Cantor Venilton Santos, da Era de Ouro da Rádio Nacional, morre aos 94 anos de idade


Morreu no dia 11 de maio o cantor Venilton Santos, um dos últimos cantores da Era de Ouro do Rádio Brasileiro, que ainda estava entre nós. O cantor tinha 94 anos de idade. O artista havia sofrido um AVC há alguns meses, e estava em tratamento.


Nascido no Rio de Janeiro, em 30 de maio de 1925, Venilton Santos foi secretário da cantora Marlene, e por influência da "patroa" iniciou sua carreira de cantor, gravando seu primeiro disco em 1951. Em 1953 Marlene e Luis Delfino foram seus padrinhos de casamento.

Marlene e Venilton Santos

Em 1952 Venilton se tornou o primeiro interprete a gravar Luiz Vieira, com a canção Briguei Com Ela (de Vieira e Ubirajara Santos).

Ouça Briguei com Ela

Contratado pela Rádio Nacional, foi um artista muito requisitado na década de 50, e como era comum na época, apareceu cantando seus sucessos no cinema brasileiro.




No cinema, estreou no filme Vamos Com Calma (1956), de Carlos Manga. No ano seguinte, ainda com Manga, apareceu em Garotas e Samba (1957). E com José Carlos Burle fez Quem Roubou Meu Samba? (1959), todos comédias carnavalescas, as populares "chanchadas". Em 1954 também gravou uma canção que foi incluída na trilha sonora de Mãos Sangrentas (1954), filme brasileiro estrelado pelo mexicano Arturo de Córdova.

Na televisão, Venilton Santos foi cantor contratado da TV Rio, no começo da década de 60.

Venilton Santos em Quem Roubou o Meu Samba?




0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil