Dina Merrill, a atriz mais rica de Hollywood



Nascida em Nova York, em 29 de dezembro de 1923,  Nedenia Marjorie Hutton, nasceu em uma das famílias mais abastadas dos Estados Unidos. 

Desde cedo foi figura proeminente da sociedade de Nova York, mas foi uma socialite discreta, sem projeções escandalosas. A contragosto dos pais, abandonou a faculdade para cursas artes dramáticas, e estreou na Broadway em The Mermaid Singing (1945).






Dina afastou-se da vida artística por um tempo, para criar seu primeiro filho, retornando a atua na segunda metade da década de 50. Estreou no cinema em Amor Eletrônico (Desk Set, 1957), comédia com a dupla Katharine Hepburn e Spencer Tracy.


Dina Merrill, Sue Randall, Katharine Hepburn, e Joan Blondell


Com seu tipo fino e elegante, foi anunciada pelos estúdios como "A Nova Grace Kelly", tentando fazer dela a substituta da atriz que deixará o cinema no ano anterior para casar-se com o príncipe de Mônaco. Mas seu tipo físico e sofisticado nunca lhe permitiu papéis muito desafiadores.

Em seguida estrelou Como Roubar um Banco (A Nice Little Bank that Should Be Robbed, 1958) ao lado de Mickey Rooney e Tom Ewell A Canoa Furou (Don't Give Up the Ship, 1959), com Jerry Lewis.


Cartaz de Como Roubar Um Banco


Dina Merrill e Jerry Lewis em A Canoa Furou


Em seguida Dina fez o papel pelo qual é mais lembrada, na comédia Anáguas a Bordo (Operation Petticoat, 1959), onde fez par romântico com Tony Curtis.


Tony Curtis e Dina Merrill em Anáguas à Bordo



A atriz também fez papéis coadjuvantes em filmes como Disque Butterfield 8 (Butterfield 8, 1960) e Peregrino da Esperança (The Sundowners, 1960), e protagonizou Juventude Selvagem (The Young Savages, 1961), de John Frankenheimer Começou Em Tóquio (Twenty Plus Two, 1961).


Elizabeth Taylor e Dina Merrill em Disque Butterfield 8


Dina Merrill e Burt Lancaster em Juventude Selvagem


David Janssen e Dina Merrill em Começou Em Tóquio 



Na década de sessenta passou a atuar mais esporadicamente, fazendo aparições em séries de televisão. Em 1966 casou-se com o ator Cliff Robertson, com quem ficou casada até 1989. Com ele fez uma dupla de vilões no seriado Batman, onde ela vivia a Calamity Jan.


Dina Merrill e Clift Robertson em Batman


Dina Merrill da atuou em filmes como Papai Precisa Casar (The Courship of Eddie's Father, 1963) e Bom Mesmo é Amar (I'll Take Sweden, 1965). Mas passou a dedicar seu tempo mais à causas beneficentes. Como seu filho sofria de diabetes, criou uma fundação para arrecadar fundos para pesquisar tratamentos para a doença. Também foi uma benemérita das artes, doando e arrecadando fortunas para manter museus de Nova York e companhias teatrais.



Dina Merrill e Bob Hope em Papai Precisa Casar


Em 1989 ela casou-se com o ex ator Ted Hartley, e com ele comprou os estúdios da RKO, e produziram alguns filmes, como Poderoso Joe (Mighty Joe Young, 1998), no qual ela também atuou. Dina Merrill nunca deixou de representar, fazendo pequenas participações em filmes e séries. 


Dina Merrill em Em Diga-me o Que Você Quer (Just Tell me What You Want, 1980)


Elizabeth Taylor e Dina Merrill em evento beneficente, em 1989



Herdeira de uma fortuna, seu pai era banqueiro Dina também era acionista da Colgate Palmolive (empresa de seu primeiro marido) e tinha uma fortuna avaliada em cinco bilhões de dólares, fazendo dela a atriz mais rica do cinema. Seu último filme foi uma participação em Acima de Qualquer Suspeita (Beyond a Reasonable Doubt, 2009). Em 2011 afastou-se da vida pública, devido seu estado de saúde debilitado por demência.

A atriz morreu no dia 22 de maio de 2017, aos 93 anos de idade.



0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil