Lina Wertmüller, primeira diretora indicada ao Oscar, morre aos 93 anos de idade



A lendária diretora italiana Lina Wertmüller, dona de uma extensa carreira cinematográfica, faleceu no dia 09 de dezembro, aos 93 anos de idade. Sua morte foi comunicada por amigos nas redes sociais, que apenas informaram que ela "faleceu pacificamente em casa, cercada de amigos e parentes".



Lina Wertmüller nasceu em Roma, em 1928. Ela era descendente de uma família da nobreza Suíça, e começou sua carreira quando se inscreveu nos cursos de direção da Accademia Pietro Scharoff. Em 1953 ela foi assistente de direção do filme ...e Napoli Canta! (1953), mas começou a ganhar respeito no meio cinematográfico ao se tornar assistente de direção de Federico Fellini em   (1963).

Lina começou a dirigir seus próprios filmes em 1963, usando o nome masculino de George H. Brown, para poder conseguir que as produções fossem financiadas, devido ao medo dos estúdios de entregarem suas produções para mulheres dirigirem.

Após dirigir o sucesso Rita o Mosquito (Rita la Zanzara, 1965), estrelado pela cantora Rita Pavone, Lina Wertümuller finalmente pode assinar um filme com seu próprio nome.

A cineasta ficou famosa por fazer filmes de cunho políticos, como Mimi, o Metalúrgico (Mimi Metallurgico Ferito nell'onore, 1972) e Amor e Anarquia (Fil D'Amore e D'Anarchia, ovvero 'stamattina alle 10 in via dei Fiori nella nota casa di tolleranza..., 1973). Ela também dirigiu Por Um Destino Insólito (Travolti da un Insolito Destino Nell'Azzurro Mare D'Agosto, 1974), que ganhou um remake com a cantora Madonna, feito em 2002.




Em 1975 ela dirigiu Pasqualino Sete Belezas (Pasqualino Settebellezze, 1975), e foi indicada ao Oscar de Melhor Direção pelo trabalho, tornando-se a primeira mulher cineasta a concorrer nesta categoria. Lina também foi indicada ao Oscar de Melhor Roteiro.




Em 1981 ela comprou os direitos de Tieta do Agreste, do amigo Jorge Amado, e veio ao Brasil para filmar a adaptação do livro, que seria estrelado por Sophia Loren, porém problemas financeiros impediram a diretora de finalizar o filme, que teve filmagens iniciadas.


Jorge Amado, Sophia Loren e Lina Wertmüller

Lina Wertümuller dirigiu 33 filmes, e se aposentou da direção em 2014. Em 2020 ela ganhou um Oscar especial pelo conjunto de sua obra.




Veja também: Tributo a Rita Moreno

Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil