A conturbada e trágica vida do ator Christian Brando, o filho de Marlon Brando


Morto aos 49 anos de idade, Christian Brando teve uma carreira de ator muito menos sucedida que de seu pai, o lendário ator Marlon Brando. Com uma vida tumultuada, ele ficou mais famoso pelas notícias negativas, que incluem a prisão por matar o namorado da irmã. Após cumprir pena, ele foi novamente suspeito de assassinato, mas foi inocentando posteriormente.


Christian e Marlon Brando

Christian Brando


Christian Devi Brando nasceu em Los Angeles, em 11 de maio de 1958. Ele é filho da atriz Anna Kasfi, a terceira esposa de Marlon Brando, e era um dos 11 filhos do aclamado ator de Hollywood. Seu nome foi dado em homenagem ao diretor Christian Marquand, amigo pessoal do ator.

Durante sua infância, Christian fez alguns pequenos papéis no cinema, atuando em Papai Não Sabe Nada (Take Her, She's Mine, 1963), Diário Íntimo de Uma Mulher (The Secret Life of An American Wife, 68) e O Abilolado Endoidou (I Love You, Alice B. Toklas!, 1968). Curiosamente, nenhum dos filmes contava com seu famoso pai no elenco.




Anna Kashfi, sua mãe, havia feito sucesso quando chegou em Hollywood devido a sua história de vida incrível, ela era uma figura exótica, vinda de um orfanato na Índia. Logo a jovem estrela hindu conquistou Marlon Brando, com quem a atriz se casou em 1955.

Mas em 1958, pouco tempo depois de dar à luz a seu filho, Christian, seu pai apareceu, contando na mídia que sua história era uma grande mentira, e ela era uma moça simples, filha de operador de trens da Inglaterra.

O casamento de Brando e Kashfi terminou em 1959. O ex casal logo iniciou uma longa e hostil batalha judicial pela guarda do menino. Quando Christian Brando tinha 13 anos de idade, sua guarda foi entregue para o pai, pois Anna Kashfi foi considerada emocionalmente instável, e era acusada de abusar do álcool e drogas.

Mas Marlon Brando era um pai ausente, e o menino foi criado por babás e empregados. O ator teve inúmeros relacionamentos com várias mulheres, com quem teve vários filhos. Anos mais tarde, Christian disse em uma entrevista "a família mudava constantemente, eu sentava na mesa do café da manhã e dizia 'quem é você?'".


Marlon Brando, Christian (em pé na árvore) e um irmão, na ilha de Brando no Tahiti

Em 1972, enquanto Marlon Brando filmava o polêmico O Último Tango em Paris (Last Tango in Paris, 1972), na França, Anna Kashfi mandou sequestrar o filho. Ela pediu para um grupo de amigos roubarem o garoto, com 14 anos na época. A ex atriz prometeu 10 mil dólares para a gangue, e em troca eles o levariam para uma comunidade hippie, onde permaneceria escondido do pai.

Mas ela não pagou os sequestradores, que esconderam o garoto em um cativeiro. Marlon Brando contratou uma agência de detetives, que encontraram Christian, doente e com pneumonia. Anna Kashfi foi presa na fronteira com o México, e perdeu os direitos de ter contanto com o filho.

Na adolescência, Christian abandonou a escola, começou a beber e usar LSD. Ele fugiu de casa e foi morar com amigos da família, e mais tarde Marlon Brando apoiou a decisão, visitando o rapaz ocasionalmente.

Em 1988 ele voltou a atuar, em produções de baixo orçamento. Em 1988 ele estrelou o filme italiano La Posta in Gioco (1988), e eventualmente usou o nome artístico de Gary Brown. Ele ainda atuaria em Unmasked Part 25 (1988) e Wishful Thinking (1990).



Em 1990 Christian Brando voltou a ser notícia nos tabloides, após matar Drag Drollet, marido de sua irmã Cheyenne Brando (filha da atriz Tarita), na casa de seu pai. Cheyenne havia dito ao irmão que o marido era abusivo, e que era constantemente agredida, mesmo estando grávida.

Christian confrontou Drolett, e durante uma discussão acabou atirando no cunhado, que morreu imediatamente. O filho de Marlon Brando, entretanto, foi acusado de homicídio premeditado, mas os promotores acabaram mudando a acusação porque Cheyenne, a única testemunha, se recusou a depor no tribunal, mas negou que era agredida pelo esposo.

Marlon Brando depôs em favor do filho, e as lágrimas declarou: "eu falhei como pai". Cheyenne, permanecia internada em uma clínica psiquiátrica, após duas tentativas de suicídio.


Marlon Brando e Christian Brando durante o julgamento

Em 1991 Christian foi condenado a 10 anos de prisão, por homicídio culposo, mas foi solto após 5 anos de pena. Sua irmã, Cheyenne, se matou em 1995, um ano antes do irmão deixar a cadeia. Ela tinha apenas 25 anos na época.

Após ser solto, Christian mudou-se para Washington, e começou a fazer uma faculdade. Ele arrumou um emprego como cortador de árvores, e fazia projetos de solda artística. Mas em 2001 ele voltou a ser suspeito de outro assassinato.

Brando havia se relacionado com Bonnie Lee Bakley, esposa do ator Robert Blake (o astro de Baretta). Bonnie estava grávida, e havia dito para Blake e para Brando que ambos eram o pai da criança (os exames de DNA provaram mais tarde que o filho era de Robert Blake).

Bonnie foi assassinada, aos 44 anos de idade, e haviam gravações de Brando ameaçando-a de morte. Porém, Robert Blake acabou sendo condenado pela morte, mas foi absolvido no julgamento criminal algum tempo depois.


Robert Blake e Bonnie Lee Blake

Em 2004 Christian Brando se casou com uma atriz chamada Deborah Presley, que alega ser filha ilegítima de Elvis Presley. O casamento durou pouco, e foi anulado após 10 semanas. Deborah entrou com o pedido anulação acusando Brando de violência doméstica.

Pouco tempo depois, ele condenado a liberdade condicional, e obrigado a se internar em uma clínica de desintoxicação. Em dezembro de 2005, pouco tempo depois de deixar a clínica, Deborah entrou com uma ação judicial contra o filho de Marlon Brando, após ele invadir a sua casa e a agredir novamente.

Algum tempo depois, enquanto o processo ainda se arrastava, Christian Brando morreu de pneumonia em 26 de janeiro de 2008, aos 49 anos de idade.


Christian Brando e Debora Presley



Veja também: Mães e Filhas Atrizes


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram


4 comentários:

  1. Que história triste. Pela matéria, concluímos 2 coisas:
    1°- Família é a base de tudo. A confissão de seu pai no julgamento é muito forte.
    2°- Não use drogas e eu me refiro as drogas lícitas também (bebidas, cigarros, etc) que são a "porta de entrada" pra outros entorpecentes ainda mais devastadores (LSD no caso dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, existem muitos sofrimentos nesta vida. A gente nem imagina o que muitas pessoas passam. Acho que deve_se pensar muito antes de ter filhos, pois às vezes esse ser já vem condenado . Meu Deus, tenha misericórdia !!!

      Excluir
  2. Realmente escolhas erradas e o envolvimento com drogras fizeram o Christian trilhar este triste caminho.

    ResponderExcluir

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil