Paul Newman e seu Noscar, uma trolagem de Joanne Woodward


Paul Newman foi um dos maiores astros da história do cinema, e teve um dos casamentos mais duradouros de Hollywood. Ele e a atriz Joanne Woodward se casaram em 1958, e permaneceram juntos até a morte do ator, em 26 de setembro de 2008.

Alguns meses depois do casal oficializar as núpcias, Joanne Woodward foi agraciada com um Oscar de Melhor Atriz por seu desempenho em As Três Faces de Eva (The Three Faces of Eve, 1957). Seu marido, no cinema desde 1954, nunca nem sequer havia indicado a tal prêmio, e Joanne mandou fazer uma espécie de Oscar de brincadeira para ele, que ela chamou de Noscar (algo como Nenhum Oscar, na tradução).

Era uma estatueta dourada, mas cabisbaixa. O Noscar foi colocado na estante da casa do casal, ao lado do Oscar de Woodward.




Mas parece que o Noscar deu sorte a Newman, que foi indicado ao prêmio no ano seguinte, por Gata em Teto de Zinco Quente (Cat on a Hot Tin Roof, 1958).

Ao longo de sua carreira, Paul Newman foi um dos atores que mais receberam indicações ao prêmio, totalizando 10 nomeações (a última em 2003). Mas ele só venceria uma estatueta em 1987, pelo filme A Cor do Dinheiro (The Color of Money, 1986).

No ano anterior, 1986, ele também recebeu um Oscar Honorário, "Em reconhecimento por suas muitas e memoráveis performances na tela e por sua integridade pessoal e dedicação ao seu oficio". Newman, entretanto, não compareceu nesta cerimônia.


Tom Cruise e Paul Newman, com seu Oscar, em 1987

Em 1994 Paul Newman também recebeu o Prêmio Jean Hersholt, por seus serviços humanitários.


Paul Newman e Joanne Woodward, em 2007

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil