Quando Michael Jackson (e os Jackson Five) cantaram na TV Tupi


Nas décadas de 50 e 60, grandes nomes da música e cinema internacional passaram pelos estúdios da televisão brasileira, como Marlene Dietrich, Louis Armstrong, Edith Piaf, Gene Nelson (Batmasterson) e muitos outros, geralmente trazidos pela TV Record.

A TV Tupi também trouxe grandes nomes, como Les Paul, Della Resse e Julie London, e em setembro de 1974 foi a vez de apresentar um show exclusivo, gravado em seus estúdios, do conjunto Jackson Five, com o jovem Michael Jackson, então com 16 anos de idade, como vocalista.

O Brasil conhecia muito bem o quinteto Jackson Five, principalmente devido ao sucesso do desenho animado protagonizado pelos irmãos Jackson, que era também era exibido no país. E em 1974 o grupo veio ao Brasil em uma turnê.


Na verdade, o público brasileiro viu um conjunto de seis integrantes. Com Michael Jackson passando pela mudança de voz, devido a adolescência, o irmão mais novo do cantor, Randy, com 12 anos de idade, ingressou no conjunto, para dar suporte com uma voz mais suave.


Os irmãos Jackson vieram ao país acompanhados do pai e empresário, Joe Jackson. Eles fariam uma turnê em diversas cidades brasileiras, e precisavam também de um especial local de televisão, para divulgar os shows. A Rede Globo, maior emissora em audiência na época não se interessou, e o produtor Solano Ribeiro acabou levando os rapazes para um especial na TV Tupi.

 Coletiva brasileira do Jackson Five


Apesar de ter recebido grandes nomes internacionais, o Brasil ainda não tinha tradição de shows para grandes públicos, em estádios. Os artistas que vinham ao país costumavam cantar em boates, como a do Copacabana Palace, e teatros com um público mais reduzido.

O primeiro grande show em um estádio havia ocorrido apenas um anos antes, quando Carlos Santana veio ao país. E após Alice Cooper enlouquecer o público no estádio do Anhembi, em 1974, o governo militar começou a fiscalizar mais as apresentações internacionais. Então a turnê dos Jackson Five foi acompanhada de um enorme aparato policial.

Mesmo assim, houve tumulto durante o show em Brasília. Os irmãos também se apresentaram em São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro, viajando de ônibus durante a turnê.




Na televisão, o juizado de menor norte-americano não permitia que o grupo trabalhasse após as 22 horas. Havia até uma representante do juizado acompanhando a turnê, Miss Rose Fine. Porém, a emissora só possuía três câmeras em cores, que eram usadas para gravar toda a sua programação e para a produção das novelas, e era inviável terminar um programa antes deste horário.

Um produtor então alegou que como os garotos eram de Los Angeles, devido ao fuso horário, as 22 horas brasileiras equivaliam as 18:00 horas nos Estados Unidos. Sob uma gargalhada, a representante do juizado acabou autorizando que o show começasse as 22 horas, mas não poderia passar das 23:30.

Tony Tornado foi o apresentador, mas quase não havia platéia no estúdio, devido a um surto de meningite que atingia o país na época. O estúdio também não tinha ar condicionado, e os astros do Jackson Five tiveram que encarar o calor do verão brasileiro. Apesar de todos os problemas, os produtores lembram que o grupo era estremamento disciplinado, o que surpreendeu a equipe, diante de artistas adolescentes.

Infelizmente, a fita do programa se perdeu em um incêndio, e restaram apenas pouco mais de um minuto e meio do show, que está guardado no acervo da Cinemateca Brasileira, e pode ser conferido abaixo.

No ano seguinte, Michael Jackson passaria a cantar em carreira solo, e tornaria-se o "Rei do Pop" mundial. Jackson morreu em 2009, com apenas 50 anos de idade.


Confira os Jackson Five na TV Tupi


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Publicar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil