legal, apresentado por Gugu. Lafond foi retirado do palco para uma apresentação do Padre Marcelo Rossi, e quando o padre deixou o palco, Lafond se recusou a voltar ao programa.

Pouco tempo depois, em 28 de dezembro daquele ano, o artista foi internado em um hospital com problemas cardíacos. Durante a internação, teve problemas renais e precisou fazer diálise. Mas Jorge Lafond não resistiu, ele morreu em 11 de janeiro de 2003, após sofrer um infarto fulminante.


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil