Joanna Merlin, de Os Dez Mandamentos para Lei & Ordem


Em 1956 estreava nos cinemas o clássico Os Dez Mandamentos (The Ten Commandments, 1956). Estrelado por Charlton Heston e dirigido por Cecil B. DeMille, o épico bíblico foi um dos maiores campeões de bilheteria por muitos anos, e foi indicado a seis Oscars.

A história de Moisés, o príncipe do Egito que abriu o mar vermelho para salvar os hebreus, até hoje faz parte do imaginário dos cinéfilos. Ele tinha um elenco estelar, que incluía além de Heston, nomes como Yul Bryner, Yvonne De Carlo, Debra Paget, Vincent Prince, Anne Baxter, Edward G. Robinson, John Derek, Nina Foch, Martha Scott, John Carradine, Judith Anderson, Cedric Hardwicke, Paul de Rolf e tantos outros. Eram mais de 70 personagens com falas, algo inédito até então em Hollywood.


Do elenco de astros principais, apenas Debra Paget (Lília) ainda vive, mas alguns atores secundários ainda estão entre nós, como é o caso da atriz Joanna Merlin, uma das filhas de Jethro (papel de Eduard Franz), que ainda está na ativa, e é mais conhecida nos dias de hoje como a juíza Lena Pretovsky na série Lei & Ordem: Unidade de Vítimas Especiais (Law & Order: Special Victims Unit).


Joanna Merlin é o nome artístico de Joan Ratner, atriz nascida em Chicago, no dia 15 de julho de 1931. Joanna subiu aos palcos pela primeira vez aos 11 anos de idade, atuando no teatro comunitário, e mais tarde formou-se na UCLA. Depois, estudou interpretação com Michael Chekhov, sendo hoje considerada a última aluna do mestre da interpretação ainda viva e atuante.

Joanna tinha 24 anos de idade quando fez seu primeiro trabalho no cinema, justamente atuando em Os Dez Mandamentos (The Ten Commandments, 1956), onde interpretou uma das sete filhas de Jethro, o sheik beduíno que acolhe Moisés, após ele deixar o Egito. O antigo príncipe retirado do rio Nilo se casa com uma delas, Sephora, interpretada por Yvonne de Carlo.

Joanna Merlin em Os Dez Mandamentos, ela é a atriz na direita, olhando diretamente para Charlton Heson (na linha de cima)

As filhas de Jethro, em Os Dez Mandamentos


Yvonne de Carlo, uma das sete filhas, morreu em 2007. As outras atrizes que interpretaram suas irmãs são Joanna Merlin, a única que seguiu atuando, Lisa Mitchell, Noelle Williams, Diane Hall, Pat Richard e Joyce Vanderveen. Vanderveen faleceu em 2008 e Lisa Mitchell ainda vive. Das restantes, que nunca mais fizeram outro filme, não existem informações disponíveis.

Joanna faria mais alguns filmes como Weddings and Babies (1958) e O Poder e a Glória (The Power and the Glory, 1961), mas depois dedicou-se a carreira no teatro. Ela destacou-se na montagem de O Violinista no Telhado (Fiddler on the Roof), mas acabou deixando a produção antes do final, para dedicar-se a criação de seus dois filhos pequenos. O diretor Harold Prince deu a atriz a oportunidade de aparecer na peça em apresentações flexíveis, e ela também passou a fazer funções de diretora de elenco, ocupação que exerce até hoje. Ele foi diretora de elenco de grandes musicais como Evita e Sweeney Todd.

Austin Pendleton e Joanna Merlin em O Violinista no Telhado

Após fazer alguns trabalhos na televisão, apareceu em filmes como A Rua da Esperança (Hester Street, 1975), The Last Tenant (1978) e O Show Deve Continuar (All That Jazz, 1979). No cinema, outro papel marcante na carreira da atriz foi como a Olivia Berg, a professora de dança clássica em Fama (Fame, 1980).

Debbie Allen e Joanna Merlin em Fama

Outros filmes que contaram com a presença são Vida de Solteiro (Soup For One, 1982), Criança Amada: Uma História Real (Love Child, 1982), Um Romance Maluco (Baby It's You, 1983), Os Gritos do Silêncio (The Killing Fields, 1984) e Príncipe das Sombras (Prince of Darkness, 1987), de John Carpenter. Com Carpenter, também trabalhou como diretora de elenco em Os Aventureiros do Bairro Proibido (The Big Trouble in Little China, 1986).


Joanna Merlin e Gene Hackmann

Joanna também atuou em Três Mulheres, Três Amores (Mystic Pizza, 1988) Julgamento Final (Class Action, 1991), Um Amor de Verdade (Mr. Wonderful, 1993), Um Dia Para Relembrar (Two Bits, 1995), Cidade dos Anjos (City of Angels, 1999) e muitos outros.

Joanna Merlin em Cidade dos Anjos

Em 1992 ela apareceu pela primeira vez na série Lei & Ordem (Law & Order), interpretando a advogada de defesa Carla Bowman. Ela apareceu em seis episódios até 1998.

Joanna Merlin em seu primeiro papel em Lei & Ordem

Em 2000 ela ingressou no elenco da série derivada,  Lei & Ordem: Unidade de Vítimas Especiais (Law & Order: Special Victims Unit), desta vez interpretando a severa juíza Lena Pretovsky, que repreendeu ou sancionou diversas vezes os detetives Casey Novak (Diane Neal), Alexandra Cabout (Stephanie March) e Olivia Benson (Mariska Hargitay) durante as 11 temporadas do programa.

Joanna Merlin como a  juíza Lena Pretovsky

Outros créditos cinematográficos da atriz incluem os filmes Invasores (The Invasion, 2007), Doidão (The Wackness, 2008), A Chave de Sarah (Elle s'appelait Sarah, 2010) e Active Adults (2017). Também fez participações em séries como Homeland e The Good Wife.

Joanna também já escreveu alguns livros sobre a arte e técnica de atuação, e atualmente além de atuar da aulas de interpretação do método Chekhov na Universidade de Nova York.

Sua irmã foi a professora Harriet Glickman (1926-2020), que em abril de 1968, 11 dias após o assassinato de Martin Luther King, escreveu para o quadrinista Charles M. Schulz pedindo para que ele incluísse uma criança negra na turma do Charlie Brown. Harriet escreveu sobre a importância da representatividade para as crianças negras durante um período tão difícil que os Estados Unidos estavam vivendo. Schulz atendeu ao seu pedido, e incluiu o menino Franklin na turminha de Snoopy.

Harriet Glickman

Joanna Merlin atualmente

Joanna Merlin, uma das ultimas integrantes do elenco de Os Dez Mandamentos (1956) ainda vivas

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil