Peter Robbins, o dublador original do Charlie Brown, comete suicídio aos 65 anos de idade


O ex ator mirim Peter Robbins, o dublador original do Charlie Brown nas animações do Snoopy, cometeu suicídio no começo de janeiro, mas sua morte foi divulgada apenas no dia 25. O ator tinha 65 anos de idade e a data exata de sua morte não foi divulgada.


Os dubladores mirins de Snoopy, Peter Robbins dava vida ao Charlie Brown

Nascido em Los Angeles, em 10 de agosto de 1956, e era irmão da atriz Ahna Capri, que também começou a atuar ainda na infância, mas ficou mais famosa como a sedutora Tania no clássico de artes marciais Operação Dragão (Enter the Dragon, 1973), estrelado por Bruce Lee.

Peter estreou no cinema na comédia Operação Matrimônio (A Ticklish Affair, 1963), e apareceu em muitas séries de televisão, antes de começar a dublar o Charlie Brown, em 1965.

Em 1964 ele fez uma participação marcante na série Os Monstros (The Munsters), interpretando o pequeno Elmer, um menino que Herman Monstro acredita ser seu novo filho.


Petter Robins na série Os Monstros


Peter dublou Charlie Brown até 1969, mas sua voz foi reaproveitada em outas animações futuramente. Por seu trabalho na animação, recebeu quatro indicações ao Grammy, mas nunca venceu nenhum.

Entre 1968 e 1969 ele também fez parte do elenco da série Blondie.


Peter Robbins, segurando o cachorro, na série Blondie

No cinema, ainda atuou em Por Um Momento de Amor (Momento to Moment, 1966), And Now Miguel (1966) e Marinheiros Desastrados (The Boatniks, 1970). Ele parou de atuar em 1972, e posteriormente trabalhou no setor imobiliário.


Peter Robbins e Pat Cardi em And Now Miguel


Na vida adulta, como muitas antigas estrelas mirins, teve problemas com drogas e álcool, e foi preso algumas vezes por porte de entorpecentes e violência doméstica. Em 2015, foi condenado por violar sua liberdade condicional ao enviar cartas ameaçadoras ao síndico do condomínio onde residia e foi condenado a cinco anos de prisão.

Mas após uma avaliação psicológica, foi diagnosticado com transtorno bipolar e esquizofrenia, e foi transferido para um hospital psiquiátrico, onde cumpriu 80% da pena, até ser libertado em 2019.







Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil