Ator Barry Coe, o astro contratado e demitido de Bonanza, morre aos 84 anos


Morreu o ator Barry Coe, aos 84 anos de idade. Vencedor do Globo de Ouro de Ator Mais Promissor do ano de 1960, o ator é mais lembrado por sua atuação em A Caldeira do Diabo (Peyton Place, 1957) e por ter sido contratado para ser "o quinto irmão Cartwright" em Bonanza, apesar de ter sido demitido após gravar um único episódio.


Barry Clark Heacock, seu nome verdadeiro, nasceu em 26 de novembro de 1934, em Los Angeles, Califórnia. Seu pai, Francis Elmer Frank Heacock, era escritor e publicitário da Warner Brothers, mas faleceu em um acidente de carro em 1940, quando o ator tinha cinco anos de idade.

Sua mãe casou-se novamente, e o menino foi rebatizado para Joseph Spalding Coe, o nome de seu padrasto. Quando cursava a faculdade, Coe foi descoberto durante uma viagem com seus colegas de fraternidade por um olheiro da Fox, que lhe ofereceu um contrato.



Ele estreou em um pequeno papel, não creditado, em Casa de Bambu (House of Bamboo, 1955). Ele seguiu atuando em papéis menores em filmes como Como Usar as Curvas (How to Be Very, Very Popular, 1955), No Limiar do Espaço (On the Threshold of Space, 1956) e O Dia "D" (D-Day the Sixth of June, 1956). Em 1956 ele ainda faria um pequeno papel em Ama-me Com Ternura (Love Me Tender, 1956), estrelado por Elvis Presley.

Foi somente em 1957 qyue a Fox lhe deu uma grande chance, ao lhe dar o papel de Rodney Harrington, o personagem que seduz Terry Moore  no clássico A Caldeira do Diabo (Peyton Place, 1957).

Terry Morre e Barry Coe em A Caldeira do Diabo

Após fazer um papel de apoio em Estigma da Crueldade (The Bravados, 1958), estrelado por Gregory Peck e Joan Collins, Coe co-estrelou Recrutas e Enxutas (A Private's Affair, 1959), novamente ao lado de Terry Moore, e contracenando ainda com Sal Mineo e Barbara Eden.

Gary Crosby, Barbara Eden, Barry Coe e Sal Mineo em Recrutas e Enxutas

Por seu papel ele recebeu um Globo de Ouro de Ator Mais Promissor do Ano de 1960, prêmio dividido com os atores James Shigeta, Troy Donahue e George Hamilton.

Mas o prêmio não o transformou em astro, e ele voltou a papéis de coadjuvantes, como na comédia Beijos que Não se Esquecem (But Not For Me, 1959), estrelado por Clark Gable e Lili Palmer. No filme, Barry Coe fazia o namorado da atriz Carroll Baker. Ele também apoiou Alan Ladd no western A Senda do Ódio (One Foot in Hell, 1960).

Barry Coe, Carroll Baker e Clark Gable em Beijos que Não se Esquecem 

Coe teve um papel de destaque na aventura O Mago de Bagdad (The Wizard of Baghdad, 1960), ainda na Fox, e depois migrou para televisão, onde fez sucesso na série Follow the Sun (1961-1962). 

Barry Coe em O Mago de Bagdad

Em 1962 o ator Pernell Roberts já demonstrava insatisfação com seu trabalho na série Bonanza, e ameaçava deixar o elenco. Barry Coe então foi contratado para ser o "quinto irmão Cartwright", que seria introduzido para já ir ocupando o papel de Roberts (que deixaria a série pouco tempo depois). Na verdade, ele não era um Cartwright, mas  sim um meio irmão, por parte de mãe, de Little Joe (papel de Michael Landon).

Michael Landon e Barry Coe em Bonanza

Mas o ator Michael Landon não gostou de dividir as atenções com o novo galã, e ameaçou deixar a série caso ele fosse efetivado. Barry Coe então participou apenas de um episódio da série. No final de sua participação, seu personagem alegou que não poderia deixar seus compromissos para viver a vida em Ponderosa, apesar do convite do patriarca da família.

Ainda em 1962 ele foi um dos soldados em Os 300 de Esparta (The 300 Spartans, 1962), mas sua carreira começa a decair. O ator então fez participações em algumas séries de televisão, e papéis menores em seus filmes seguintes, como em Viagem Fantástica (Fantastic Voyage, 1966).

Diane Baker e Barry Coe em Os 300 de Esparta

No começo da década de 70, já com a carreira em baixa, aceitou filmar o terror Um Minuto Antes da Morte (Onde Minute Before Death, 1972), feito no México. No filme, onde fez seu primeiro protagonista, ele contracenava com a atriz Wanda Hendrix, uma antiga promessa da Warner, que como ele, nunca atingiu o estrelato. Barry Coe ainda faria mais um filme no México.

Sua carreira na década de 70 já estava em franca decadência, e o ator ficou mais lembrado por estrelar uma série de propagandas publicitárias para uma rede de veículos neste período. Em 1977 Barry Coe foi figurante em MacArthur, o General Rebelde (MacArthur, 1977) e após atuar em Tubarão 2 (Jaws 2, 1978), ele resolveu abandonar a vida artística, passando a trabalhar como representante de vendas de suplementos naturais.

Barry Coe em Tubarão 2

Barry Coe morreu em consequência da síndrome mielodisplásica, uma doença sanguínea, no dia 16 de julho de 2019, mas sua morte só foi divulgada em 05 de agosto. Ele tinha 84 anos de idade.

Leia também:  Sal Mineo, o doce rebelde


Curta nossa página no Facebook 
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil