Morre o barítono Claude Heater, o artista que interpretou Jesus em Ben-Hur (1959)


Morreu no dia 28 de maio o tenor norte-americano Claude Heater. Além da carreira de cantor lírico, o artista interpretou Jesus Cristo no clássico Ben-Hur (Idem, 1959), embora seu rosto não apareça no filme. Heater tinha 92 anos de idade.


Claude Lewis Heater nasceu em Oakland, Califórnia, em 25 de outubro de 1927. Heater teve uma trajetória interessante, ainda criança assistiu uma apresentação da ópera Fausto, e ficou encantando. Porém, ao chegar na idade do serviço militar, tornou-se barbeiro dos fuzileiros navais.

Após dar baixa, começou a estudar canto, e começou a cantar no coro dos missionários da Igreja Mórmon. Em 1952, ele participou de um concurso de canto, onde foi vencedor, e com o dinheiro do prêmio, foi para Milão, se especializar no canto lírico.


Ele ganhou notoriedade nos palcos da ópera na Alemanha, e foi convidado pelo maestro Herbert von Karajan para trabalhar em Viena. 

Claude Heater e Montserrat Caballé

Em 1958 o produtor Henry Hennigson assistiu a uma apresentação do artista, em Roma, e convenceu William Wyler e o produtor Sam Zimbalist que ele deveria interpretar Jesus em Ben-Hur (Idem, 1959), que estava em fase de produção. A colunista Louella Parsons escreveu que Hollywood precisou ir à Roma para encontrar um rapaz de Oakland.

Claude Heater fazendo teste de figurino de Ben-Hur

William Wyler e Claude Heater

Heater deixou de cantar na década de 60, mas em 1970 atuou em uma versão de Tristão e Isolda, feita para a televisão belga. 

Claude Heater era casado, e tinha dois filhos. O artista faleceu após uma longa batalha com uma doença cardíaca, aos 92 anos de idade.



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Publicar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil